Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6970
Title in Portuguese: Uso do álccol e outras drogas entre homens que fazem sexo com homens em três centros urbanos do estado do Ceará
Title: Use of the álccol and another drugs between men that do sex with men in three urban centers of the state of the Ceará
Author: Silva, João Marcos de Meneses e
Advisor(s): Kerr , Ligia Regina Sansigolo
Keywords: Assunção de Riscos
Alcoolismo
Issue Date: 2005
Citation: SILVA, J. M. M. e. Uso de álcool e outras drogas entre homens que fazem sexo com homens em três centros urbanos do Estado do Ceará. 2005. 103 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2005.
Abstract in Portuguese: Na população de homens que fazem sexo com outros homens –HSH a relação do consumo de álcool como fator de risco para comportamentos sexuais tem relação direta à transmissão e conseqüente mortalidade pelo HIV, principalmente quando associada a múltiplos parceiros. Várias evidências sugerem que os usuários de drogas têm um importante papel no recente crescimento da incidência de HIV e DST entre a população de HSH nos Estados Unidos, principalmente, entre os jovens. No estado do Ceará, no Nordeste do Brasil, a ocorrência de casos de AIDS entre usuários de drogas injetáveis é pouco expressiva, destacando-se os casos entre homo/ bissexuais masculinos. Os estudos já realizados mostraram que o percentual de HSH em risco tem variado de forma importante, com variáveis ainda desconhecidas ou pouco compreendidas. O conceito de “beber se embriagando” traz uma série de questionamentos sobre a incidência de comportamentos de risco nesse padrão de consumo. É definido como aquele bebedor que ingere uma grande quantidade de álcool por vez (cinco ou mais doses) ficando embriagado, mas que não se encontra nos critérios para o abuso do álcool ou dependência. No presente estudo, a incidência destes bebedores foi de 63% dos HSH entrevistados e não se observou o comportamento de risco (sexo anal desprotegido) em maior proporção entre os bebedores do que naqueles não bebedores. Também se observou que o consumo crescente de álcool leva a um aumento do uso concomitante de outras drogas, sejam lícitas ou ilícitas. O álcool atuaria como uma porta de entrada – gateway - para o consumo de outras drogas e para outros possíveis comportamentos de risco, como o sexual. O percentual de homens consumindo cinco ou mais doses mostrou-se muito acima dos padrões encontrados em estudos americanos. Os indivíduos que referiram receber dinheiro em troca de sexo foram mais freqüentemente classificados como bebedores que se embriagam. Além disto, entre aqueles de classe sócio-econômicas mais baixas (classe “D” e “E”) a troca de sexo por dinheiro, favores ou presentes foi significativamente mais elevada. Os encontros sexuais aos quais estas subpopulações estão sujeita são freqüentemente acompanhados pelo consumo elevado do álcool. A bebida alcoólica tem sido referida por esta população como uma das mediadoras deste tipo de relacionamento. Outro aspecto importante é o fato de que estas relações costumam se iniciar em ambientes onde ocorre venda de bebidas. Verificou-se, ainda, neste estudo, que 90% dos que referiram ter feito teste para HIV no último ano eram bebedores que se embriagavam. É possível que a realização do teste anti-HIV, em tal população, seja mais freqüente quanto maior seja sua percepção do risco associada ao seu comportamento sexual. Isto levaria estes indivíduos a se preocuparem mais com seu estato sorológico e, conseqüentemente, realizarem o teste. Quanto à incidência de bebedores que se embriagam em relação à idade, observou-se que há um aumento com a faixa etária, até 55 anos, idade máxima investigada. Em outras populações estudadas, tende-se a observar uma queda na prevalência destes bebedores, principalmente entre indivíduos mais velhos (acima de 60 anos). Esta população específica poderia, por demorar mais tempo para assumir sua orientação, ter este padrão diferenciado, dado que ao assumi-la, passa a procurar seus parceiros num ambiente que favorece o consumo do álcool. Um aprofundamento desta questão faz-se necessário nesta população. Um aprofundamento dessas questões se faz necessário, sendo objeto de estudo para futuras pesquisas.
Abstract: Background: Binge drinking has been associated with risk behavior in the population of men who have sex with men (MSM). No previous studies have been conducted in Brazil in this population. Methods: This is a cross-sectional study where men reporting oral or anal sex with other men in the past six months were interviewed. The subjects were from Fortaleza (400), Sobral (100) and from the Cariri area – Juazeiro to Norte, Barbalha or Crato (100). Univariate and multivariate analyses have been carried out to evaluate risk factors associated with binge drinking. Results: 63% of the MSM participants were classified as binge drinkers, a percentage much higher than the one observed in American studies. It has been shown that the increasing consumption of alcohol leads to an increase in the simultaneous use of other licit or illicit drugs. The predictors connected with binge drinking are: age, 21-30 vs. <21 years old (OR: 1,5; 95%CI: 1,1-2,9); >30 vs.<21 years old (OR: 1.6; 95%CI: 1.2 – 2.3); civil status, being single/separated/divorced vs. being married/together (OR: 3.0; 95%CI: 1.7-5.3); race, being black vs. white (OR: 5.9; 95%CI: 1.7-20.1); being mixed vs. white (OR: 1.8; 95% CI: 1.3-2.6); getting paid for sex (OR: 2.0; 95%CI: 1.4-3.0); having had an HIV test (OR: 1.7; 95% CI: 1.3-2.2); family disapproval of MSM (OR: 1.4; 95%CI: 1.1-1.9); using vs. not using any drug (OR: 2.3; 95%CI: 1.8-29). The findings of this study show the importance of alcohol abuse as a public health problem in this specific population and the need for prevention measures. The relationship between reported binge drinking and risky sex is anomalous and requires further exploration.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6970
Appears in Collections:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2005_dis_jmmsilva.pdf595,91 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.