Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7654
Title in Portuguese: Os desafios de uma educação para a diversidade étnico-racial: uma experiência de pesquisa-ação
Title: The challenges of education for ethnic and racial diversity: an experience of action research
Author: Costa, Marcelle Arruda Cabral
Advisor(s): Costa, Maria de Fátima Vasconcelos da
Keywords: Childhood education
Teaching formation
Educação de crianças - Fortaleza(CE) - Estudos interculturais
Cultura afro-brasileira - Estudo e ensino - Fortaleza(CE)
Antirracismo – Fortaleza(CE)
Professores – Educação(Educação permanente) – Fortaleza(CE)
Issue Date: 2013
Publisher: www.teses.ufc.br
Citation: COSTA, Marcelle Arruda Cabral. Os desafios de uma educação para a diversidade étnico-racial: uma experiência de pesquisa-ação. 2013. 234f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2013.
Abstract in Portuguese: O presente trabalho teve por objetivo investigar os desafios e as possibilidades de uma educação promotora da igualdade étnico-racial na Educação Infantil. Os Estudos Culturais, as Lógicas de ação da escola e a Psicologia social do racismo foram as referências teóricas a partir das quais foi configurada e analisada a problemática em questão. A metodologia qualitativa adotada foi a “Pesquisa-ação”, escolhida pelo caráter colaborativo e por permitir que a investigação contribua com o aprimoramento da prática. Buscamos, pois, coletivamente, compreender os desafios e as possibilidades existentes na construção de uma educação para as relações étnico-raciais na complexidade do cotidiano escolar e em negociação com as lógicas de ação específicas de uma instituição de Educação Infantil, da cidade de Fortaleza. O processo interventivo compreendeu o acompanhamento − a partir do planejamento e da avaliação − de ações pedagógicas voltadas para a educação das relações étnico-raciais. O caráter interventivo se deu através do papel assumido, pela pesquisadora, de contribuir para o aumento do conhecimento do grupo − na oferta de materiais e na proposição de atividades, as quais aqui nomeamos como “recursos formativos”. Os resultados desta pesquisa apontam que a instituição pesquisada adere a uma lógica de ação identitária que orienta sua organização e sua ação educativa, de modo a individualizar e sobrecarregar o trabalho docente, impactando de forma negativa a educação das relações étnico-raciais. Este impacto se configura negativo, porque favorece a ação pedagógica irrefletida, ao entender que o empenho empregado para a realização da atividade é mais valorizado que os significados atribuídos – fato que invisibiliza práticas educativas estereotipadas sobre as relações étnico-raciais, que produzem desigualdades. No entanto, a ação coletiva mostrou-se uma possibilidade de enfrentamento a este desafio. A intervenção apontou ainda a necessidade de um processo de formação em serviço que favoreça o acompanhamento dos desafios no cotidiano da escola, para que possa entrever soluções a desafios específicos de cada realidade. Em uma sociedade ainda desigual, em que o mito da democracia racial e do branqueamento tem forte adesão – e a escola, enquanto espaço social, não foge disso – é essencial que esta formação envolva o educador-pessoa em seus múltiplos aspectos, uma vez que esta temática envolve necessariamente problematizar pertencimento identitário e poder. Entre as possibilidades favoráveis a uma educação das relações étnico-raciais na Educação Infantil, além da ação coletiva e de um processo de formação em serviço significativo, destacaram-se as ações pedagógicas, especialmente as que possibilitaram os protagonismos negros e as narrativas multiculturais.
Abstract: This essay has as purpose investigates the challenges and possibilities of and education that promotes racial and ethnic equality in childhood education. The cultural studies, the action logics and the social psychology of racism were the theoretical references that analised the problem in focus. The qualitative method used was the “action research”, that was chosen by the collaborative character, allowing the investigation to contributes with the upgrading of the practice. We tried, collectively, to understand the challenges and possibilities existing in an educational construction for ethnic and racial relation in academic everyday, in negotiation with action logics of a childhood educational institution, in Fortaleza-Ceará. The interventional process followed – from planning and assessment – the pedagogic actions directed for ethnic and racial relations in education. The interventional character appeared in the role assumed by the researcher, contributing to the increasing of the group knowledge – sometimes offering materials, sometimes proposing activities that we called “formative means”. The results of this research show that the visited institution sticks an action logic of identity that guides its organization and educational actions, individualizing and overloading the teaching work, and impacting negatively the ethnic and racial relations. This impact is negative because favors the pedagogic action without reflection, when suggests to the teachers that the effort applied in daily activities is more important than the meanings of the own activity. This type of thought hides educational practices full of stereotypes about ethnic and racial relations, and above all produces inequalities. However, the collective action was a possibility to face this challenge. The intervention showed the need of a formation service process that helps the attendance of the challenges being in the everyday of the school, finding solutions to specific problems in which reality. In an unequal society like ours, the myth of racial democracy and skin bleaching have strong appeal – and the school, as a social space doesn´t escape of this phenomenon – it’s essential that the educational formation includes the educator as a person in his own aspects, since this topic involves necessarily discusses identity and power. Between favorable possibilities to an educational process of ethnic and racial relations in childhood education, beyond of collective action and a competent formation service process, some pedagogic actions stood out, especially those ones who capacitated the black protagonists and the multicultural narratives.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7654
Appears in Collections:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013-TESE-MACCOSTA.pdf6,36 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.