Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/56940
Title in Portuguese: Funções discursivas dos processos intertextuais por copresença em gênero resenha acadêmico-crítica
Author: Chaves Júnior, José Araújo
Advisor(s): Sousa, Maria Margarete Fernandes de
Keywords: Intertextualidade
Funções discursivas
Resenha acadêmico-crítica
Issue Date: 2020
Citation: CHAVES JÚNIOR, José Araújo. Funções discursivas dos processos intertextuais por copresença em gênero resenha acadêmico-crítica. Orientadora: Maria Margarete Fernandes de Sousa. 2020. 99 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) - Programa de Pós-graduação em Linguística, Centro de Humanidades, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.
Abstract in Portuguese: Após uma caracterização inicial da noção de intertextualidade, proposta por Kristeva, na década de 70, em trabalhos da esfera da teoria e crítica literária, bem como das categorizações e maiores sistematizações elaboradas por Genette (1982) e, posteriormente, por Piégay-Gros (1996), os estudos sobre essa temática avançaram muito no âmbito da Linguística Textual, nos últimos anos, partindo, principalmente, dos trabalhos de Koch (2004, 2009). Nosso interesse na temática diz respeito às categorias mais estritas redimensionadas por Piégay-Gros (1996), principalmente para as relações intertextuais por copresença (citação, referência e alusão) e para as contribuições de Koch, Bentes e Cavalcante (2007), na busca por um refinamento dessas categorias. Tratamos ainda da paráfrase, com Sant’Anna (1988) e Fuchs (1983), como alternativa de aproximação tipológica. Nesse sentido, temos como objetivo geral analisar as funções discursivas nessas relações intertextuais no gênero resenha acadêmico-crítica, verificando as inter-relações que são operadas na estrutura formal/funcional do gênero em questão. Partindo disso, direcionamos a pesquisa para a intertextualidade, para verificar algumas funções discursivas mais recorrentes, tais como: exemplificação, ilustração, reforço argumentativo e argumento de autoridade (PERELMAN; TYTECA, 2005); retomada de informação, tópico (PINHEIRO, 2005; JUBRAN, 2006); e ornamentação (PIÉGAY-GROS, 1996). Embora situemos esta pesquisa no âmbito da Linguística Textual, dialogamos com outros estudos, como os trabalhos de Silva (2009), Forte (2013) e Nobre (2014). No que tange ao aspecto metodológico, para que os objetivos possam ser alcançados, lançamos mão do método descritivo-interpretativista (MOITA-LOPES, 1995), dado o viés linguístico-discursivo em que se situa a pesquisa no âmbito de uma ciência social. Para isso, analisamos um corpus composto por 20 (vinte) resenhas acadêmico-críticas, sendo estas já delimitadas teóricometodologicamente, principalmente pelos modelos de análise retórica da resenha de MottaRoth (1995) e Bezerra (2001). No que diz respeito aos resultados, constatamos que os tipos intertextuais por copresença – citação, referência e alusão – já trazem em sua definição variadas funções discursivas, além de se associarem à constituição sociorretórica do gênero, e podem, dessa forma, promover outras funções. Dentre os resultados alcançados, ressaltamos a identificação de funções discursivas associadas somente ao gênero, sem uma necessária interligação com tipos intertextuais. Assim, ao trabalharmos os tipos intertextuais e as funções discursivas em conjunto com aspectos do gênero, consideramos o alinhamento entre as categorias da intertextualidade, as categorias campo do discurso e o estudo dos gêneros como traçado teórico-metodológico eficaz para o tratamento da resenha acadêmico-crítica.
Abstract: After an initial characterization of the notion of intertextuality, as proposed by Kristeva in the 1970s, in the field of theoretical and literary criticism, as well as a characterization of the categorizations and systematizations developed by Genette (1982) and, later, by Piégay-Gros (1996), studies related to this thematic have advanced a great deal in the context of Textual Linguistics, in the last few years, starting mainly from the works of Koch (2004, 2009). Our interest in the theme is associated to the stricter categories, as expanded by Piégay-Gros (1996), mainly for intertextual relations by co-presence (citation, reference, and allusion) and for the contributions of Koch, Bentes and Cavalcante (2007), in the search for a refinement of those categories. We also work with paraphrases, as in Sant'Anna (1988) and Fuchs (1983), as an alternative for typological approximation. In this sense, our main objective is to analyze the discursive functions in these intertextual relations in the academic-critical review genre, analyzing the interrelations that are operated in the formal/functional structure of the genre in question. Therefore, we directed this research towards intertextuality, to verify the more recurring discursive functions, such as: exemplification, illustration, argumentative reinforcement, and argument of authority (PERELMAN; TYTECA, 2005); resumption of information, topic (PINHEIRO, 2005; JUBRAN, 2006); and ornamentation (PIÉGAY-GROS, 1996). Although this research is within the background of Textual Linguistics, we dialogue with other studies, such as the works of Silva (2009), Forte (2013) and Nobre (2014). Regarding the methodological aspect, so that our objectives can be achieved, we use the descriptiveinterpretative method (MOITA-LOPES, 1995), given the linguistic-discursive influence which holds this research, within the scope of a social science. Therefore, we analyzed a corpus composed of 20 (twenty) academic-critical reviews, which were previously theoretically and methodologically delimited, mainly based on the rhetorical analysis models of the review by Motta-Roth (1995) and Bezerra (2001). Regarding the results, we found that the intertextual types by co-presence - citation, reference, and allusion - already bring in their definition various discursive functions, in addition to being associated with the socio-rhetorical constitution of the genre and can thus promote other functions. Among the results, we highlight the identification of discursive functions associated only with the textual genre, without the need of an interconnection with intertextual types. Thus, while working with intertextual types and discursive functions in conjunction with aspects of the genre, we consider the alignment between the categories of intertextuality, the categories of the field of speech and the study of genres as an effective theoretical-methodological approach for the treatment of the academicalcritical review.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/56940
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGL - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_dis_jachavesjunior.pdf1,07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.