Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45781
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorBonfim, FabrÍcia de Melo-
dc.contributor.authorChagas, Julio Lima-
dc.contributor.authorRibeiro, Francisca Jessica Penha-
dc.contributor.authorSá, Geny Gil-
dc.contributor.authorFreire, George Satander Sá-
dc.date.accessioned2019-09-13T18:29:50Z-
dc.date.available2019-09-13T18:29:50Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationBONFIM, FabrÍcia de Melo; et al. Estrutura da Comunidade Fitoplanctônica do Açude Flor do Campo, Novo Oriente – CE. Revista Encontros Universitários da UFC, Fortaleza, v. 1, n. 1, 2016. (Encontro de Pesquisa e Pós-graduação, 9).pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45781-
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Cearápt_BR
dc.subjectCianobactériaspt_BR
dc.subjectMonitoramentopt_BR
dc.subjectEstiagempt_BR
dc.titleEstrutura da Comunidade Fitoplanctônica do Açude Flor do Campo, Novo Oriente – CEpt_BR
dc.typeResumopt_BR
dc.description.abstract-ptbrA comunidade fitoplanctônica não constitui um grupo taxonômico, mas uma assembleia de organismos fotoautotróficos que vivem suspensos na coluna d’água. A predominância de um ou outro grupo em determinado ecossistema é função, principalmente, das características predominantes do meio, como o que ocorre nos lagos eutróficos, onde o número de espécies é mais reduzido, porém apresenta elevado número de indivíduos de uma única espécie. Portanto, o monitoramento de fitoplâncton, com ênfase em cianobactérias é de grande relevância nos mananciais de abastecimento público devido a sua capacidade de formarem florações com potencial produção de toxinas e, assim, aumentando os riscos de intoxicações em animais e humanos. O açude Flor do campo está localizado no município de Novo Oriente, Ceará, na Bacia do rio Poty e apresenta uma capacidade de 111.300.000 m3, servindo de fonte de abastecimento local a partir do tratamento de suas águas. O objetivo foi descrever a comunidade fitoplanctônica do açude Flor do Campo durante o período compreendido entre janeiro de 2015 a junho de 2016, observando a variação sazonal de fitoplâncton em ano de intensa estiagem na região. As amostras foram coletadas diretamente do manancial, na subsuperfície, próximo à captação de água bruta para abastecimento público. Para identificação do fitoplâncton, foram utilizadas amostras frescas, vistas em microscópio óptico. As amostras foram fixadas com lugol e posteriormente sedimentadas por 24 horas. Para análise quantitativa utilizou-se alíquotas de 1mL de amostra em câmara de Sedgwick-Rafter em microscópio invertido Olympus CKX41. A identificação dos organismos seguiu guias taxonômicos e a quantificação foi feita, seguindo a distribuição de Poisson, em câmara por campos, sendo contado no mínimo 100 indivíduos do organismo predominante, com erro estimado em 20%. Os resultados mostram a predominância de cianobactérias no manancial. Portanto, deve ser realizado monitoramento constante.pt_BR
Appears in Collections:EPPG - Resumo de trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_resumo_eve_fmbonfim.pdf51,53 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.