Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8879
Title in Portuguese: O que revelam os textos das crianças: atividades metalinguísticas na escrita infantil
Author: Oliveira, Rose Maria Leite de
Advisor(s): Moura, Ana Célia Clementino
Keywords: Crianças - Linguagem
Crianças - Escrita
Prosa escolar brasileira - Fortaleza(CE)
Aprendizagem
Língua portuguesa - Composição e exercícios
Língua portuguesa - Estudo e ensino - Fortaleza(CE)
Issue Date: 2009
Publisher: www.teses.ufc.br
Citation: Oliveira, R. M. L.; Moura, A. C. C. (2009)
Abstract in Portuguese: A presente Tese investiga as atividades metalinguísticas infantis. Ela nasceu da necessidade de analisar que reflexões são aplicadas por crianças de 1ª e 2ª séries do Ensino Fundamental, atualmente 2º e 3º anos, para reelaborarem ou corrigirem seus textos a fim de oferecerem ao leitor um texto bem escrito. Partimos do pressuposto de que as tomadas reflexivas das crianças, para aperfeiçoarem seus textos, apontam para importantes evidências da dimensão metalinguística do aprendiz e que elas incidem em algumas estruturas da língua. Para investigarmos tal fenômeno, tomamos como aportes teóricos as contribuições da Linguística, da Psicolinguística, da Psicologia Cognitiva e do Sociointeracionismo. A partir dos modelos do desenvolvimento metalinguístico da criança, sugeridos por Karmiloff-Smith (1993) e Gombert (1999), das postulações de Fabre (2000), que vê nos textos infantis um ambiente propício para se estudar as atividades metalinguísticas e os discursos que neles emergem, dos diversos estudos que avaliam as habilidades metacognitivas e metalinguísticas infantis, como os trabalhos de Noël (1991), Gombert (1999), Gombert & Cole (2000), Corrêa, Spinillo & Leitão (2001), Guimarães (2002), Ribeiro (2003), Corrêa (2004, 2005), Maluf (2003) e Bialystok (1993), e da taxonomia comumente usada para avaliar e classificar as operações linguísticas de reelaboração da língua escrita, segundo Petit (1977) e Gréssillon & Lebrave (1983), Fabre (1986, 1987) e Oliveira (2005), pudemos analisar e discutir o estatuto das atividades metalinguísticas da criança em fase de aprendizagem da língua escrita. Os dados da pesquisa são produções textuais de crianças de uma escola pública e de uma escola particular de Fortaleza-Ce, todas da mesma série e da mesma faixa etária, coletados em diferentes condições. A coleta dos dados resultou em dois corpora. Eles foram analisados tanto quantitativa, como qualitativamente. Da análise quantitativa pudemos inferir que, como os nomes, os verbos e os conectivos são as primeiras estruturas assimiladas pelas crianças para efetivarem seus usos linguísticos, também foram nelas detectadas muitas evidências das atividades metalinguísticas infantis. Das três categorias analisadas no Corpus 1, o nome e todos os elementos que exercem seu papel, foi o maior alvo de atenção das crianças quando precisaram operar alguma ação metalingüística para resolver problemas emergentes no texto. Quanto ao Corpus 2, o quadro se modificou um pouco, pelo próprio caráter idiossincrático da linguagem infantil. Nele predominou a atenção metalinguística com os nomes, seguida da atenção com os conectivos e, em seguida, com os verbos. Quanto à análise qualitativa dos corpora, o estudo revelou que as atividades metalinguísticas para aperfeiçoar as relações do sistema linguístico apontam para outras representações metalinguísticas do aprendiz, como as representações metalinguísticas fonológicas, as representações metalinguísticas sintáticas, as representações metalinguísticas textuais, as representações metalinguísticas semânticas e as representações metalinguísticas pragmáticas, que foram determinantes para efetivarem a dimensão linguístico-dicursivo da língua pelas crianças. Os resultados levam, pois, à conclusão de que as ações metalinguísticas do aprendiz não tomam como objeto de análise apenas a estrutura formal do sistema linguístico, pois eles percebem que, atrelado a este sistema, diferentes representações metacognitivas dialogam com o intuito de perfazer a dimensão discursiva da língua e, portanto, levam a refletir sobre as diferentes ações de linguagem, o que aponta para um trabalho urgente da escola quanto ao ensino de língua materna pautada nestes moldes, para que os aprendizes possam ser levados a conhecer, a pensar e a raciocinar sobre a própria língua.
Description: OLIVEIRA, Rose Maria Leite de. O que revelam os textos das crianças: atividades metalinguísticas na escrita infantil. 2009. 213f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Letras Vernáculas, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8879
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGL - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_tese_rmloliveira.pdf2,87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.