Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/56987
Título em portugués: Indicadores de toxicidade e respostas bioquímicas e nutricionais em combinações de dez porta-enxertos de citros com a limeira ácida 'tahiti' sob estresse salino
Título em inglés: Toxicity indicators and biochemical and nutritional responses in leaves of ten citrus rootstocks grafted with 'Tahiti' lime under salt stress
Autor: Ribeiro, Maria da Saúde de Sousa
Tutor(es): Lacerda, Claudivan Feitosa de
Cotutor(es): Brito, Marcos Eric Barbosa
Palabras clave : Citrus spp
Tolerância à salinidade
Cloreto
Solutos orgânicos
Nutrição mineral
Dissimilaridades genotípicas
Citrus spp
Salt tolerance
Chloride
Organic solutes
Mineral nutrition
Genotypic dissimilarities
Fecha de publicación : 2020
Citación : RIBEIRO, Maria da Saúde de Sousa. Indicadores de toxicidade e respostas bioquímicas e nutricionais em combinações de dez porta-enxertos de citros com a limeira ácida 'tahiti' sob estresse salino. 2020. 72 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.
Resumen en portugués: A citricultura no Nordeste tem grande importância socioeconômica para a geração de emprego, porém, os problemas de disponibilidade hídrica e de salinidade da água de irrigação são fatores que limitam a produtividade dos citros. Portanto, procurar genótipos tolerantes à salinidade é uma estratégia básica para reduzir os impactos da salinidade na sustentabilidade da agricultura nesta região. Para espécies propagadas por enxerto, como citros, avaliar combinações de enxerto/porta-enxerto parece ser a melhor estratégia para obter genótipos tolerantes à salinidade, devido às influências mútuas que ocorrem. Neste estudo, foram avaliados indicadores de toxicidade iônica (razão Cl-, Na+ e Na+/K+), respostas bioquímicas (atividades de APx e SOD e teores de solutos orgânicos), a nutrição mineral (N, P, K, Ca, Mg, P, Zn, Cu, Mn e Fe) e as trocas gasosas em plantas de dez porta-enxertos de citros quando enxertados com a limeira ‘Tahiti’ sob irrigação com água salina, com o objetivo de identificar genótipos tolerantes ao estresse. O experimento foi conduzido em delineamento de blocos ao acaso, com três repetições, seguindo um arranjo fatorial (2 x 10 x 2), correspondente a dois níveis de condutividade elétrica da água de irrigação (0,3 e 3,0 dS m-1); dez combinações de copa/porta-enxerto, com a limeira ‘Tahiti CPMF 2001’ usada como variedade copa; e dois tempos de avaliação (novembro de 2016 e novembro de 2017). O experimento foi realizado no campo, em condições semiáridas, e as plantas foram cultivadas em lisímetros. A salinidade afetou as trocas gasosas foliares, mas não foi observada nenhuma correlação entre a taxa fotossintética foliar e os teores de nutrientes avaliados. Os dados de nutrição mineral e de trocas gasosas foliares não permitiram identificar dissimilaridades genotípicas em termos de tolerância de citros à salinidade. Por outro lado, fortes correlações entre indicadores de toxicidade iônica e respostas bioquímicas foram mais associadas ao período de avaliação do que com diferenças entre os genótipos. Os indicadores de toxicidade iônica, especialmente o teor de Cl-, possibilitaram maior diferença genotípica para a seleção de porta-enxertos de citros tolerantes à salinidade, em comparação com as respostas bioquímicas. Entre os cruzamentos estudados, o TSKC x (LCR x TR) foi o mais promissor na obtenção de porta-enxertos cítricos tolerantes à salinidade, considerando o critério de menor aumento no teor de cloreto de folhas na planta enxertada.
Resumen en inglés: Citriculture in the Northeast has great socioeconomic importance for job creation. However, the problems of water availability and salinity of irrigation water are factors that limit citrus productivity. So, searching for salt tolerant genotypes is a basic strategy to reduce the impacts of salinity on agriculture sustainability in this region. For species propagated by grafting, as citrus, evaluating scion/rootstock combinations seems to be the best strategy for obtaining salt tolerant genotypes, due to the mutual influences that occur. In this study we evaluated indicators of ionic toxicity (Cl-, Na+, and Na+/K+ ratio), biochemical responses (activities of APx and SOD and contents of organic solutes), mineral nutrition (N, P, K, Ca, Mg, P, Zn, Cu, Mn and Fe), and leaf gas exchange in leaves of ten rootstocks of citrus when grafted with Tahiti lime under irrigation with saline water, aiming to identify salt tolerant genotypes. The experiment was conducted in a randomized block design, with three repetitions, following a factorial arrangement (2 x 10 x 2): Two levels of electrical conductivity of irrigation water (0.3 and 3.0 dS m-1); Ten scion/rootstock combinations, with Tahiti lime as the scion variety; Two evaluation times (November 2016 and November 2017). The experiment was carried out in the field, under semi-arid conditions, and the plants were grown in lysimeters. Salinity affected leaf gas exchange, but no correlation was observed between leaf photosynthetic rate and the levels of mineral nutrients evaluated. The data on mineral nutrition and leaf gas exchange did not allow the identification of genotypic dissimilarities in terms of salt tolerance of citrus. On the other hand, strong correlations between ionic toxicity indicators and biochemical responses were more associated to evaluation period than with differences between genotypes. The ionic toxicity indicators, especially Cl- content, enabled better genotypic difference for the selection of salt-tolerant citrus rootstocks, compared to biochemical responses. Among the crosses studied, TSKC x (LCR x TR) was the most promising for obtaining salt-tolerant citrus rootstock, considering the criterion of lower increase in leaf chloride contents in the grafted plant.
URI : http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/56987
metadata.dc.type: Tese
Aparece en las colecciones: PPGENA - Teses defendidas na UFC

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
2020_tese_mdsdsribeiro.pdf1,25 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.