Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43069
Title in Portuguese: Os folguedos do Cariri: a defesa do folclore caririense na Revista Itaytera (1955-1980)
Author: Silva, Jane Derarovele Semeão e
Gomes, Assis Daniel
Keywords: Interfaces entre Itaytera e a Revista Brasileira do Folclore
Revista Itaytera - história, folclore e natureza da região caririense
A defesa do folclore caririense
Issue Date: 2012
Publisher: Expressão Gráfica; Wave Media
Citation: SILVA, Jane Derarovele Semeão e; GOMES, Assis Daniel. "Os folguedos do Cariri”: a “defesa do folclore” caririense na Revista Itaytera (1955-1980). In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL HISTÓRIA E HISTORIOGRAFIA, 3.; SEMINÁRIO DE PESQUISA DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA DA UFC, 10., 1-3 out. 2012, Fortaleza (Ce). Anais... Fortaleza (Ce): Expressão Gráfica; Wave Media, 2012.
Abstract in Portuguese: Em 1953, ano que a cidade do Crato comemorava o aniversário de elevação política do município, foi fundado o Instituto Cultural do Cariri (ICC). Tal órgão civil unia em seu quadro de colaboradores e sócios renomados intelectuais da região, em especial cratenses. Nesse congraçamento, almejavam fortalecer e realizar ações em prol do que consideravam as “particularidades” da região do Cariri. Para tanto, fundaram em 1955 a revista Itaytera. Através de suas páginas divulgaram uma produção intelectual que expressava os ideais e ideias de seus organizadores e colaboradores, promovendo o que eles denominavam de “grandes causas regionais” (ITAYTERA, 1971, p.182). Nela se percebe a divulgação de um conhecimento-pesquisa em favor da divulgação e perpetuação daquilo que consideravam particulares ao Cariri e que se apresentava no folclore, na natureza e história local. Boa parte dos sócios efetivos e defensores dos objetivos traçados na fundação do ICC e da revista eram da elite cratense. Entre as metas definidas por seus acadêmicos para a “defesa intransigente da região caririense” (ITAYTERA, 1955, p.02) se destacam, além da criação do periódico: a construção de “lugares de memória” (NORA, 1993), como o batismo de ruas com nomes de homens considerados importantes para a história local e do Museu do Crato – idealizado com espaço para a história local, para o folclore e para as artes; luta pela preservação da chapada, de seus mananciais, que legitimava a imagem do Cariri como um “Vale” fértil e rico se comparado à aridez do sertão nordestino; construção de bibliotecas, arquivos e monumentos; “criação do INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO CARIRI, de que resultou a fundação, igualmente da FACULDADE DE FILOSOFIA DO CRATO” (ITAYTERA, 1974, p.161). [...]
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43069
metadata.dc.type: Artigo de Evento
ISBN: 978 85 4200 096 2
Appears in Collections:DHIS - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_eve_asgomes.pdf338,86 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.