Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36402
Title in Portuguese: As estratégias utilizadas pelos intérpretes de Libras nas aulas de inglês em escolas da rede pública
Author: Monteiro, Yuri Santos
Advisor(s): Tavares, Maria da Glória Guará
Keywords: Estudos da Tradução
Interpretação em língua de sinais
LIBRAS
Translation studies
Sign language interpretation
Brazilian Sign Language (BSL)
Issue Date: 2018
Citation: SANTOS, Yuri Monteiro. As estratégias utilizadas pelos intérpretes de Libras nas aulas de inglês em escolas da rede pública. 2018. 126f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará. Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução, Fortaleza (CE), 2018.
Abstract in Portuguese: Esta pesquisa está relacionada à área de Estudos da Tradução e da Interpretação de Línguas de Sinais (ETILS) e teve como objetivos analisar as estratégias utilizadas pelos intérpretes de Libras nas aulas de inglês em uma escola da rede pública de ensino, bem como investigar os principais desafios e dificuldades encontrados nesse processo. Os estudos de Novais (2002) e Hortêncio (2005) sobre as estratégias de interpretação serviram de suporte teórico ao estudo, no qual verificamos se estas estão presentes no contexto da sala de aula, assim como a possibilidade do surgimento de novas estratégias. Para tal, foram aplicados questionários para 10 intérpretes, realizadas entrevistas e observações de duas aulas de inglês: uma com intérprete provido de conhecimentos básicos de inglês e outro sem. Os resultados indicam que as principais dificuldades são: a escassez do uso de materiais visuais, a atenção dividida entre alunos ouvintes e surdos e o desnivelamento na proficiência em Libras por parte de alguns alunos surdos. Com relação ao uso das estratégias, verificou-se que as estratégias mais utilizadas pelo intérprete sem conhecimentos de inglês foram : omissão, explicitação e síntese. Em contrapartida, as mais utilizadas pelo intérprete com conhecimentos de inglês foram: explicitação, simplificação, omissão e ratificação. Os dados revelaram que a estratégia do uso de perguntas retóricas não foi utilizada pelos intérpretes e identificaram o surgimento de uma nova estratégia que classificamos como interpretação prévia. Reiteramos que ainda é desafiador e laborioso o processo de ensino e aprendizagem mediado por intérprete, visto que não depende apenas de uma pessoa, e sim de um trabalho em equipe, envolvendo a escola, o corpo docente, os intérpretes e os alunos, de forma harmoniosa; além disso, constatou-se que é necessária a disponibilidade de recursos materiais e didáticos que proporcionem uma melhor inclusão do aluno surdo.
Abstract: This research is related to the area of Translation Studies and Sign Language Interpretation, and aimed to analyze sign language interpretation strategies used in English classes of a public school, as well as to investigate the main challenges and adversities found in this process. Novais (2002) and Hortêncio’s (2005) theoretical frameworks related to strategies of interpretation served as theoretical grounds for this study, in which we verified whether these strategies are present within the classroom context, including the possibility of new ones to come through. In order to achieve our aims, we used questionnaires, conducted interviews and observed two English classes: one with the aid of an interpreter with a basic level of English and another with the aid of an interpreter who does not speak English. Results indicate that the main difficulties are: visual materials scarcity, divided attention among hearing and deaf students and the deaf student’s lack of proficiency in Brazilian sign language. Regarding the use of strategies, it was verified that strategies most used by the interpreter without basic knowledge of English were: omission, explicitation and synthesis, on the other hand those most used by the interpreter with some basic knowledge of English were: explicitation, simplification, omission and ratification. The data revealed that the strategy rhetorical questions was not used by the interpreters and it was identified the emergence of a new strategy that was classified as prior interpretation. We reiterate that the teaching/ learning process mediated by a sign language interpreter is still a challenge, since it does not depend only on a person, but on a partnership between school, teachers, interpreters, and students willing to work harmonically; furthermore, it is necessary to provide the process with material and didactics resources to enhance deaf student inclusion.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36402
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:POET - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_dis_ysmonteiro.pdf3,05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.