Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/25978
Título: Utilização de hidrocolóides na estruturação de frutas tropicais: avaliação de aspectos tecnológicos, bioacessibilidade in vitro e perfil sensorial
Título em inglês: Use of hydrocoloids in the structuration of tropical fruits: evaluation of technological aspects, in vitro bioacessibility and sensory profile
Autor(es): Leal, Amanda Rodrigues
Orientador(es): Sousa, Paulo Henrique
Coorientador(es): Oliveira, Luciana
Palavras-chave: Goma gelana
Ágar-ágar
Bioacessibilidade
Compostos bioativos
CATA
Data do documento: 2017
Citação: LEAL, A. R. (2017)
Resumo: Estruturados de frutas são produtos resultantes da combinação entre polpas de frutas e hidrocoloides gelificantes, sendo uma alternativa para a redução do desperdício de frutas. Nesse contexto, o objetivo do presente estudo foi desenvolver estruturados mistos de manga com cajá, manga com caju e manga com acerola, e avaliar a influência dos hidrocoloides utilizados sobre as características sensoriais e de textura, e na retenção de compostos bioativos. Os estruturados mistos foram elaborados a partir da combinação de polpas de frutas e os hidrocoloides ágar-ágar, goma gelana de baixa acilação – LA (do inglês low acyl) e de alta acilação – HA (do inglês high acyl), isolados ou combinados, na concentração de 0,75% do peso da polpa mista. Foi avaliada a influência dos hidrocoloides sobre as características sensoriais, físico-químicas e de textura, além dos conteúdos de ácido ascórbico, polifenóis e atividade antioxidante total, antes e após digestão gastrointestinal in vitro (DGI). Os resultados obtidos mostraram que o pH e os sólidos solúveis aumentaram significativamente em relação às polpas mistas, os valores de atividade de água permaneceram inalterados, e pequenas variações na coloração foram observadas. As amostras contendo 100% de ágar-ágar (ágar-ágar), 100% de goma gelana LA e 0% de goma gelana HA (LA100/HA0), 75% de goma gelana LA e 25% de goma gelana HA (LA75/HA25) e 50% de goma gelana LA e 50% de goma gelana HA (LA50/HA50) apresentaram características físico-químicas bem semelhantes entre si, porém, o ágar-ágar proporcionou maior acidez e, consequentemente, menor pH aos estruturados com ele elaborados. Antes da DGI, os teores de ácido ascórbico dos estruturados se mantiveram os mesmos ou, até, foram maiores que os das polpas, e houve redução dos polifenóis, exceto nas amostras de sabor manga com acerola, nas quais foi observada a manutenção desses componentes. A atividade antioxidante se manteve nos estruturados de manga com cajá e de manga com acerola, e foi reduzida nos de sabor manga com caju. Os estruturados mantiveram percentuais bioacessíveis de compostos bioativos bastante semelhantes aos das polpas mistas. E, em geral, os estruturados de frutas não apresentaram diferenças entre si quanto aos componentes bioativos. As amostras contendo ágar-ágar apresentaram menor dureza em relação às contendo goma gelana, e LA100/HA0 foi mais dura que as demais. Já a adesividade foi maior em LA100/HA0, além disso, esse parâmetro reduziu conforme o aumento das proporções de HA. Os valores de elasticidade e coesividade foram os mesmos em todas as formulações. Nenhum estruturado ou polpa apresentou crescimento de microorganismos. Todos foram bem aceitos sensorialmente, havendo maior preferência pelas amostras contendo LA50/HA50 e menor por LA100/HA0. Diante do exposto, acredita-se que os estruturados de frutas do presente estudo são bastante promissores por apresentarem características muito semelhantes às das polpas mistas de frutas.
Abstract: Structured fruits are products resulting from the combination of fruit pulps and gelling hydrocolloids, being an alternative for the reduction of fruit waste. In this context, the objective of the present study was to develop mixed structured fruits of mango with caja, mango with cashew apple and mango with acerola, evaluating the influence of the hydrocolloids on the sensorial, texture characteristics and on the retention of bioactive compounds. The mixed structured fruits were made combining fruit pulps with hydrocolloids ágar-ágar, low acyl gellan gum (LA) and high acyl gellan gum (HA), isolated or combined, in concentration of 0.75% of the weight of the pulps. It was evaluated the influence of hydrocolloids on sensory, physical-chemical and texture characteristics, as well as ascorbic acid content, polyphenols and total antioxidant activity, before and after gastrointestinal digestion in vitro. The results showed that pH and soluble solids of the structured fruits increased significantly compared to mixed pulps, while values of water activity remained unchanged, and it was observed a small variation in the coloration. Samples containing 100% ágar-ágar, 100% LA gellan gum with 0% gellan gum HA (LA100 / HA0), 75% LA gellan with 25% HA gellan (LA75 / HA25) and 50% LA gellan with 50% HA gellan (LA50 / HA50) presented physical-chemical characteristics very similar to each other. However, the structured fruits elaborated with ágar-ágar provided higher acidity, consequently, lower pH.The ascorbic acid contents of the structured fruits remained the same or, even, were higher than the content of the mixed pulps. There was a reduction of the polyphenols, except for the mango with acerola samples, whichthe maintenance of these components was observed. The antioxidant activity remained the same in the mango with caja and mango with acerola samples, and it was reduced in mango with cashew apple samples. The structured fruits maintained bioaccessible percentages of bioactive compounds similar to those found for the mixed pulps. In general, the structures fruits did not present differences in relation to the bioactive components comparing to each other. The samples containing ágar-ágar presented lower hardness than samples containing gellan gum, and LA100 / HA0 formulation was harder than the others. Otherwise, the adhesiveness was higher in LA100 / HA0, and this parameter reduced as the HA proportionincreased. The values of elasticity and cohesiveness were the same in all formulations. The structured fruits or mixed pulpsdid not present growth of microorganisms. All formulations were well accepted in the sensory evaluation, with higher preference for samples containing LA50 / HA50 and less preference for LA100 / HA0 samples. In view of the above, it is believed that the structured fruits presented in this study are very promising, because they present characteristics very similar comparing with mixed fruit pulps.
Descrição: LEAL, Amanda Rodrigues. Utilização de hidrocolóides na estruturação de frutas tropicais: avaliação de aspectos tecnológicos, bioacessibilidade in vitro e perfil sensorial. 2017. 105f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/25978
Aparece nas coleções:DTA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_dis_arleal.pdf394,8 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.