Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6965
Title in Portuguese: Características clínicas de crianças com paralisia cerebral em um serviço de referência
Title: Clinical characteristics of children with cerebral palsy in a reference service
Author: Carmo, Giovana Bezerra do
Advisor(s): Leite , Álvaro Jorge Madeiro
Keywords: Paralisia Cerebral
Diagnóstico Tardio
Desenvolvimento Infantil
Issue Date: 2006
Citation: CARMO, G. B. Características clínicas de crianças com paralisia cerebral em um serviço de referência. 2006. 78 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2006.
Abstract in Portuguese: Esta pesquisa teve como objetivo estudar as condições clínicas de crianças com paralisia cerebral em um serviço de referência em atendimento pediátrico no município de Fortaleza, bem como identificar os principais fatores de risco para a paralisia cerebral, determinar suas repercussões e o grau de comprometimento no desenvolvimento normal da população estudada, estabelecer o tempo médio decorrido entre a percepção das alterações do desenvolvimento pela família, o diagnóstico e encaminhamento médico e admissão da criança no serviço. Trata-se de um estudo transversal descritivo, realizado no Núcleo de Atenção Médico Integrada (NAMI) da Universidade de Fortaleza (UNIFOR), no período de fevereiro a junho de 2005, onde foram avaliadas 85 crianças com diagnóstico definitivo de Paralisia Cerebral (PC), na faixa etária de zero a doze anos, com alterações sensório-motoras em tônus, postura e movimento, déficits visuais e auditivos. Os dados coletados foram arquivados em base eletrônica EPI-INFO versão 6.01 e mostraram os seguintes resultados: a amostra foi constituída por 50,6% de crianças do sexo masculino, sendo a média de idade de 4 anos e 3 meses, 85,9% foram procedentes de Fortaleza com média de idade ao diagnóstico de PC de 11 meses. Houve um grande percentual de crianças que sofreram complicações neonatais (77,4%), tendo o desconforto respiratório destacado-se fazendo com que 65,3% recebessem cuidados em UTI neonatal. A maioria das crianças apresentou PC do tipo espástica (69,1%), de grau severo (51,8%), tetraplégicas (71,4%), apenas 27% comunicavam-se verbalmente e 53% freqüentavam a escola regularmente. Pode-se concluir que a maioria das crianças apresenta grave comprometimento sensório-motor e que os primeiros sinais de tal comprometimento foram percebidos por seus familiares, apesar da grande maioria ter recebido atendimento pediátrico de rotina no 1º ano de vida, poucas foram avaliadas e receberam algum tipo de orientação sobre o desenvolvimento neuropsicomotor durante as consultas, fato esse que nos alerta sobre a necessidade de realização de conscientização junto a profissionais da atenção básica para importância da avaliação periódica do desenvolvimento no 1º ano de vida, para que se possa assim identificar e encaminhar crianças com possíveis atrasos e patologias graves como a PC em tempo cada vez mais hábil, aumentando a probabilidade de uma melhor qualidade de vida.
Abstract: This research aimed to study the clinical conditions of children with cerebral palsy in a reference service in pediatric care in Fortaleza as well as identify the main risk factors for cerebral palsy, to determine its impact and the degree of impairment in normal development the study population, establish the average time elapsed between the perception of changes in the family development, diagnosis and medical referral and admission of the child in the service. This is a cross sectional study, conducted at the Center for Integrated Medical Care (NAMI), University of Fortaleza (UNIFOR) in the period from February to June 2005, evaluating 85 children with definite diagnosis of cerebral palsy (CP) in aged zero to twelve years, with changes in sensory-motor tone, posture and movement, visual and hearing deficits. The collected data were stored on base Electronic EPI-INFO version 6.01 and the following results: the sample comprised 50.6% of male children, with a mean age of 4 years and 3 months, 85.9% were coming from Fortaleza mean age at CP diagnosis of 11 months. There was a large percentage of children who suffered neonatal complications (77.4%) and respiratory distress leading to making 65.3% received care in the NICU. Most of the children had spastic CP (69.1%), severe (51.8%), quadriplegia (71.4%), only 27% communicated verbally and 53% were attending school regularly. It can be concluded that most children had severe sensory-motor and the first signs of such involvement were perceived by their families, although the majority have received pediatric care routine in the first year of life, few have been evaluated and received some guidance on the psychomotor development during the consultations, a fact that makes us aware of the need to make awareness among the primary care team about the importance of regular assessment of developments in the first year of life, so that we can to identify and refer children with potential delays and serious illnesses such as PC-time increasingly skilled, increasing the likelihood of a better quality of life.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6965
Appears in Collections:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006_dis_gbcarmo.pdf362,3 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.