Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7180
Title in Portuguese: Revisão das características definidoras e dos fatores relacionados do diagnóstico de enfermagem “estilo de vida sedentário” em indivíduos com hipertensão arterial
Title: Review of the defining characteristics and related factors of nursing diagnosis sedentary lifestyle in individuals with hypertension
Author: Martins, Larissa Castelo Guedes
Advisor(s): Lopes, Marcos Venícios de Oliveira
Keywords: Estilo de Vida Sedentário
Hipertensão
Diagnóstico de Enfermagem
Issue Date: 2013
Citation: MARTINS, L. C. G. Revisão das características definidoras e dos fatores relacionados do diagnóstico de enfermagem “estilo de vida sedentário” em indivíduos com hipertensão arterial. 2013. 84 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2013.
Abstract in Portuguese: O reconhecimento de bons indicadores clínicos e de suas características de acurácia, para determinado diagnóstico de enfermagem, permite que o enfermeiro identifique com maior precisão o diagnóstico e favorece efetivamente a aplicação prática do processo de trabalho de enfermagem. Diante da importância de se identificar indicadores clínicos acurados, este estudo foi desenvolvido com o objetivo de analisar as características definidoras (CD) e os fatores relacionados (FR) do diagnóstico de enfermagem “Estilo de vida sedentário” (EVS) revisado por Guedes (2011) em indivíduos com hipertensão arterial (HA). Estudo do tipo transversal, realizado com 285 indivíduos com hipertensão arterial, com idade entre 19 e 59 anos, acompanhados em um centro de atendimento ambulatorial, em Fortaleza, Ceará. A coleta de dados foi realizada utilizando um formulário baseado nas referências empíricas das CD e os FR propostos na revisão de Guedes (2011), por meio de entrevista e exame físico. As informações obtidas foram analisadas pela pesquisadora para determinar a presença ou ausência das CD e dos FR e, posteriormente, foram encaminhadas aos enfermeiros especialistas que executaram a inferência diagnóstica. Foram utilizados os softwares EXCEL, SPSS e R para organização e análise estatística dos dados. O nível de significância adotado no estudo foi 5%. A maioria da amostra era do sexo feminino, procedente da capital, morando com companheiro e com diagnóstico de Diabetes mellitus. Metade da amostra tinha até 53 anos, tempo de escolaridade de até 10 anos, renda per capita de até R$ 500,00 e diagnóstico de hipertensão arterial há mais de 10 anos. As CD mais frequentes entre os pacientes com de HA foram “flexibilidade das articulações diminuída” (93,7%), “excesso de peso” (85,3%), “não realiza atividades físicas no tempo de lazer” (83,9%) e “verbaliza preferência por atividades com pouco exercício físico” (83,9%). Do total de CD avaliadas, somente cinco apresentaram significância estatística. Os FR mais frequentes foram “falta de recursos (tempo, dinheiro, lugar, segurança, equipamento) para a prática de exercício físico” (87,45%), “conhecimento deficiente sobre os benefícios que a atividade física traz à saúde e/ou sobre as consequências do sedentarismo” (78,6%) e “falta de apoio social para a prática de exercício físico” (76,8%). De um total de 11 FR avaliados, sete apresentaram associação significante com o diagnóstico EVS. A prevalência do diagnóstico em questão foi 55,8%. A CD “escolhe rotina diária sem exercício físico” foi a principal característica para este diagnóstico, apresentando uma sensibilidade de 100% e um elevado valor de especificidade (84,13%). Três características definidoras não apresentaram significância estatística a partir da análise das razões de verossimilhança e odds ratio diagnóstica: “Excesso de peso”, “Flexibilidade das articulações diminuída” e “Força muscular diminuída”. Os FRs “falta de motivação para a prática de exercício físico” e “falta de interesse em se exercitar” apresentaram as maiores razões de prevalência (RP = 5,358). Constatou-se neste estudo que a maior parte desses novos elementos encontrados na revisão de Guedes (2011) é relevante para a identificação acurada do diagnóstico EVS. Dessa forma, espera-se que estas informações possam contribuir para uma prática de enfermagem eficiente e sistematizada, com ênfase na promoção da saúde de pessoas com hipertensão arterial.
Abstract: The recognition of good clinical indicators and characteristics of accuracy for certain nursing diagnosis allows nurses to identify more accurately the diagnosis and effectively promotes the practical application of the process of nursing work. Given the importance of identifying accurate clinical indicators, this study will be developed in order to analyze the defining characteristics (DC) and related factors (RF) of the nursing diagnosis "Sedentary Lifestyle" (SL) reviewed by Guedes (2011 ) in individuals with hypertension. It was a cross-sectional study conducted with 285 individuals with hypertension, aged between 19 and 59 years, followed at a center for outpatient care, in Fortaleza, Ceará. Data collection was performed using a form based on empirical references of DC and RF in reviewing proposed by Guedes (2011), by interview and physical examination. The data obtained were analyzed by the researcher to determine the presence or absence of DC and RF and later were referred to specialist nurses who performed the diagnostic inference. It was used EXCEL, SPSS and R software for organizing and analyzing statistical data. The level of significance was 5%. The population was predominantly female, coming from the capital, living with a partner and holder of Diabetes mellitus. Half of the sample had up to 53 years, education time up to 10 years, per capita income up to R$ 500.00 and have a diagnosis of hypertension for over 10 years. The DC more frequent among patients with hypertension were "reduced flexibility of the articulations" (93.7%), "excess weight" (85.3%), "it does not carry out physical activities in the leisure time" (83.9 %) and "it verbalizes preference for activities with little physical exercise" (83.9%). Of total DC evaluated, only five were statistically significant. The RF more frequent were "lack of resources (money, time, place, security and equipment) for the physical exercise" (87.45%), "defective knowledge on the benefits that the physical activity brings to the health and / or on the consequences of the sedentary life style" (78.6%) and "lack of social support for the practice of physical exercise" (76.8%). A total of 11 RF evaluated, seven had a significant association with the diagnosis SL. The prevalence of the diagnosis in question was 55.8%. The DC "chooses routines without physical exercises" was the main characteristic for this diagnosis, with a sensitivity of 100% and a high specificity value (84.13%). Three defining characteristics were not statistically significant from the analysis of likelihood ratios and diagnostic odds ratio: "excess weight", "reduced flexibility of the articulations" and "reduced muscular strength." The RF "lack of motivation for practicing physical exercise" and "lack of interest in exercising" had the highest prevalence ratios (PR = 5.358). It was found in this study that most of these new elements identified in the review of Guedes (2011) are relevant to the accurate identification of diagnosis SL in people with hypertension. Thus, it is expected that this information can contribute to efficient and systematic nursing practice, with an emphasis on health promotion for people with hypertension.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7180
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_dis_lcgmartins.pdf1,04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.