Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7263
Title in Portuguese: Avaliação comparativa em relação a dor de crianças submetidas à anestesia odontológica com e sem vibraçã
Title: Comparative analysis regarding the pain of children under the dental anesthesia with and without vibration
Author: Melo, Emanuelle Albuquerque Carvalho
Advisor(s): Moreira Neto, José Jeová Siebra
Keywords: Anestesia Local
Dor
Vibração
Issue Date: 2014
Citation: MELO, E. A. C. Avaliação comparativa em relação a dor de crianças submetidas à anestesia odontológica com e sem vibração. 2014. 67 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem. Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.
Abstract in Portuguese: O medo e a ansiedade durante os tratamentos odontológicos estão na maioria das vezes relacionados à dor do procedimento da anestesia local odontológica. Considerando que existem muitos estudos sobre a atuação da vibração na analgesia, esta dissertação teve por objetivo comparar as reações apresentadas por crianças ao serem anestesiadas com um dispositivo de anestesia local odontológica que produzia microvibrações durante o procedimento anestésico. Trinta crianças, sendo 15 do sexo feminino e 15 do sexo masculino, com idade entre sete e 12 anos submeteram-se a duas sessões anestésicas, e cada paciente recebeu dois tipos de anestesia: com e sem vibração. Um só pesquisador, odontopediatra, realizou os procedimentos anestésicos, que foram filmados e consistiram de anestesias terminais infiltrativas, na região posterior da maxila. Em razão do caráter multidimensional do medo, ansiedade e dor, utilizou-se uma combinação de testes avaliá-los, como: O Teste do Medo da Criança (Child Fear Survey Schedule – Dental Subscale – CFSS-DS), Escala de Ansiedade Facial (Facial Anxiety Scale – FAS), Escala Som, Olhos e Movimento (Sound, Eyes and Motor – SEM), Escala Visual Analóga – Visual Analogue Scale (VAS) e Escala Frankl. Aplicou-se as escalas em momentos prederteminados, os quais ocorreram antes e após o procedimento anestésico. Após a segunda sessão anestésica, buscou-se saber a preferência das crianças quanto ao uso ou não de vibração e verificou-se que 90% das crianças preferiram a anestesia utilizando-se vibração. Houve diferença estatisticamente significante na Escala Visual Análoga – Visual Analogue Scale (VAS) na comparação das médias (p = 0,04) para um critério de seleção a um nível de significância de 5%. Dessa forma, conclui-se que o uso da vibração pareceu exercer influência positiva sobre a percepção das crianças durante o procedimento de anestesia local, pois a maioria dos participantes da pesquisa optou pelo dispositivo com emprego da vibração, atrelando ao fato de que foi verificado que a anestesia local com vibração provoca menos dor, segundo a diferença estatisticamente significante da Escala Visual Análoga.
Abstract: The fear and anxiety during dental treatments are often related to pain regarding local dental anesthetic procedures. As there are many studies about the effect of vibration on pain analgesia, this thesis aimed to compare whether children anesthetized with a dental anesthetic device that produced micro-vibrations during the anesthetic procedure would behave differently when compared to the regular procedure. Thirty children, aged between 7 and 12 years underwent two sessions of local dental anesthesia each, with and without the vibration device. A single researcher, pediatric dentist, managed the anesthetic procedures that consisted of maxillary infiltration anesthesia and which were recorded on video. Due to the multidimensional nature of fear, anxiety and pain, multiple tests were used to evaluate them, such as Child Fear Survey Schedule – Dental Subscale – CFSS-DS, Facial Anxiety Scale – FAS , the SEM Scale Sound, Eyes and Motor, the Visual Analogue Scale (VAS) and the Frankl Scale. The scales were applied twice, before and after anesthesia. After the second anesthetic session, the preference of the children regarding the use or not of vibration was assessed and it was found that 90% of children preferred anesthesia using vibration. There was a statistically significant difference considering the Visual Analogue Scale (VAS) in the comparison of means (p = 0,04) considering a significance level of 5%. As a result, we concluded that the use of vibration seemed to result in a positive influence on the perception of the children regarding the anesthetic procedure, as almost the totality opted by the device with vibration, which lead us to the conclusion that the use of vibration resulted in a less painful local dental anesthesia.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7263
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_dis_eacmelo.pdf1,98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.