Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6508
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlmeida, Custódio Luís Silva de-
dc.contributor.authorMoreira, Antônio Rogério da Silva-
dc.date.accessioned2013-11-07T10:55:31Z-
dc.date.available2013-11-07T10:55:31Z-
dc.date.issued2009-
dc.identifier.citationMoreira, A. R. S.; Almeida, C. L. S. (2009)pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6508-
dc.descriptionMOREIRA, Antônio Rogério da Silva. Nietzsche, genealogia e transvaloração uma crítica ao cristianismo enquanto um moral do ressentimento. 2009. 115f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Filosofia, Fortaleza (CE), 2009.pt_BR
dc.description.abstractThe goal of this dissertation is to examine and explain the moral review on Nietzsche’s thoughts, especially the Judeo-Christian moral, diagnosed as the moral of resentment. A moral able to immobilize the noblest instincts and discard all values that harmonize and beautify life. Assuming that this diagnosis is critical for his finalphilosofical- project - the transvaluation of values - we decided to use his interpretation of the moral from his recent writings, in particular, the Genealogy of Morals. This writing, during this analysis, is first seen as a method, a procedure introduced by Nietzsche, essential for the establishment of the transvaluation project, which comprehends life expansion and morale destruction. Then, it is interpreted as a genealogy that will show three distinct forms of internalizing resentment. In third place, The Twilight of the Idols and the Antichrist are presented. In these works, Nietzsche brings some historical figures and movements that, according to him, as well as Christianity, are impregnated with resentment. Finally, we outline a perspectivist answer to the problems previously discussed. Thus, in opposition to the closed discourse of resentment morality that has only one direction to its findings, and which elects the beyond, the eternal and the immutable as the way to men happiness, we prefer, in this test, which is proposed as unfinished and incomplete, saying the multiple as the object of life affirmation.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherwww.teses.ufc.brpt_BR
dc.subjectChristianitypt_BR
dc.subjectMoralitypt_BR
dc.subjectNietzsche,Friedrich Wilhelm,1844-1900.Genealogia da moral: uma polêmica - Crítica e interpretaçãopt_BR
dc.subjectNietzsche,Friedrich Wilhelm,1844-1900.Anticristo - Crítica e interpretaçãopt_BR
dc.subjectNietzsche,Friedrich Wilhelm,1844-1900.Crepúsculo dos ídolos ou, como se filosofa com o martelo - Crítica e interpretaçãopt_BR
dc.subjectÉticapt_BR
dc.titleNietzsche, genealogia e transvaloração uma crítica ao cristianismo enquanto um moral do ressentimentopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.description.abstract-ptbrO objetivo desta dissertação é analisar e explicitar a crítica sobre a moral no pensamento de Nietzsche; sobretudo, à moral judaico-cristã diagnosticada como a moral do ressentimento. Uma moral capaz de imobilizar os mais nobres instintos e desprezar todos os valores que se harmonizam e embelezam a vida. Partindo do princípio de que tal diagnóstico é de fundamental importância para o seu projeto-filosófico-final – o de transvaloração dos valores – resolvemos lançar mão de sua interpretação sobre a moral a partir dos seus últimos escritos, em particular, a Genealogia da Moral. Escrito este que, no decorrer desta análise, é primeiramente compreendido como um método, um procedimento criado por Nietzsche, imprescindível para a instauração do projeto de transvaloração, que é o de expansão da vida e o de destruição da moral. Em seguida, o escrito é interpretado como uma genealogia que vai mostrar três formas distintas de interiorização do ressentimento. No terceiro momento, são apresentados O Anticristo e o Crepúsculo dos Ídolos. Nestas obras, Nietzsche traz à baila certas personagens e movimentos históricos que, segundo ele, assim como o cristianismo, encontram-se impregnados de ressentimento. Ao final, para os problemas apresentados, esboçamos uma resposta perspectivista. Assim, em oposição ao discurso fechado da moral do ressentimento que encerra uma direção única para as suas conclusões, e onde se elege o além, o eterno e o imutável como o caminho para a felicidade do homem, preferimos, neste ensaio, que se pretende inacabado e incompleto, afirmar o múltiplo como o objeto de afirmação da vida.pt_BR
dc.title.enNietzsche, genealogy, and a critical revaluation of Christianity as a moral resentmentpt_BR
Appears in Collections:PPGFILO - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_dis_arsmoreira.pdf1,02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.