Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8370
Title in Portuguese: Parâmetros fisiológicos do feijão de corda submetido à salinidade em diferentes estádios de desenvolvimento.
Title: Physiological parameters of the string bean under salinity at different stages of development.
Author: Calvet, Amanda Soraya Freitas
Advisor(s): Prisco, José Tarquínio
Co-advisor(s): Bezerra, Marlos Alves
Keywords: Agronomia
Feijão de corda
Salinidade
Fases de desenvolvimento
Issue Date: 2009
Citation: CALVET, A. S. F.; PRISCO, J. T. (2009)
Abstract in Portuguese: Este trabalho teve por objetivo estudar os efeitos da aplicação de água (CEa = 0,5 dS m-1) e ou solução salina (CEa = 5,0 dS m-1), alternadamente, em diferentes fases de desenvolvimento do feijão de corda cv. Epace 10. Foram realizados dois experimentos, em condições de ambiente protegido (telado), na Embrapa Agroindústria Tropical. Em ambos, as sementes foram colocadas em vasos dispostos em um delineamento de blocos ao acaso, com seis tratamentos e quatro repetições. No primeiro experimento as plantas irrigadas com água ou solução salina foram coletadas em diferentes épocas do desenvolvimento da planta: 12, 42 e 55 dias após a semeadura. Foram avaliados a CEes, teores de Cl-, Na+ e K+ do solo, parâmetros de crescimento da planta (peso da matéria seca das diferentes partes da planta, área foliar, altura e número de folhas), potenciais hídrico e osmótico e solutos inorgânicos. No segundo experimento, a água e a solução salina foram aplicadas durante as seguintes fases de desenvolvimento da planta: FASE I – da germinação até o aparecimento da primeira folha trifoliolada; FASE II – do aparecimento da primeira folha trifoliolada até o início da floração; FASE III – da floração até a formação completa das primeiras vagens, produzindo os seguintes tratamentos: 1. irrigação com água até o final da fase III; 2. irrigação com solução salina até o final da fase III, 3. água até o final da fase I e solução salina até o final da fase III, 4. solução salina até o final da fase I e água até o final da fase III, 5.irrigação com água até o final da fase II e solução salina até o final da fase III, 6.irrigação com solução salina até o final da fase II e água até o final da fase III. Foram avaliados além dos parâmetros anteriores as trocas gasosas e os solutos inorgânicos. Os estádios de desenvolvimento mais afetados pela salinidade foram os de floração e frutificação. A parte aérea das plantas, em especial as folhas, só foi afetada pela salinidade quando a mesma foi aplicada em mais de uma fase de crescimento, independente do estádio em que se iniciou o estresse. A taxa fotossintética das plantas não foi alterada pela salinidade em nenhum dos experimentos. Nas folhas, os carboidratos solúveis não sofreram influência do estresse salino, enquanto os aminoácidos aumentaram quando o sal foi aplicado durante todo o período experimental. Nas raízes, órgãos que estavam em contato direto com o sal houve redução tanto dos teores de proteínas quanto dos aminoácidos. O transporte de Na+ para a folha foi restringido, com o mesmo acumulando-se no caule, enquanto para o Cl- as plantas tiveram uma resposta típica das glicófitas, com o maior teor deste íon nas folhas. A irrigação de feijão de corda com solução salina é possível, desde que a mesma seja aplicada somente em parte do ciclo de crescimento da cultura, alternando com a aplicação de água de qualidade superior.
Abstract: The objective of this study the effects of water (CEw = 0.5 dS m-1) and saline solution (CEw = 5.0 dS m-1) applications, alternately, at different stages of development of cowpea cv. Epace 10. Two experiments were conducted under conditions of greenhouse in Embrapa Agroindústria Tropical. In both, seeds were placed into pots arranged in a randomized block design with six treatments and four replications. In the first experiment the plants irrigated with water or saline solution were collected at different times of development: 12, 42 and 55 days after sowing. CEes, as Cl-, Na + and K + in the soil, parameters of plant growth (dry weight of plant parts, leaf area, height and number of leaves), water potential and osmotic and inorganic solutes were evalueted. In the second experiment, water and saline solution were applied during the following stages of plant development: PHASE I - from germination to the appearance of the first trifoliolate leaf .PHASE II - the appearance of the first trifoliolate leaf until the beginning of flowering; PHASE III - flowering until the complete formation of the first pods, producing the following treatments: 1. irrigation with water until the end of phase III, 2. irrigation with saline solution until the end of Phase III, 3. water until the end of phase I and saline solution until the end of Phase III, 4. Saline solution until the end of phase I and water until the end of Phase III, 5.irrigation with water until the end of phase II and saline solution until the end of Phase III, 6.irrigation with saline solution until the end of phase II and water until the end of phase III. The parameters gas exchange and inorganic solutes were evaluated too. Flowering and fruiting stages were the most affected by salinity. The photosynthetic rate was not affected by salinity in plants shoots, especially leaves, when applied in more than one phase of growth, regardless of the stage where the stress began in both experiments. In leaves, the soluble carbohydrates were not affected by salt stress, while the amino acids increased when salt was applied throughout the experimental period. In roots, organs that were in direct contact with the salt decreased the levels of both proteins and amino acids. The transport of Na+ was restricted to the leaf with the same accumulated on the stem, while for the Cl- plants had a typical response of glycophyte with the highest level of this ion in the leaves. The cowpea irrigation with saline solution is possible, provided it is applied to only part of the cycle of crop growth, alternating with the application of water of superior quality.
Description: CALVET, A. S. F. Parâmetros fisiológicos do feijão de corda submetido à salinidade em diferentes estádios de desenvolvimento. 2009. 100 f. Tese (Doutorado em Agronomia/Fitotecnia) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8370
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGFIT - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_tese_asfcalvet.pdf472,76 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.