Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/31601
Título: Géis de colágeno e gelatina do resíduo da tilápia (Oreochromis niloticus) para incorporação e liberação controlada in vitro da astaxantina
Título em inglês: Collagen and gelatin extracted from tilapia (Oreochromis niloticus) processing wastes for gels formulation with controlled release of astaxanthin
Autor(es): Oliveira, Jakson Martins de
Orientador(es): Souza, Bartolomeu Warlene Silva de
Coorientador(es): Souza Filho, Men de Sá Moreira de
Palavras-chave: Tilápia
Hidrogéis
Astaxantina
Colágeno
Gelatina
Data do documento: 2017
Resumo: O uso de géis como carreadores de fármacos é uma proposta promissora porque visa à liberação controlada de um princípio ativo em um local específico do organismo por um período mais prolongado de tempo que a administração convencional, mantendo uma concentração terapêutica e evitando a necessidade de repetição da administração. Utilizando-se dos dados citados como referência este trabalho objetiva formular e caracterizar hidrogéis de colágeno e gelatina reticulados com ácido cafeico para incorporação e liberação controlada de astaxantina. O colágeno e a gelatina foram extraídos da pele da tilápia por método solubilização ácida a 4 ºC e método de extração em água a 60 ºC, respectivamente. Para caracterização foi realizado as analises de MEV, TGA, DSC, DRX, FTIR, força de gel, pH e composição química. O colágeno e a gelatina foram utilizados para o preparo dos hidrogéis a fim de avaliar a influencia do ácido cafeico (reticulante) sobre atributos dos géis de colágeno e gelatina. Os hidrogéis foram caracterizados através das analises de MEV, TGA, DSC, DRX, FTIR e textura. Os hidrogéis incorporados com astaxantina foram preparados homogeneizando em Ultra Turrax a gelatina ou o colágeno ao SPAM 80, óleo de girassol e sorbato de potássio, após foi incorporado a astaxantina e por fim o ácido cafeico. Os hidrogéis incorporados com astaxantina foram caracterizados quanto ao perfil de cinética de liberação. Os espectros de FTIR da gelatina e colágeno nos ratificaram a eficiência na extração. A gelatina apresentou força de gel de 438 g e o colágeno de 68 g. Os espectros de FTIR confirmaram que o ácido cafeico foi eficiente na reticulação dos hidrogéis de gelatina. Os termogramas dos hidrogéis de gelatina e colágeno apresentaram um incremento na estabilidade térmica proporcional ao teor de ácido cafeico nos géis. Os resultados dos índices de cristalinidade foram menores em hidrogéis reticulados. A textura dos hidrogéis de gelatina reticulados foram maiores em detrimento aos sem reticulação. Os hidrogéis de colágeno reticulados apresentaram menor textura comparando-os aos sem reticulação. Os tratamentos GAs0,02Ac1 e CAs0,02Ac1 foram responsáveis pela cinética de liberação mais prolongada. Os hidrogéis de gelatina possuíram uma rápida liberação da astaxantina em cerca de 15 min, já os com colágeno apresentaram ser mais duradouros com tempo máximo de 5 h 5 mim a 6 h 30 mim de experimento. O teor de liberação dos hidrogéis sem reticulação para o colágeno e a gelatina foi igual 91%, sendo o menor valor identificado dentre os tratamentos.
Abstract: The use of gels as drug carrier is a promising proposal because it aims to controlled release of an active ingredient in a specific location of the body for a longer period of time than conventional administration, keeping a therapeutic concentration and avoiding the need for repetition of the Administration. Using the data cited as reference this work aims formulate and characterize collagen and gelatin hydrogels lattices with caffeic acid for incorporation and controlled release of astaxanthin. Collagen and gelatin were extracted from the skin of Tilapia by acid solubilization method 4 ºc and extraction method in water at 60 °C, respectively. Characterization was carried out the analysis of MEV, TGA, DSC, DRX, FTIR, gel, pH and chemical composition. Collagen and gelatin were used for the preparation of hydrogels in order to evaluate the influence of caffeic acid (crosslinking agent) about attributes of collagen and gelatin gels. The hydrogels incorporated with astaxanthin has been prepared homogenizing in Ultra Turrax gelatine or collagen to SPAM 80, sunflower oil and potassium sorbate, after it was incorporated into astaxanthin and finally the caffeic acid. The hydrogels incorporated with astaxanthin were characterized as the kinetic profile of release. The FTIR spectra of gelatine and collagen in ratified efficiency in extraction. Gelatine had gel strength of 438 g and collagen 68 g. The FTIR spectra confirmed that caffeic acid was effective in crosslinking of hydrogels. The thermograms of hydrogels of gelatine and collagen showed an increase in thermal stability commensurate with the levels of caffeic acid in gels. The results of crystallinity indices were lower in hydrogels lattices. The texture of the crosslinked gelatin hydrogels were higher in detriment to those without crosslinking. GAs0,02Ac1 and CAs0,02Ac1 treatments were responsible for the longer release kinetics. Gelatin hydrogels had a rapid release of astaxanthin in about 15 min, whereas those with collagen were found to be longer lasting for a maximum time of 5 hr 5 min at 6 h 30 min of experiment. The release content of the non-crosslinked hydrogels for collagen and gelatin was 91%, with the lowest value identified among the treatments.
Descrição: OLIVEIRA, Jakson Martins de. Géis de colágeno e gelatina do resíduo da tilápia (Oreochromis niloticus) para incorporação e liberação controlada in vitro da astaxantina. 2017. 112 f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/31601
Aparece nas coleções:DTA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_dis_jmoliveira.pdf4,37 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.