Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35065
Title in Portuguese: A compreensão de orações relativas de sujeito com estado mental de emoção entre indivíduos com desenvolvimento típico e com transtorno do espectro do autismo
Author: Peixoto, Carolina de Abreu
Advisor(s): Teixeira, Elisângela Nogueira
Keywords: Autismo
Déficit especificamente linguístico
Orações relativas
Autism
Specific language impairme
Issue Date: 2018
Citation: PEIXOTO, Carolina de Abreu. A compreensão de orações relativas de sujeito com estado mental de emoção entre indivíduos com desenvolvimento típico e com transtorno do espectro do autismo. 2018. 149f. - Dissertação (mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Centro de Humanidades, Programa de Pós-graduação Profissional em Letras, Fortaleza (CE), 2018.
Abstract in Portuguese: A Teoria da Mente (ToM), a habilidade de compreender estados mentais, é considerada indispensável no estabelecimento das interações sociais para o desenvolvimento da linguagem. Estudos de Wimmer e Perner (1983), Baron-Cohen, Leslie e Frith (1985) e Frith (1995) investigaram a vinculação entre ToM, Déficits Especificamente Linguísticos (DEL) e Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), buscando encontrar relações de interdependência. Indivíduos diagnosticados com TEA apresentam atrasos no processamento da ToM, o que pode resultar, de acordo com nossa hipótese, em dificuldades referentes à compreensão de enunciados que expressem estados mentais de emoção. Para investigar esta relação, estudamos crianças com TEA leve e comparamos com um grupo controle. Realizamos a Escala de Tarefas de Teoria da Mente (Wellman e Liu, 2004) para avaliar o nível de ToM dos grupos estudados e uma tarefa experimental. A tarefa consistia na identificação de uma frase ouvida com a figura correspondente (alvo) em meio a três figuras, uma competitiva e duas distratoras. A movimentação ocular dos participantes foi registrada. As frases foram manipuladas para a posição do adjetivo que expressa o estado mental, com duas condições experimentais: adjetivo na oração relativa; adjetivo na oração matriz. Os resultados sugerem uma correlação entre o nível de ToM e o tempo de reação de cada grupo. O grupo com TEA reflete uma movimentação ocular de padrão diferente do controle, em função das métricas registradas. Como é apontado na literatura, existe uma relação entre ToM e TEA e entre ToM e DEL, nosso interesse foi o de investigar se no autismo as possíveis dificuldades de processamento das orações relativas teriam alguma semelhança com o processamento em DEL. A busca por evidências de DEL em grupos com TEA leve ou de altas habilidades tem por finalidade precípua uma adequada e precisa compreensão da patologia com vistas à producão de materiais didáticos inclusivos para esta população.
Abstract: Theory of Mind (ToM), the ability to understand mental states, is considered indispensable in the establishment of social interactions and for the development of language. Wimmer and Perner (1983), Baron-Cohen, Leslie and Frith (1985) and Frith (1995) investigated the link between ToM, Specific Language Impairments (SLI) and the Autism Spectrum Disorder (ASD), seeking to find relations of interdependence. Individuals diagnosed with ASD have delays in the processing of ToM, which may, according to our hypothesis, result in difficulties regarding the understanding of statements that express mental states of emotion. To investigate this possibility, we studied children with mild ASD and compared their results with a control group. We performed the ToM Scale (Wellman and Liu, 2004) to assess the ToM level of our groups, as well as an experimental task. The task consisted in matching a sentence the participants heard with the corresponding figure (target) among other three figures, in which one competed with the target and the other two were distractors. The ocular movement of all participants was recorded. The sentences were manipulated regarding the position of the adjective that expressed the mental state. Therefore, we had two experimental conditions: adjective in the relative sentence and the adjective in the main sentence. The results suggest a correlation between the ToM level and the reaction time of each group. The ASD group shows a different ocular movement pattern than the control group, according to the metrics recorded. As it is pointed out in the literature, there is a relationship between ToM and ASD, as well as between ToM and SLI. Our interest was to investigate whether in autism the possible difficulties of processing the relative clauses would have some similarity to the processing in SLI. The search for evidence of SLI in patients with mild ASD or highly functional autism has the adequate and precise final objective of understanding the pathology in hopes of producing appropriate educational material for this population.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35065
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PROFLETRAS - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_dis_capeixoto.pdf3,17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.