Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47235
Title in Portuguese: A tradução de L'enfant de sable, de Tahar Ben Jelloun, no Brasil: uma proposta de glossário para O menino de areia
Author: Colares, Adriana Almeida
Advisor(s): Muller, Fernanda Suely
Keywords: Estudos da Tradução
Tradução e Abordagem Funcionalista
Jelloun, Tahar Ben, 1944-
Issue Date: 2019
Citation: COLARES, Adriana Almeida. A tradução de L'enfant de sable, de Tahar Ben Jelloun, no Brasil: uma proposta de glossário para O menino de areia. 2019. 107f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução, Fortaleza (CE), 2019.
Abstract in Portuguese: O ato de traduzir é uma atividade muito antiga. O ato de refletir e analisar criticamente as traduções também remete a tempos da antiguidade, com Cícero (46 a.C.). Desde então, os olhares teóricos sobre o ato tradutório se direcionam para a questão dual da tradução estrangeirizada ou domesticada. No século XX, a abordagem funcionalista traz outros olhares para a tradução e a dualidade que sempre prevaleceu nas teorias deu lugar à tradução como propósito. De acordo com essa bordagem, a tradução é vista como uma atividade que não é responsabilidade exclusiva do tradutor. Traduzir uma obra literária, por exemplo, envolve inúmeros fatores que vão além de verter o texto de uma língua para outra. Nesse sentido, o objetivo desta dissertação é traçar um percurso histórico do pensamento tradutório no que diz respeito à abordagem crítica do fazer tradutório. Começamos com Cícero (46 a.C apud. VIEIRA; ZOPPI, 2011), passando pela dualidade estrangeiro e doméstico através da história e chegamos à abordagem funcionalista da tradução, com os conceitos apresentados por Christiane Nord (2014), na obra Translation as a purposeful activity. Functionalist approaches explained. Em seguida, analisamos a obra O menino de areia, do escritor marroquino Tahar Ben Jelloun, traduzida para o português e publicada no Brasil em 1986. Tomamos como base os conceitos de tradução como função, da abordagem funcionalista, enfatizando o papel dos paratextos que acompanham uma obra traduzida, enfatizando seu papel na inserção da obra literária na cultura de chegada. Por fim, propomos um glossário de termos culturais e religiosos retirados da obra literária em questão, visto que esse é um acompanhamento textual que auxilia a inserção da obra no universo literário de chegada e o cumprimento de uma das funções da tradução: a difusão cultural. Concluimos que analisar criticamente uma tradução é um exercício que vai além de ponderar sobre o elemento textual vertido de uma língua para outra. Deve-sem, nessa atividade, considerar os elementos paratextuais e as diversas circunstâncias que envolvem o processo tradutório, desde a escolha do texto a ser traduzido, até o momento em que chega ao público a quem se dirige o texto.
Abstract: The act of translating is a very old activity. The act of reflecting and critically analyzing the translations also refers to periods far in Translation History, it goes back to Cicero (46 BC). Since then, the theoretical views on the translation act are directed towards the dual issue of foreignized or domesticated translation. In the twentieth century, a functionalist approach brings other looks to the translation and duality that has always prevailed in the theories gave way to translation as purpose. According to this approach, the translation is seen as something that is not a responsibility for the translator. Translating a literary work, for example, involves countless other factors that go beyond sourcing the text from one language to another. Therefore, the purpose of this work is to trace a historical course of the translational thought concerning to the critical approach. We begin with Cicero, passing through the foreign and domestic duality through history and we arrive at the functionalist approach of translation, with the concepts presented by Christiane Nord in Translation as a purposeful activity. Functionalist approaches explained (2014). Then we will analyze the work O menino de areia by the Moroccan writer Tahar Ben Jelloun, translated into Portuguese and published in Brazil in 1986. The reflections will be based on the concepts of translation as function, the functionalist approach, emphasizing the role of the paratexts that go along a translated work, emphasizing its role in the insertion of the literary work in the culture of arrival. Finally, we will propose a glossary of cultural and religious terms taken from the mentioned literary work, since this is a textual accompaniment that assists in the insertion of the work in the literary universe of arrival and in the fulfillment of one of the functions of translation, which is the diffusion cultural. We conclude, therefore, that to critically analyze a translation goes beyond the textual element spilled from one language to another, one must consider the paratextual elements and the different circumstances that involve the translation process, from the choice of the text to be translated, until the moment it reaches the audience to whom the text is addressed.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47235
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:POET - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_dis_aacolares.pdf1,67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.