Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/58316
Title in Portuguese: Espraiamento urbano e seus impactos nas desigualdades socioespaciais da acessibilidade ao trabalho em Fortaleza
Title: Urban sprawl and its impacts on socio-spatial inequalities in accessibility to jobs in Fortaleza
Author: Lima, Lara Silva
Loureiro, Carlos Felipe Grangeiro
Sousa, Francelino Franco Leite de Matos
Lopes, André Soares
Keywords: Espraiamento urbano
Segregação socioespacial
Planejamento da acessibilidade urbana
Desigualdades socioespaciais na acessibilidade
Issue Date: 2021
Citation: LIMA, Lara Silva; LOUREIRO, Carlos Felipe Grangeiro; SOUSA, Francelino Franco Leite de Matos; LOPES, André Soares. Espraiamento urbano e seus impactos nas desigualdades socioespaciais da acessibilidade ao trabalho em Fortaleza. Transportes, São Paulo-SP, v. 29, n. 1, p. 1-18, 2021.
Abstract in Portuguese: O espraiamento urbano é um fenômeno comum nas metrópoles brasileiras. A população de alta renda conduz um processo de autossegregação socioespacial que, combinado à periferização de segmentos de baixa renda, tem contribuído para o agravamento da problemática das desigualdades na acessibilidade às atividades urbanas. Esta pesquisa exploratória buscou investigar os efeitos do espraiamento residencial urbano sobre os níveis de acessibilidade às oportunidades de emprego em Fortaleza, e como esses efeitos impactam de forma desigual os distintos grupos socioeconômicos. Para tanto, propôs-se uma representação conceitual dessa problemática e sua caracterização a partir da definição e territorialização de indicadores agregados de uso do solo e de acessibilidade aos postos de trabalho. Os resultados apontam processos de descentralização distintos por grupo de renda, com distribuições desiguais e não equânimes do acesso às oportunidades de empregos, configurando Fortaleza como uma produção de duas cidades díspares e segregadas, a dos ricos e a dos pobres.
Abstract: Urban sprawl is a phenomenon common in Brazilian metropolises. The high-income popula9on leads a process of socio-spa9al self-segrega9on which, together with the pe-ripheraliza9on of low-income segments, has contributed to aggravate the problem of inequali9es in accessibility to urban ac9vi9es. This exploratory research tried to inves9-gate the effects of residen9al urban sprawl on the levels of accessibility to job opportu-ni9es in Fortaleza, and how these effects impact unequally on dis9nct socioeconomic groups. For that, it was proposed a conceptual representa9on of such problems and their characteriza9on based on the defini9on and spa9al distribu9on of aggregated in-dicators of land use and accessibility to jobs. The results show different decentraliza9on processes by income group, with unequal and inequitable distribu9ons of access to job opportuni9es, configuring Fortaleza as a produc9on of two very dis9nct and segregated ci9es, one belonging to the rich and the other to the poor.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/58316
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: 2318-0730
Appears in Collections:DET - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2021_art_lslima.pdf6,11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.