Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/66625
Title in Portuguese: Segurança hídrica e vulnerabilidade socioambiental na cidade de Oiapoque, AP/ Amazônia setentrional - Brasil
Title: Water security and socio-environmental vulnerability in the city of Oiapoque, northern Amazon - Brazil
Author: Paungartten, Sâmella Patrícia Lima
Advisor(s): Santos, Jader de Oliveira
Keywords: Segurança hídrica
Vulnerabilidade
Oiapoque
Amazônia setentrional
Issue Date: 2022
Citation: PAUNGARTTEN, Sâmella Patrícia Lima. Segurança hídrica e vulnerabilidade socioambiental na cidade de Oiapoque, AP/ Amazônia setentrional - Brasil. 2022. 206 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2022.
Abstract in Portuguese: Esta tese buscou investigar o grau de segurança hídrica e vulnerabilidade socioambiental da cidade de Oiapoque, Amazônia Setentrional, através da correlação de um índice composto por dimensões e variáveis adotadas a partir da literatura científica (inter) nacional e do contexto socioeconômica e ambiental da cidade. Apesar da amplitude conceitual e metodológica da segurança hídrica, da perspectiva humana, é consenso que, entre outros elementos fundamentais, ela é atingida quando há acesso à água potável em quantidade e qualidade suficientes, para satisfazer as necessidades básicas humanas. Para Jepson et al (2017), o comprometimento de pelo menos uma das variáveis: disponibilidade, acessibilidade e confiabilidade já denotam significativo comprometimento do bem-estar humano que inclui, mas não se limita apenas a saúde física e mental, mas a capacidade de desenvolvimento das atividades produtivas, sociais e culturais. Avanços ocorreram no conhecimento das problemáticas envolvendo os recursos hídricos na Amazônia associado não somente a sua qualidade e acesso, mas as suas dinâmicas hidroclimáticas, advertindo-se para a complexidade e particularidades inerentes a esta região, que muitas das vezes, têm sido generalizadas diante das políticas de ordenamento territorial, exógenas e distante da realidade local. A segurança hídrica, a partir de uma perspectiva da vulnerabilidade, apesar de implicar em desafios no desenvolvimento de indicadores capazes de responder questões: como? Para quem? E sob que circunstâncias a segurança hídrica está ameaçada? Pode apresentar bons resultados em contextos socioeconômicos e ambientais específicos associados a região amazônica. Nesse caminho, a área de interesse desta pesquisa compreende a cidade de Oiapoque, localizado na Amazônia Setentrional, no extremo norte do estado do Amapá. Embora esse território disponha de considerável volume de água, o abastecimento hídrico do município, atende à apenas 37,6% da população, cabendo aos demais habitantes recorrerem às águas superficiais e, principalmente as águas subterrâneas para o seu abastecimento doméstico. Esse quadro parece se agravar nos períodos climáticos mais secos (estiagem climática), quando a população desprovida de abastecimento domiciliar recorre às águas subterrâneas e superficiais sem tratamento adequado para consumo. Diante disso, buscou-se compreender se, a alta dependência das águas subterrâneas e/ou das águas superficiais sem tratamento adequado para o abastecimento hídrico da população urbana, associada aos cenários que indicam intensificação dos eventos de estiagem, amplia a vulnerabilidade hídrica da população da cidade de Oiapoque. A metodologia dessa investigação se pautou na composição de um Índice de segurança hídrica (ISH) como resultado da integração e ponderação de diferentes dimensões, indicadores e variáveis a partir das componentes exposição, sensibilidade e capacidade de adaptação adotados por uma ampla literatura. A análise e discussão dos resultados permitem concluir que os períodos de seca climática se intensificaram em uma cidade com alto grau de sensibilidade, apontando para uma situação de vulnerabilidade e (in)segurança hídrica local.
Abstract: This thesis sought to investigate the degree of water security and socio-environmental vulnerability of the city of Oiapoque, Northern Amazon, through the correlation of a composite index by dimensions and variables adopted from the (inter)national scientific literature and the city's socioeconomic and environmental context. Despite the conceptual and methodological breadth of water security, from the human perspective, it is a consensus that, among other fundamental elements, it is achieved when there is access to drinking water in sufficient quantity and quality to satisfy basic human needs. For Jepson et al (2017) the impairment of at least one of the variables: availability, accessibility and reliability already denote significant commitment to human well-being that includes but is not just limited to physical and mental health, but the capacity for the development of productive, social and cultural activities. Advances have occurred in the knowledge of the problems involving water resources in the Amazon associated not only with their quality and access but also with their hydroclimatic dynamics, warning of the complexity and particularities inherent to this region, that, many times, have been generalized in the face of territorial planning policies, exogenous and far from the local reality. Water security, from a vulnerability perspective, despite implying challenges in the development of indicators capable of answering questions: How? For whom? And under what circumstances, water security is threatened? It may show good results in specific socioeconomic and environmental contexts associated with the Amazon region. In this way, the area of interest of this research comprises the city of Oiapoque, located in the Northern Amazon, in the extreme north of the state of Amapá. Although this territory has a considerable volume of water, the water supply of the municipality serves only 37.6% of the population, leaving the other inhabitants to resort to surface water and, mainly, groundwater for their domestic supply. This situation seems to get worse in the drier climatic periods (climatic drought) when the population deprived of domestic water supply resorts to groundwater and surface water without adequate treatment for consumption. In view of this, we sought to understand whether, the high dependence on groundwater and/or surface water without adequate treatment for the water supply of the urban population, associated with the scenarios that indicate an intensification of drought events, increases the water vulnerability of the population of the city of Oiapoque. The methodology of this investigation was guided by the composition of a Water Security Index (ISH) as a result of the integration and weighting of different dimensions, indicators, and variables from the components’ exhibition, sensitivity, and adaptability adopted by an extensive literature. The analysis and discussion of the results allow us to conclude that periods of climatic drought have intensified in a city with a high degree of sensitivity, pointing to a situation of vulnerability and (in)security of local water.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/66625
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:DGR - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2022_tese_splpaungartten.pdf13,73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.