Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7601
Title in Portuguese: A Força Emancipadora da Espiritualidade e da Mística no MST: Experiências Formadoras na vida dos(as) militantes como poder catalisador do movimento
Title: Emancipatory strength of spirituality and mistica in the MST: formative experiences of militants as a potential catalyst in the moviment
Author: Bedoya, Luis Eduardo Torres
Advisor(s): Sales, Celecina de Maria Veras
Keywords: Formative Experience
Spirituality
Espiritualidade - Ceará
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra
Mística
Issue Date: 2012
Publisher: www.teses.ufc.br
Citation: BEDOYA, Luis Eduardo Torres. A Força Emancipadora da Espiritualidade e da Mística no MST: Experiências Formadoras na vida dos(as) militantes como poder catalisador do movimento. 2012. 203f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2012.
Abstract in Portuguese: O objetivo da pesquisa é compreender a importância emancipadora das experiências de espiritualidade e da mística dos/as militantes do Movimento dos Trabalhadores/as Rurais Sem Terra (MST), enquanto experiências formadoras com implicações na construção da militância e no desenvolvimento e consolidação das lutas do movimento. O propósito é abordar a especificidade das experiências de espiritualidade e de mística na intencionalidade e significado característicos do fenômeno religioso. As pesquisas sobre a mística no MST tratam, em geral, das atividades de mística programadas na agenda institucional do MST, destacando-se nelas a sua importância pedagógica, ideológica, conscientizadora, mobilizadora, política, cultural, identitária, etc. Porém, faltam ainda atentar às imbricações dessas atividades com as experiências pessoais de religiosidade, espiritualidade e de mística dos/as seus/suas militantes. Este trabalho coloca em evidência estes assuntos pouco conhecidos na pesquisa sobre o MST. É um estudo interdisciplinar nos âmbitos da Pesquisa (Auto)biográfica em Educação, da Fenomenologia da Religião e do Movimento dos Trabalhadores/as Rurais Sem-Terra. A pesquisa tem como pressuposto teórico as contribuições de: Paulo Freire, Jorge Larrosa, Marie Christine Josso (experiência formadora e centralidade da pesquisa (auto)biográfica); Franco Ferrarotti (novidade, especificidade e possibilidades epistemológicas do método (auto)biográfico); Severino Croatto (fundamentação fenomenológica das experiências de espiritualidade e de mística); Leonardo Boff (conceituação e sistematização das experiências de mística no MST). Optou-se pela pesquisa (auto)biográfica utilizando-se como dispositivos metodológicos a Entrevista Narrativa Temática e os Círculos Narrativos Temáticos. A Entrevista foi aplicada a quatro militantes, também dirigentes do MST-CE, entre outubro de 2009 e janeiro de 2010. Concomitantemente, nestes anos, realizaram-se três Círculos Narrativos, com participação de: assentados/as; brigada; formação de jovens militantes. A pesquisa mostrou em seus resultados que experiências de religiosidade, espiritualidade e de mística fazem parte da vida dos membros do MST e constituem, no geral, experiências formadoras que gravitam na qualidade da militância e no sucesso das lutas do movimento. As atividades de mística no MST sustentam-se nessas experiências, patrimônio do movimento desde suas origens, expressando-as em conhecimentos sintéticos aglutinadores do enraizamento cultural camponês, da espiritualidade de libertação que o inspira e da realização de um projeto popular para o Brasil. Na pesquisa ficou patente a relevância do conhecimento (auto)biográfico para abordar este tipo de experiência na sua essencialidade, e para firmar nova compreensão dos movimentos sociais a partir dos seus sujeitos. O conteúdo das experiências e saberes recolhidos nas Entrevistas e nos Círculos Narrativos Temáticos mostraram a extraordinária força emancipadora da espiritualidade e da mística na construção da militância do MST com poder catalizador nas lutas do movimento.
Abstract: The objective of the research is to ascertain and understand the emancipatory importance of spirituality and the mistica among the militants of the Landless Workers Movement (MST) specifically as formative experiences with implications in the construction of militancy and the development and consolidation of movement struggles. The purpose is to address the specificity of experiences of spirituality and of mistica in intentionality and meaning characteristic of the religious phenomenon. The research on mistica in the MST deal with, in general, the mistica activities scheduled on the institutional agenda of the MST, emphasizing its pedagogical, ideological, consciousness raising, mobilizing, political, cultural, identity creation, etc. importance. However, still missing is attention to the overlap of these activities with the personal experiences of religiosity, spirituality and mistica in their militants. This paper highlights these overlooked subjects in studies about the MST. It is an interdisciplinary study in the areas of (Auto) biography Research in Education, the Phenomenology of Religion and the Landless Workers Movement. The theoretical basis of the research brings together contributions from: Paulo Freire, Jorge Larrosa, Marie Christine Josso (formative experience and centrality of (auto) biographical research); Franco Ferrarotti (novelty, specificity and epistemological possibilities of the (auto) biographical method); Severino Croatto (phenomenological basis of the experiences of spirituality and mistica), Leonardo Boff (conceptualization and systematization of experiences of mistica in the MST). The methods used were: Narrative Thematic Interviews inspired in similar methods based in sociology, journalism and psychology; and Thematic Narrative Circles inspired in Paulo Freire’s cultural circles. The interview was applied to four militants, leaders of the MST-CE, between October 2009 and January 2010. Concurrently, three Narrative Circles were held featuring: settlers, militants, and young militants in training. The research showed that experiences of religiosity, spirituality and mistica are a part of the lives of members of the MST and are, in general, formative experiences that influence the quality of the militancy and the success of the movement struggles. The activities associated with the mistica in the MST is rooted in these experiences, a part of the movement since its inception, expressed in a synthesized and binding knowledge rooted in peasant culture, of the emancipatory spirituality which inspires and realizes the popular project for Brazil. The research has demonstrated the relevance of (auto) biographical knowledge to ascertain the essence of this type of experience, and to establish new understanding of social movements from the point of view of their subjects. The content of the experiences and knowledge gathered from interviews and the Circles Theme Narrative showed the extraordinary emancipatory strength of spirituality and mistica in the construction of militancy MST as a potential catalyst in the movement struggles.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7601
Appears in Collections:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012-TESE-LETBEDOYA.pdf1,42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.