Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8160
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBindá , Alexandre Havt-
dc.contributor.authorSilva, Antonio Vinicios Alves da-
dc.date.accessioned2014-06-03T11:39:35Z-
dc.date.available2014-06-03T11:39:35Z-
dc.date.issued2012-
dc.identifier.citationSILVA, A. V. A. da. Avaliação dos efeitos da infecção pela Escherichia coli enteroagregativa (CEPA 239-1) na evolução clonal e resposta pró-inflamatória de células intestinais in vitro e sua modulação com alanil-glutamina. 2012. 112 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2012pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8160-
dc.description.pt_BR
dc.description.abstractDeath from acute diarrhea has been reduced since 80´s. However diarrhoeal diseases account for nearly 1.34 million deaths a year among children under-five years of age, making them the second most common cause of child deaths worldwide. As mortality acute diarrhea was reduced, persistent diarrhea (PD) has become a major enteric diseases infant collaborating to morbidity of affected populations. Small intestinal mucosa injury that becomes prolonged has been named as a central mechanism in the pathophysiology of PD. The protein malnutrition and infection by Escherichia coli enteroaggregative (EAEC) are strongly associated with development PD. The present study investigated the effect of supplementation of Alanyl-Glutamine on monolayer of intestinal cells in the absence of infection, evaluated some parameters of the injury caused by EAEC (strain 239-1) on the intestinal mucosa in vitro and modulation of such injury by Alanyl-Glutamine 10mM. The result show that effects of supplementation of Alanyl-Glutamine 10mM is no different from effects free glutamine 4mM. Compared to E. coli HS, EAEC infection reduced the number of migrating cells, increased the percentage of necrosis, decreased the proliferation and transcription-reverse from small GTPases (RhoA, Rac1 and Cdc42), within 6 hours of contact. The contact EAEC reduced transcription of IL-8 (6h and 0h), NF-κB (6h) and TLR5 (6h and 12h) and increased TNF-α expression. The treatment of infection with Ala-Gln 10mM altered the following parameters: reduced the percentage of necrosis, increase of cell migration, although it has not caused changes in the transcription of Rho GTPases genes, increased transcription IL-8, NF-κB (6h) e TLR5 (6h and 12h). Treatment with dipeptidio significantly reduced the secretion of TNF-α (12h) while increased protein expression of IL-6 (6 e 12h). In conclusion, found that glutamine deprivation decreases cellular response against the infectious stimulus. The EAEC appears to minimize the innate host immune defenses by reducing the transcription of NF-kB and TLR5 and limit the increased transcription of IL-8. The Ala-Gln seems to make the cell more reactive against injurious stimuli, increasing their responsiveness through increased transcriptional IL-8, NF-kB and TLR5. Moreover increased protein expression of IL-6 appears to be one of the mechanisms by which promotes Ala-Gln protective effect on the intestinal epithelial barrier.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectEscherichia colipt_BR
dc.subjectGlutaminapt_BR
dc.subjectDiarreiapt_BR
dc.titleAvaliação dos efeitos da infecção pela Escherichia coli enteroagregativa (CEPA 239-1) na evolução clonal e resposta pró-inflamatória de células intestinais in vitro e sua modulação com alanil-glutaminapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.co-advisorLima, Aldo Ângelo Moreira-
dc.description.abstract-ptbrA morte por diarreia aguda tem apresentado grande declínio desde a década de 80 em todas as regiões do mundo. Entretanto as doenças diarreicas ainda são responsáveis por 1,34 milhões de mortes infantis a cada ano e representam a segunda maior causa de mortalidade no grupo etário com idade inferior a 5 anos. Com o declínio de mortalidade por casos de diarreia aguda a diarreia persistente (DP) se tornou uma das principais doenças entéricas infantis contribuindo para morbidade das populações afetadas. Uma lesão no intestino delgado que se torna prolongada tem sido colocada como elemento central da patofisiologia da DP. A desnutrição proteica e a infecção por Escherichia coli enteroagregativa (EAEC) estão fortemente associados ao desenvolvimento da DP. O presente estudo investigou o efeito da suplementação de Alanil-Glutamina sobre monocamada de células da mucosa intestinal na ausência de infecções. Avaliou alguns parâmetros da lesão promovida por EAEC (cepa 239-1) sobre a mucosa intestinal in vitro e a modulação de tal dano pela Alanil-Glutamina 10Mm. Os resultados obtidos mostram que os efeitos da suplementação de Ala-Gln 10mM não diferem dos efeitos exibidos pela glutamina livre 4mM. Em relação a cepa comensal E. coli HS, a infecção com EAEC reduziu de forma significativa a quantidade de células em migração, aumentou o percentil de necrose, diminuiu a proliferação celular e reduziu significativamente a transcrição dos genes das pequenas GTPases (RhoA, Cdc42 e Rac1) após 6h de contato com enterócitos. O contato com EAEC reduziu a transcrição de IL-8 (0h e 6h), NF-κB (6h) e TLR5 (6h e 12h) e aumentou a expressão proteica de TNF- α (12h). O tratamento da infecção com Ala-Gln 10mM alterou significativamente os seguintes parâmetros: aumento da quantidade de células em migração embora não tenha causado alteração na transcrição dos genes da pequenas GTPases, redução do percentual de necrose, aumento da proliferação celular, aumento da transcrição IL-8, NF-κB (6h) e TLR5 (6h e 12h). O tratamento com o dipeptidio reduziu significativamente a secreção de TNF-α (12h) enquanto aumentou a expressão proteica de IL-6 (6 e 12h). Em conclusão, verificamos que a privação de glutamina diminui a resposta celular frente ao estímulo infeccioso. A EAEC, por sua vez, parece minimizar as defesas imunes inatas hospedeiro ao reduzir a transcrição de NF-kB e TLR5 e limitar o aumento da transcrição de IL-8. A Ala-Gln parece tornar a célula mais reativa frente aos estímulos lesivos, aumentando sua capacidade de resposta através do aumento transcricional de IL-8, NF-kB e TLR5. Por outro lado o aumento da expressão proteica de IL-6 parece ser um dos mecanismos pelas quais Ala-Gln promove efeito protetor sobre a barreira epitelial intestinal.pt_BR
Appears in Collections:PPGF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_dis_avasilva.pdf2,03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.