Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7770
Title in Portuguese: Galerias pluviais como fonte de poluição de origem fecal para as praias de Fortaleza-Ceará
Title: Storm drains as a source of fecal-derived pollution to Fortaleza city’s coastal zone
Author: Vieira, Regine Helena Silva dos Fernandes
Menezes, Francisca Gleire Rodrigues de
Costa, Renata Albuquerque
Marins, Rozane Valente
Abreu, Ilene Matanó
Fonteles Filho, Antonio Adauto
Sousa, Oscarina Viana de
Keywords: Galeria Pluvial
Sistema de Grenagem
Poluição
Coliformes - Escherichia Coli
Issue Date: 2012
Publisher: Arquivos de Ciências do Mar
Citation: VIERA. F. dos S. H. R.; MENEZES. R. G. F.; COSTA. A. R.; MARINS. V. R.; ABREU. M. I.; FONTELES FILHO. A. A.; SOUSA. de V. O. (2012)
Abstract in Portuguese: O sistema de galerias pluviais é projetado para permitir o fluxo de água desde a sua coleta nas ruas até as áreas de drenagem. Considerando que essas galerias não devem representar fontes pontuais de poluição, o presente estudo teve como objetivo analisar a contaminação de origem fecal, a partir da quantificação de coliformes termotolerantes (CT) e Escherichia coli, de amostras de água de galerias pluviais e de praias (água e sedimento) adjacentes localizadas em três pontos da cidade de Fortaleza-CE: Praia dos Diários (PD1), Praia do Meireles (PM2) e Praia do Mucuripe (próximo ao riacho Maceió) - PRM3. A galeria pluvial que apresentou amostras com maiores índices de CT foi a PM2, seguida da PRM3 e PD1. Nos PM2 e PRM3 foi observado o mesmo número de amostras de água do mar com valores de CT acima do permitido pela legislação. Em nenhuma amostra de areia foi observada quantificação bacteriana (CT e E. coli) superior àquela preconizada na legislação. Foram isoladas 396 cepas de E. coli dos três pontos pesquisados. Nas três galerias (PD1, PM2 e PRM3) foram detectadas cargas de bactérias de origem fecal incompatíveis com índices de balneabilidade considerados seguros sob o ponto de vista da Saúde Pública.
Abstract: The storm drain of a township is projected with the aim of enabling the water to flow freely since its collection on the streets till its draining pipelines. Whereas these storm drain should not represent sources of pollution, this research work analyzed the fecal contamination of the storm drain waters, the wet beach sand and the nearshore seawater by thermotolerant coliforms (CT) and Escherichia coli in the city of Fortaleza, at three sampling stations, namely: Praia dos Diários (PD1), Praia do Meireles (PM2) and Praia do Mucuripe (at Maceió creek’s mouth) – PRM3. The most contaminated storm drain water was PM2 > PRM3 > PD1. As to beach pollution on the seawater, the rank in decreasing order is taken up by PM2 = PRM3 > PD1. CT rates above those permitted by legislation were not observed in sand samples. A total of 396 strains of E. coli were isolated from samples at the three stations. In the three storm drain (PD1, PM2 and PRM3) were found loads of fecal bacteria incompatible with indices considered safe for bathing under the terms of Public Health.
Description: VIEIRA, R. H. S. dos F. et al. Galerias Pluviais como Fonte de Poluição de Origem Fecal para as Praias de Fortaleza-Ceará/. Arquivos de Ciências do Mar, Fortaleza, v.44, n.1, p.5-12, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7770
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Appears in Collections:LABOMAR - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_art_rmsdosfvieira.pdf401,54 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.