Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/32247
Title in Portuguese: O estatuto ontológico do conhecimento em Lukács e a crítica ao irracionalismo
Title: The ontological statute of knowledge in Lukács and the critique of the irrationalism
Author: Barbosa, Fabiano Geraldo
Jimenez, Maria Susana Vasconcelos
Rabelo, Josefa Jackline
Keywords: Ontologia
Conhecimento
Irracionalismo
Ontology
Issue Date: 2017
Publisher: Revista Eletrônica Arma da Crítica
Citation: BARBOSA, Fabiano Geraldo; JIMENEZ, Maria Susana Vasconcelos; RABELO, Josefa Jackline. O estatuto ontológico do conhecimento em Lukács e a crítica ao irracionalismo. Revista Eletrônica Arma da Crítica, Fortaleza, ano 7, n. 8, p. 141-155, out. 2017.
Abstract in Portuguese: O início do século XX foi marcado por uma tendência de domínio da teoria do conhecimento, visto que se observa uma sucessão de tentativas de afastamento dos problemas ontológicos do debate filosófico. A exemplo das proposições neokantianas quanto à coisa-em-si, o Neopositivismo surge como um movimento de âmbito internacional de desqualificação da ontologia. O lugar especial ocupado pelo Neopositivismo na Filosofia resulta de sua pretensa posição de absoluta neutralidade diante das questões derivadas à concepção de mundo. Pretende-se, portanto, traçar um percurso capaz de indicar o estatuto ontológico do conhecimento em Lukács enquanto oposição irreconciliável ao “espírito” irracionalista de seu tempo, que invade os debates em torno do conhecimento e da ciência em parte do século XX.
Abstract: The beginning of the twentieth century was marked by a tendency to be dominated the by the theory of knowledge, since there is a succession of attempts to move away from the ontological problems within the philosophical debate. Like Neokantian propositions about the thing-in-itself, Neopositivism emerges as an international movement of disqualification of ontology. The special place occupied by Neopositivism in Philosophy results from its alleged position of absolute neutrality in the face of questions derived from the conception of the world. It is intended, therefore, to outline the ontological statute of knowledge in Lukács as an irreconcilable opposition to the irrationalist "spirit" of his time, which invades the debates around knowledge and science in the twentieth century.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/32247
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: 1984-4735 (online)
Appears in Collections:PPGEB - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_art_fgbarbosasjumenez.pdf337,36 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.