Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7039
Title in Portuguese: Mortalidade neonatal no município de Fortaleza Ceará : evolução e fatores de risco entre 2004 e 2008
Title: Neonatal mortality in Fortaleza Ceara : evolution and risk factors between 2004 and 2008
Author: Souza, Luiz Carlos Batista de
Advisor(s): Leite, Álvaro Jorge Madeiro
Keywords: Mortalidade Infantil
Sistemas de Informação
Issue Date: 2010
Citation: SOUZA, L. C. B. de. Mortalidade neonatal no município de Fortaleza-Ceará : evolução de risco entre 2004 e 2008. 2010. 70 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2010.
Abstract in Portuguese: A mortalidade infantil e seus componentes continuam sendo um parâmetro importante para se avaliar a melhoria das condições de saúde das crianças. Objetivos: a) Determinar a evolução da mortalidade infantil e neonatal e das variáveis preditoras associadas aos nascimentos e óbitos neonatais no Município de Fortaleza no período de 2004-2008; b) Analisar a relação entre tipo de parto, peso ao nascer e idade gestacional dos nascimentos de crianças ocorridos no mesmo período. Método: estudo de série temporal. Todos os nascimentos vivos ocorridos no município de Fortaleza registrados no Sistema de Informações de Nascidos Vivos e todos os óbitos neonatais provenientes do Sistema de Informações de Mortalidade, no período de 2004 a 2008. Os dados foram obtidos por meio do acesso eletrônico aos relatórios do Tab Net, no site oficial da Secretaria de Saúde do Município de Fortaleza. Também foram estudados os óbitos de menores de um ano de idade. Foram calculados os valores absolutos e suas proporções das variáveis preditoras para nascimentos e óbitos para cada ano de estudo. Teste de qui-quadrado de tendência foi calculado com base no programa Epi-info 6.04d. A variação de proporção entre o ano de 2004 e o de 2008 para todas as variáveis estudadas foi determinada. Para analisar as variações das proporções dessas variáveis foi utilizada a ferramenta comparação de proporções, qui-quadrado de tendência, calculado no comando Stat Calc do programa Epi-info 6.04d. Resultados: Ocorreu redução da mortalidade infantil em Fortaleza de aproximadamente 17% (3,4% ao ano) para Mortalidade Neonatal a redução foi de 15%, mantendo-se em 17,8%O, redução que não alcançou significância estatística (p=0,18). Maior redução foi verificada para o componente neonatal tardio (30% vs 9,1%). A contribuição da mortalidade neonatal para a taxa de Mortalidade Infantil alcançou 68% no último ano estudado. O grupo de variáveis preditoras para nascimentos com melhor desempenho no período foi: Apgar no quinto minuto menor do que sete escolaridade materna e ocorrência de gravidez na adolescência, para as mães residentes em Fortaleza. Para as mães não residentes, a melhora foi menor e expressa na escolaridade, Apgar no quinto minuto e ocorrência de gravidez na adolescência. No que se refere às mães adolescentes, mudanças positivas ocorreram nos seguintes indicadores: Apgar no quinto minuto, escolaridade materna, baixo peso ao nascer e redução no pré-natal incompleto ou ausente. Partos cesarianos aumentaram em 15% para toda amostra, sendo que na área privada tais índices alcançaram 89,8%. Conclusão: No período estudado ocorreu queda da Mortalidade Infantil de 17%; o componente neonatal precoce praticamente se manteve inalterado. Melhora expressiva ocorreu para as seguintes variáveis preditoras dos nascimentos e óbitos: escolaridade materna, redução nos partos em adolescentes, Apgar no quinto minuto menor que sete.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7039
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_dis_lcbsouza.pdf499,45 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.