Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufc.br/handle/riufc/15224
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPenna, Christiano Modesto-
dc.contributor.authorOliveira, Moisés de Sousa-
dc.date.accessioned2016-02-18T21:02:03Z-
dc.date.available2016-02-18T21:02:03Z-
dc.date.issued2014-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Moisés de Sousa. Diagnóstico para a desindustrialização do Brasil: doença holandesa ou custo Brasil ? 2014. 61f. Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Fortaleza, CE, 2014.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15224-
dc.description.abstractConsidering that the Brazilian industry lost precociously participation in national aggregate in recent years, this study sought to identify the main causes of this deindustrialization occurred in Brazil. There are two sources for such a process: the first is based on the so-called Dutch disease, which suggests that the appreciation of the real exchange rate, due to increased exports of commodities, could have a negative effect on the industry as a whole; and the second grounded in the idea of cost Brazil, which suggests that the negative effect on the industry would be caused by the strong weight of variables such as taxes and wages. Our proposal is to investigate the effect of these variables on the real post deindustrialization process based on the methodology of Vector Autoregressive - VAR. Our results argue that the cost Brazil is much stronger than the Dutch disease hypothesis to explain the decline in the share of industry in GDP.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectCusto Brasilpt_BR
dc.subjectDoença holandesapt_BR
dc.subjectDesindustrializaçãopt_BR
dc.titleDiagnóstico para a desindustrialização do Brasil: doença holandesa ou custo Brasil ?pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.description.abstract-ptbrConsiderando que a indústria brasileira perdeu de forma precoce participação no agregado nacional nos últimos anos, este estudo procurou identificar as principais causas desse processo de desindustrialização ocorrido no Brasil. Há duas fontes para tal processo: a primeira tem como base a chamada doença holandesa, que sugere que a apreciação da taxa de câmbio real, em função do aumento das exportações das commodities, seria capaz de gerar um efeito negativo sobre a indústria como um todo; e a segunda calcada na ideia do custo Brasil, que sugere que o efeito negativo sobre a indústria seria ocasionado pelo forte peso de variáveis como impostos e salários. Nossa proposta é a de investigar o efeito destas variáveis no processo de desindustrialização pós-real com base na metodologia de Vetores Autorregressivos – VAR. Nossos resultados sustentam que o custo Brasil é muito mais forte do que a hipótese da doença holandesa para explicar o declínio da participação da indústria no PIB.pt_BR
Appears in Collections:PEP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_dissert_msoliveira.pdf414,01 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.