Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6588
Title in Portuguese: Avaliação da resposta eletrocardiográfica e sorológica ao tratamento com benzonidazol em pacientes na fase crônica da doença de Chagas
Title: Electrocardiographic and serological evaluation to treatment with benznidazole in chronic Chagas disease patients
Author: Andrade, Mônica Coelho
Advisor(s): Bezerra , Fernando Schemelzer de Moraes
Keywords: Doença de Chagas
Eletrocardiografia Ambulatorial
Sorologia
Issue Date: 2013
Citation: ANDRADE, M. C. Avaliação da resposta eletrocardiográfica e sorológica ao tratamento com benzonidazol em pacientes na fase crônica da Doença de Chagas. 2013. 91 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2013.
Abstract in Portuguese: A doença de Chagas (DC) é uma patologia de natureza endêmica, causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, com pronunciada relevância entre as doenças cardíacas. Foi descrita oficialmente em 1909 e mesmo após mais de um século de sua descoberta ainda representa um problema de saúde pública. O objetivo deste trabalho foi avaliar a efetividade da quimioterapia com Benzonidazol (Bz) em pacientes chagásicos crônicos através de análise sorológica e eletrocardiográfica. Trata-se de um estudo prospectivo não concorrente e concorrente, onde os pacientes foram acompanhados sorologicamente uma vez ao ano depois do tratamento, a partir de 2005, 2006 ou 2007 (antes do tratamento) até 2011. A avaliação eletrocardiográfica foi realizada no início (2005 a 2007) e final da pesquisa (2011). Os pacientes foram tratados com Bz na dosagem de 5mg/Kg/dia em duas a três tomadas diárias durante 60 dias. A análise sorológica foi realizada através das técnicas de ELISA (Ensaio Imunoenzimático) e IFI (Imunofluorescência indireta). A avaliação eletrocardiográfica foi feita através dos eletrocardiogramas (ECG) realizados no Hospital Universitário Walter Cantídio e disponíveis nos prontuários dos pacientes. Foram acompanhados 31 pacientes, 20 (64,5%) do sexo masculino e 11 (35,5%) do feminino, de 25 a 64 anos, dos quais 51,6% (16/31) cursaram o primeiro grau incompleto e 22,6% (7/31) eram agricultores. A análise sorológica através do teste ELISA demonstrou queda significativa da densidade óptica das amostras coletadas antes (2005 a 2007) em relação às amostras pós-tratamento (2011). Com relação à IFI, os pacientes mantiveram-se inalterados durante o segmento (variação de no máximo uma diluição entre a amostra basal e 2011). No que diz respeito à avaliação eletrocardiográfica, 76,2% (16/21) apresentaram manutenção dos laudos eletrocardiográficos ao longo do estudo, com exceção de cinco casos. Um dos pacientes excluído da análise eletrocardiográfica (não existia ECG realizado em 2011) necessitou de um implante de desfibrilador ao longo do acompanhamento (2010). Em conclusão, pode-se afirmar que embora o Bz apresente efetividade limitada em pacientes na fase crônica da DC, este estudo demonstrou um efeito benéfico do medicamento na maioria dos pacientes acompanhados, já que a maioria destes apresentou manutenção dos laudos eletrocardiográficos e a sorologia mostrou uma tendência à queda. Entretanto, faz-se necessário um período maior de segmento, já que o tempo de acompanhamento deste estudo (5 a 7 anos) é considerado curto para pacientes na fase crônica da doença.
Abstract: Chagas disease (CD) is a pathology of endemic nature, caused by the protozoan Trypanosoma cruzi, with pronounced relevance between heart disease. It was officially described in 1909 and even after more than a century of its discovery is still a public health problem. The aim of this study was to evaluate the effectiveness of chemotherapy with Benznidazole (Bz) in patients with chronic Chagas disease by serological analysis and electrocardiography. This is a prospective non-concurrent and concurrent study, where patients were followed serologically once a year after treatment, from 2005, 2006 or 2007 (before treatment) until 2011. The electrocardiographic evaluation was performed at baseline (2005-2007) and end of the study (2011). The patients were treated with Bz in dose of 5mg/kg/day in two to three daily doses for 60 days. The serological analysis was conducted, through the techniques of ELISA (enzyme immunoassay) and IIF (indirect immunofluorescence). The electrocardiographic evaluation was performed at the University Hospital Walter Cantídio through the electrocardiograms (ECG) available in patient charts. This study followed 31 patients, 20 (64,5%) male and 11 (35,5%) female, from 25 to 64 years, where 51.6% (16/31) did not finish high school and 22,6% (7/31) were farmers. Serological analysis by ELISA demonstrated a significant decrease in the optical density of the samples collected before (2005 to 2007) when compared with the samples after treatment (2011). Now with regard to IIF, patients remained unchanged during the segment (variation in a maximum of a dilution of the sample between baseline and 2011). Regarding the electrocardiographic evaluation, 76.2% (16/21) showed maintenance of electrocardiographic reports throughout the study, with the exception of cinco cases. One patient was excluded from analysis electrocardiographic (there wasn’t ECG performed in 2011) required a defibrillator implantation during follow-up (2010). In conclusion, one can say that although Bz presents limited effectiveness in patients in the chronic phase of CD, this study demonstrated a beneficial effect of the drug in most followed patients, as the majority of these reports showed maintenance of electrocardiographic and serology showed a downward trend. However, it is necessary a longer segment, since the follow-up period of this study (5-7 years) is considered short for patients in the chronic phase of the disease.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6588
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_dis_mcandrade.pdf1,27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.