Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/55463
Title in Portuguese: Uma análise descritiva da tradução de La Rivoluzione della Luna, de Andrea Camilleri
Author: Araújo, Rebeca Beserra de
Advisor(s): Silva, Rafael Ferreira da
Keywords: Estudos da Tradução
Variação linguística
Camilleri, Andrea Calogero, 1925-2019
Tradução - code-switching
Issue Date: 2020
Citation: ARAÚJO, Rebeca Beserra de. Uma análise descritiva da tradução de La Rivoluzione della Luna, de Andrea Camilleri. 2020. 90f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução, Fortaleza (CE), 2020.
Abstract in Portuguese: Andrea Camilleri tornou-se mundialmente conhecido pelo uso de uma língua mista em suas obras, uma mescla do italiano standard com dialeto siciliano. Tal língua mista apresenta-se tanto nas falas e diálogos dos personagens como na voz do próprio narrador, estando, assim, presente nas tramas da primeira à última linha. Em La Rivoluzione della Luna, esse hibridismo é ainda mais acentuado com o acréscimo de outras duas línguas às já citadas: o espanhol e o latim. Temos, então, um total de quatro idiomas dentro de uma mesma obra, entrelaçando-se e impressionando o leitor. Tal complexidade narrativa naturalmente transformou a tradução dessa obra num grande desafio. Nesta pesquisa, objetivamos analisar as estratégias de tradução de elementos culturais-identitários em textos com variação linguística tomando como base a contribuição de Gideon Toury para os Estudos Descritivos da Tradução (DTS) e a taxonomia das estratégias de tradução de Andrew Chesterman. Diante do cenário linguístico apresentado no texto fonte, nos questionamos: Qual a melhor forma de traduzir um texto em code-switching, como a obra de Camilleri? Como o tradutor deve agir Estrangeirizar ou Domesticar?
Abstract: Andrea Camilleri became known worldwide for the use of a mixed language in his works, a mixture of standard Italian and Sicilian dialect. Such mixed language appears both in the speeches and dialogues of the characters and in the voice of the narrator himself, thus being present in the plots from the first to the last line. In La Rivoluzione della Luna, this hybridism is even more accentuated with the addition of two other languages to those already mentioned: Spanish and Latin. We have, then, a total of four languages within the same work, intertwining and impressing the reader. Such narrative complexity naturally made the translation of this work a great challenge. In this research, we aim to analyze the translation strategies of cultural-identity elements in texts with linguistic variation based on Gideon Toury's contribution to Descriptive Translation Studies (DTS) and the taxonomy of Andrew Chesterman's translation strategies. Faced with the linguistic scenario presented in the source text, we ask ourselves: What is the best way to translate a text into code-switching, like Camilleri's work? How should the translator act? Foreign or Domesticate?
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/55463
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:POET - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_dis_rbaraujo.pdf697,53 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.