Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/40555
Title in Portuguese: Processo comunicativo dentro das organizações
Author: Rolim, Raquel Alves
Advisor(s): Lima, Tereza Cristina Batista de
Keywords: Comunicação nas organizações
Cultura organizacional
Issue Date: 2007
Citation: ROLIM, Raquel Alves. Processo comunicativo dentro das organizações. 2007. 81 f. TCCP (especialização) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade - FEAAC, Centro de Treinamento e Desenvolvimento - CETREDE, Curso de Especialização em Estratégia e Gestão Empresarial, Fortaleza-CE, 2007.
Abstract in Portuguese: Este trabalho versa sobre a situação do processo comunicativo interno nas organizações. Como as empresas podem superar um modelo que corrói a boa comunicação interna. Quais as causas de tanta divergência na comunicação que acarreta problemas enormes tanto na produção como na prestação de serviços. Quais os meios mais adequados para uma boa comunicação e o que os empregados pensam da atual gestão. As organizações que não se adequar aos novos padrões tendem a perder mercados, reduzir vendas, produção e lucratividade. No contexto de uma economia globalizada viram sucatas em pouco tempo. Segundo Chiavenato, no passado com a introdução do Taylorismo, as empresas no setor de produção se estruturaram como uma organização verticalizada e estabeleceram as bases do que seria o processo comunicativo do século XX. Essa verticalização corresponde a um método essencialmente autoritário, onde todos são vistos como objetos de um processo comunicativo, isto é, meros receptores de mensagens. Atualmente, a influência do Toyotismo altera todo essa estrutura, o que passa a ter peso é a comunicação em detrimento da informação, é a qualidade em detrimento da quantidade e a relação horizontal em detrimento da vertical. A comunicação interna tem uma importância fundamental no processo decisório da empresa, onde a comunicação consolida a infra-estrutura; eleva a qualidade de desempenho; promove a participação de todos os membros da empresa; incentiva a comunicação entre os diversos patamares da organização; assegura um maior envolvimento dos cargos de chefia com os seus colaboradores e vice-versa; oferece confiança e estabilidade aos seus colaboradores; constituí um feedback1 por parte dos colegas de trabalho. Segundo Bill Quirke, a velocidade das transformações no ambiente empresarial traz essencial oportunidade para o fortalecimento do papel da comunicação no mundo dos negócios. Sem esquecer que a globalização, a tecnologia da informação e a luta pela competitividade estão contribuindo para o agravamento da necessidade de comunicação nas organizações. Sendo assim a proposta deste trabalho não é desenvolver uma teoria sobre a comunicação nas empresas, mas tratá-la como instrumento de gestão para os líderes. A comunicação interna nas empresas, sejam elas pequenas, médias ou grandes, é muitas vezes precária ou um verdadeiro caos. A escolha deste tema vem justamente estudar, analisar a situação atual e propor prováveis soluções para amenizar o caos na comunicação ou até mesmo sanar tal problema. O presente trabalho tem como estudo um assunto que faz parte de todo e qualquer tipo de organização, sendo assim, as ferramentas utilizadas para a realização desse trabalho cientifico foi o acervo de várias obras publicadas de autores especializados no assunto. Foi através de pesquisa bibliográfica que o tema em questão foi analisado e estudado, para fornecer uma seara com embasamentos teóricos científicos. A escolha dessa forma de estudo é bem definida segundo José Carlos Koche (1997, p. 122): A pesquisa bibliográfica é a que se desenvolve tentando explicar um problema, utilizando o conhecimento disponível a partir das teorias publicadas em livros ou em obras congêneres. Na pesquisa bibliográfica o investigador irá levantar o conhecimento disponível na área, identificando as teorias produzidas, analisando-as e avaliando sua contribuição para auxiliar a compreender ou explicar o problema objeto da investigação. O método indutivo utilizado nesse trabalho como forma de investigação, que segundo Cleverson Keller (1985), “o método indutivo parte da enumeração de experiências ou casos particulares para chegar a conclusões de ordem universal”. A linha de pensamento do referido trabalho é o conhecimento empírico, o qual trata da realidade, onde se utilizam experiências já existentes em que os autores organizam coerentemente suas idéias. Este trabalho científico é baseado em vários autores, pesquisadores e estudiosos no tema em questão. Algumas transcrições foram feitas para enriquecer o conteúdo teórico. É salutar que existam divergências entre alguns autores, mas a grande maioria segue uma mesma linha de pensamento. Alguns são mais detalhistas e têm um aprofundamento nas causas do fato, que nos remete a um passado bem distante. Vale ressaltar que a contribuição desses autores é de suma importância para o esclarecimento e entendimento do tema em questão.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/40555
Appears in Collections:EEGE - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_tcc_rarolim.pdf988,67 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.