Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7091
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorVieira, Camilla Araújo Lopes-
dc.contributor.authorBosi, Maria Lúcia Magalhães-
dc.date.accessioned2014-01-09T13:32:25Z-
dc.date.available2014-01-09T13:32:25Z-
dc.date.issued2013-07-
dc.identifier.citationVIEIRA, C. A. L. ; BOSI, M. L. M. Corpos em confecção : considerações sobre os dispositivos científico e midiático em revistas de beleza feminina. Revista Physis, Rio de Janeiro, RJ, v. 23, n. 3, p. 843-861, jul./set. 2013.pt_BR
dc.identifier.issn0103-7331-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7091-
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherRevista Physispt_BR
dc.subjectMagrezapt_BR
dc.subjectEstéticapt_BR
dc.titleCorpos em confecção : considerações sobre os dispositivos científico e midiático em revistas de beleza femininapt_BR
dc.typeArticlept_BR
dc.description.abstract-ptbrPretende-se problematizar os dispositivos científico e midiático na construção do ideal de corpo magro, mediante a análise de revistas de beleza voltadas ao público feminino. Para tanto, foram selecionadas seções específicas de duas revistas de grande circulação – Boa Forma e Corpo a Corpo –, com vistas a analisar os textos e imagens vinculados ao tema do consumo de alimentos, produtos e serviços, entre outras formas simbólicas que valorizam e garantem longevidade, acesso à boa forma, magreza e beleza, considerados atributos saudáveis. Os resultados evidenciam a profusão de fórmulas ou receitas associando magreza e felicidade, dentre outros ganhos a serem alcançados com disciplina, esforço e, sobretudo, lançando mão do consumo de bens e serviços voltados à estética. Há claro suporte discursivo amparado no saber médico estético especializado diluído na mídia impressa, e protagonizado por especialistas em diferentes domínios disciplinares e profissionais, emprestando legitimidade ou valor de verdade junto aos leitores, na ênfase dos cuidados com a “saúde”. Constata-se, assim, uma cumplicidade entre os discursos midiático e biomédico, em um consórcio lucrativo mediante o qual a legitimidade alcançada pelo primeiro se desdobra em um lucrativo mercado para os agentes que detêm o saber (bio)médico-estético.pt_BR
Appears in Collections:DSC - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_art_calvieira.pdf537,91 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.