Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14788
Title in Portuguese: As concepções das crianças, professora e coordenadora pedagógica sobre o recreio como atividade da rotina em uma escola pública de educação infantil na cidade de Fortaleza
Author: Santos, Celiane Oliveira dos
Advisor(s): Cruz, Sílvia Helena Vieira
Keywords: Childhood Education
School routine
Escolas – Exercícios e jogos - Ceará
Crianças – Recreação – Ceará
Crianças – Desenvolvimento – Ceará
Issue Date: 2015
Publisher: www.teses.ufc.br
Citation: SANTOS, Celiane Oliveira dos. As concepções das crianças, professora e coordenadora pedagógica sobre o recreio como atividade da rotina em uma escola pública de educação infantil na cidade de Fortaleza. 2015. 190f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2015.
Abstract in Portuguese: Este estudo analisou as concepções que as crianças, a professora e a coordenadora pedagógica têm sobre o recreio, como atividade da rotina em uma escola pública de Educação Infantil. Para tanto, procurou conhecer a rotina estabelecida em um grupo de crianças da pré-escola, com foco no recreio e identificar quais são as concepções das crianças e da equipe pedagógica sobre essa atividade na rotina. A abordagem sociointeracionista do desenvolvimento humano, especificamente os estudos de Vygotsky (2007, 2010) e de Wallon (2007), e ainda os estudos na área da Sociologia da Infância e da Socioantropologia da Infância, nomeadamente, as contribuições de Corsaro (2002; 2009; 2011), Sarmento (2002, 2005, 2008), Pinto (1997), Prout (2010) e Delalande (2001, 2003, 2011, 2012) constituíram o quadro teórico do presente estudo. A problemática da pesquisa encontrou na abordagem qualitativa o caminho para atingir seus objetivos. A investigação foi realizada em uma escola pública de Educação Infantil, na cidade de Fortaleza. Participaram do estudo oito crianças de cinco a seis anos de idade, a professora do grupo e a coordenadora pedagógica. Os procedimentos utilizados para a construção dos dados foram: observação participante, entrevista semiestruturada com a professora e coordenadora pedagógica, entrevistas individuais e coletivas com as crianças utilizando desenhos feitos por elas e histórias a serem completadas, questionário e consulta a documentos “oficiais” da instituição. Os registros consistiram no emprego de diário de campo, fotografia, vídeo e gravador de voz (MP4). A análise dos dados mostrou que a rotina vivenciada pelas crianças é marcada por atividades escolarizantes, com o objetivo de prepará-las para o ingresso no Ensino Fundamental. Em contraposição, as crianças atribuíram maior importância à atividade do recreio na rotina. A regulação dos tempos das crianças na escola por meio das imposições dos adultos revela posturas adultocêntricas nas relações. A atividade do recreio representa uma das raras oportunidades na rotina para a realização de brincadeiras e para as crianças constitui a principal razão pela qual frequentam a escola. As brincadeiras e as interações com os pares, especialmente nas áreas externas, são os aspectos considerados mais importantes pelas crianças da pré-escola. As profissionais, embora destaquem a importância das brincadeiras, não acompanham o recreio das crianças, o que expressa a desvalorização das brincadeiras e a desconsideração da dimensão pedagógica dessa atividade, pela equipe de profissionais da escola.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14788
Appears in Collections:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dis_cosantos.pdf2,7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.