Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10722
Title in Portuguese: Produção de conhecimento em biologia com práticas educomunicativas
Title: Knowledge production in biology with practice educomunicativas
Author: Ribeiro, Célio Alves
Advisor(s): Nojosa, Diva Maria Borges
Co-advisor(s): Silva, Cátia Luzia Oliveira da
Keywords: Educomunicação
Biologia da cognição
Facebook (Rede social on-line)
Issue Date: 2014
Citation: RIBEIRO, Célio Alves. Produção de conhecimento em biologia com práticas educomunicativas. 2014. 150 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Fortaleza-Ce, 2014
Abstract in Portuguese: Este trabalho aborda a Biologia da Cognição, reconhecendo que viver é conhecer, e conhecer é viver, e apoiando com isso a construção do conhecimento na ontoepistemogênese. A Educomunicação (Media Education) imerge como concepção pedagógica corroborada pelas vivências dos conhecimentos através de aulas passeios, entrevistas, aulas expositivas e pesquisas. Nesta concepção pedagógica, educandos e educador constroem significados de seus conhecimentos na autonomia da ressignificação do currículo, como agente ativo dentro dos processos disciplinares escolares. Portanto, como produzir conhecimento em ciências biológicas através de práticas educomunicativas em ecossistemas de redes interativas? Deve-se promover um aprendizado construído da participação e autoria dos alunos nas mídias sociais, focando no ensino de biologia e suas relações com o cotidiano do aluno. Também é necessário construir um perfil no Facebook para a interatividade e compartilhamento de informações produzidas pelos alunos e professores, bem como executar aulas expositivas e de campo para que o educando faça as relações do conhecimento disciplinar com as observações in loco dos conhecimentos no ambiente natural. Este trabalho, ocorrido na Escola de Ensino Médio Padre Rodolfo F. da Cunha, assumiu uma tendência pedagógica progressista com princípios libertador e libertário. Foi utilizada uma abordagem qualitativa, com procedimentos de uma pesquisa-ação, em que associado ao Grupo Focal, como técnica de coleta de dados, realizou-se uma autoreflexão coletiva das práticas educacionais, como também o entendimento dessas práticas e das situações onde essas práticas aconteceram, de forma colaborativa. As coletas de dados aconteceram nos ecossistemas presenciais e on-line, com entrevistas, memorandos e caderno de campo, que foram analisados, gerando leituras para as categorias de análises, interpretações e conclusões do trabalho. As atividades educomunicativas realizadas e publicadas no Facebook surgiram carregadas de sentimentos relativos a aprendizagem da biologia em redes colaborativas, e com os processos pedagógicos e ambientes onde essas práticas acontecem. Logo, também interferiram nos processos de aprendizagem. Portanto, foi possível constatar que quando há acoplamento dos conhecimentos curriculares disciplinares com os conhecimentos e afazeres locais, com as práticas pedagógicas educomunicativas, e quando ocorrem colaborativamente, estes conhecimentos adquirem valores que se agregam numa perspectiva de transformação pessoal e social, de mobilizações presenciais e on-line.
Abstract: This paper addresses the Biology of Cognition, recognizing that life is to know, and knowing is live, and supporting it with the construction of knowledge in ontoepistemogênese. The Educational Communication (Media Education) immerses as instructional design supported by the experiences of knowledge by riding lessons, interviews, lectures and research. In this pedagogical concept, students and educators construct meaning from their knowledge in the autonomy of the curriculum reframing, as an active agent within the school disciplinary proceedings. So, how to produce knowledge in biological sciences through educomunicativas practices in interactive networks ecosystems? One should promote learning built the participation and ownership of students in social media, focusing on teaching biology and its relations with the everyday student. It is also necessary to build a Facebook profile for interactivity and sharing of information produced by students and teachers as well as perform exhibition and field classes that the student make the relations of disciplinary knowledge with on-site observations of knowledge in the natural environment. This work, which took place at the School of High School Father Rodolfo F. da Cunha, took a progressive pedagogical trend with liberating and libertarian principles. A qualitative approach was used, with procedures of an action research in that associated with the Focus Group, as data collection technique was held a collective self-reflection of educational practices, as well as the understanding of these practices and situations where such practices happened, collaboratively. Data collection took place in the presence ecosystems and online, with interviews, memos and field notes, which were analyzed, generating readings for the categories of analysis, interpretations and conclusions. The educomunicativas activities and posted on Facebook emerged laden with feelings about the biology of learning in collaborative networks, and the pedagogical processes and environments where these practices occur. Then they also interfere with the learning process. Therefore, it was found that when there is coupling of disciplinary curricular knowledge with local knowledge and tasks, with the educomunicativas teaching practices, and when they occur collaboratively, this knowledge acquire values that are added in the interests of personal and social transformation, in-person demonstrations and online.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10722
Appears in Collections:ENCIMA - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_dis_caribeiro.pdf4,12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.