Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/64408
Title in Portuguese: Em busca da urbanidade: um leitura dos espações livres públicos no sertão central cearense
Author: Pinheiro, Antonio Auriseu Nogueira
Advisor(s): Santiago, Zilsa Maria Pinto
Keywords: Espaço livre público
Urbanidade
Praças
Caminhabilidade
Issue Date: Mar-2022
Publisher: UFC
Citation: PINHEIRO, A. A. N. Em busca da urbanidade: um leitura dos espações livres públicos no sertão central cearense. 2022. 256 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo e Design)) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2022.
Abstract in Portuguese: Os espaços livres públicos são lugares de socialização das pessoas na cidade. Com isso, as áreas de lazer e recreação, os passeios, assim como todo meio urbano, devem proporcionar às pessoas possibilidades de interações, encontros e boas condições para transitar ou permanecer nos espaços públicos, resultando em um sentimento de pertencimento por parte dos usuários. A maior parte do território brasileiro é composto por pequenas e médias cidades. De acordo com dados do IBGE (2020), 94,18% dos municípios possuem população inferior a 100 mil habitantes. Este é um percentual considerável, e dimensiona a relevância e visibilidade que devem ser dadas a esses territórios. Assim, esse estudo tem como objetivo analisar a urbanidade dos espaços livres públicos, por meio de relações entre aspectos espaciais e formas de apropriação, utilizando como recorte espacial a região do Sertão Central cearense. A pesquisa pretende: apresentar uma síntese dos atributos de avaliação do espaço público que contribuem para a urbanidade do lugar, baseada em trabalhos de autores que abordam a temática; compreender os componentes físicos e sociais de praças e seu entorno, por meio de estudos de caso em dois significativos municípios do Sertão Central do Ceará – Quixadá e Solonópole; além de identificar as preferências ambientais dos usuários de espaços livres públicos, a fim de levantar tanto problemas existentes que possam ser corrigidos, quanto recomendações para melhorar a qualidade do lugar. Foi realizada, inicialmente, uma revisão de literatura, buscando conceitos pertinentes e trabalhos sobre esta temática. Após a construção desse referencial teórico, a pesquisa foi desenvolvida a partir de quatro passos metodológicos, nomeados como: contextualizar, conhecer, observar e conversar. No primeiro passo, buscou-se obter dados gerais que pudessem caracterizar o objeto em estudo: a região do Sertão Central cearense. O segundo passo contemplou a avaliação de aspectos morfológicos do espaço urbano, tendo como recorte espacial duas poligonais (delimitadas no centro das duas cidades selecionadas). O terceiro passo correspondeu a uma análise da interação das pessoas com o espaço, buscando uma compreensão das formas de usos e apropriações. O quarto passo objetivou avaliar a percepção dos usuários, e, para isso, foram utilizados como instrumentos a seleção visual e a entrevista semiestruturada, aplicadas com o auxílio da tecnologia de realidade virtual. Com o diagnóstico traçado após a aplicação desses procedimentos, foi verificado que os atributos relacionados aos aspectos físicos do espaço construído não favorecem as condições de urbanidade. Essas questões também foram confirmadas através dos posicionamentos dos participantes do estudo de percepção ambiental. Percebe-se que, ainda assim, foram identificadas diversas formas de usos e apropriações desses espaços livres públicos, como sentar na calçada para conversas, a realização de cultos na praça, além de vias sendo compartilhadas por veículos automotivos e de tração animal, refletindo padrões de usos possíveis de serem visualizados nas pequenas e médias cidades, e que, consequentemente, proporcionam urbanidade com características locais.
Abstract: Public open spaces are places of socialization of the people in the city. With this, the leisure and recreation areas, the tours, as well as all urban environment, should provide people the possibilities for interactions, meetings and good conditions to transit or stay in public spaces, resulting in a feeling of belonging on the part of users. Most of the Brazilian territory is composed of small and medium-sized cities. According to IBGE data (2020), 94.18% of the municipalities have a population of less than 100 thousand inhabitants. This is a considerable percentage, and it scales the relevance and visibility that should be given to these territories. Thus, this study aims to analyze the urbanity of public open spaces, through relations between spatial aspects and forms of appropriation, using the region of the Sertão Central of Ceará as a spatial cutout. The research intends to: present a synthesis of the attributes of public space evaluation that contribute to the urbanity of the place, based on works by authors that adress the theme; understand the physical and social components of squares and their surroundings, by means of case studies in two significant municipalities of the Sertão Central of Ceará - Quixadá and Solonópole; in addition to identifying the environmental preferences of users of public open spaces, in order to raise both existing problems that can be corrected, and recommendations to improve the quality of the place. Initially, a literature review was carried out, seeking relevant concepts and works on this topic. After the construction of this theoretical framework, the research was developed from four methodological steps, named as: contextualize, know, observe and talk. In the first step, we sought to obtain general data that could characterize the object under study: the region of the Sertão Central of Ceará. The second step contemplated the evaluation of morphological aspects of the urban space, having as spatial cutout two polygonal (delimited in the center of the two selected cities). The third step corresponded to an analysis of people’s interaction with space, seeking an understanding of the forms of uses and appropriations. The fourth step aimed to evaluate the perception of users, and, for this, visual selection and semi-structured interview were used as instruments, applied with the aid of virtual reality technology. With the diagnosis drawn after the application of these procedures, it was verified that the attributes related to the physical aspects of the built space do not favor the conditions of urbanity. These questions were also confirmed through the positions of the participants of the environmental perception study. It is noticed that, even so, were identified several forms of uses and appropriation of these public open spaces, as sit on the sidewalk for conversations, realization of worships in the square, in addition roads being shared by automotive and animal traction vehicles, reflecting patterns of possible uses to be visualized in small and medium-sized cities, and which consequently provide urbanity with local characteristics.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/64408
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DAU - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2022_dis_aanpinheiro.pdf26,98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.