Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufc.br/handle/riufc/16536
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorGermano, Idilva Maria Pires-
dc.date.accessioned2016-05-02T13:14:27Z-
dc.date.available2016-05-02T13:14:27Z-
dc.date.issued1998-
dc.identifier.citationGermano, I. M. P. (1998)pt_BR
dc.identifier.issn0101-8051-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16536-
dc.descriptionGERMANO, Idilva Maria Pires. Livros e nações: o escritor, a tradição e a representação coletiva. Revista de Letras, Fortaleza, v. 20, n. 1/2, p. 37-42, jan./dez. 1998.pt_BR
dc.description.abstractBased on Jorge Luís Borges’ thoughts about the book and its contradictions when taken as a national symbol, this paper discusses the principles underneath the choice of foundational books in Brazilian culture and their role in the nation’s symbolic invention. Brazilian “national books” build a tradition of critical thinking of the Other in order to define a unique cultural identity. Such books act as an antidote for what Jacques Le Goff calls “collective amnesia”.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherRevista de Letraspt_BR
dc.subjectLivros da nacionalidadept_BR
dc.subjectImaginário da brasilidadept_BR
dc.subjectLiteratura Brasileirapt_BR
dc.titleLivros e nações: o escritor, a tradição e a representação coletivapt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.abstract-ptbrA partir de uma conferência de Jorge Luís Borges proferida sobre o livro e suas reflexões sobre a representatividade nacional de certas obras, esse artigo discute o princípio que rege a escolha de certos livros como símbolos de um povo ou nação. Borges percebe que as nações tendem a eleger autores contrários ao seu espírito e cultura. Aqui a autora procura refletir sobre a eleição de textos fundadores no pensamento brasileiro e seu papel na invenção do país. Neste sentido, os livros da nacionalidade brasileira constróem uma tradição de reflexão crítica do Outro em busca de uma fisionomia singular da nação. Tais livros prestam- se à função de antídoto contra o que Jacques Le Goff chama de “amnésia coletiva”.pt_BR
Appears in Collections:DLV - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1998_art_impgermano.pdf39,55 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.