Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/56278
Title in Portuguese: Jornalismo e fact-checking: fontes oficiais na base da checagem e critérios não explicitados na seleção doque checar orientam a análise de aos fatos e agência
Title: Journalism and fact-checking: official sources on the basis of the check and criteria not explicit in the selection of what to check guide the analysis of aos fatos and agência Lupa
Author: Damasceno, Daniel de Rezende
Almeida Filho, Edgard Patrício de
Keywords: Jornalismo
Notícias
Noticías- inverídicas
Issue Date: 2020
Publisher: Compós
Citation: DAMASCENO, Daniel de Rezende; ALMEIDA FILHO, Edgard Patrício de. Jornalismo e fact-checking: fontes oficiais na base da checagem e critérios não explicitados na seleção doque checar orientam a análise de aos fatos e agência Lupa. In: ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, 24., 2020, Campo Grande. Anais [...] Campo Grande: Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação. 2020.
Abstract in Portuguese: A prática de fact-checking iniciou para verificar a factualidade das informações nos discursos de agentes políticos (GRAVES, 2013). Mas a proliferação de informações falsas nas redes sociais da internet, e disseminação de mentiras como instrumento político, fez com que as metodologias de fact-checking também fossem utilizadas para combater as fake news (DINIZ, 2018). Numa abordagem cognitiva e comportamental, Lazer et al (2018) alertam que existem dúvidas quanto à eficácia dessa utilização. Esse artigo analisa a atuação de duas agências brasileiras de checagem, Aos Fatos e Agência Lupa. Demonstramos que, apesar da checagem de discursos ter relação direta com a credibilidade das organizações, as próprias agências não explicitam os critérios que orientam a seleção do que é checado. E que as plataformas de fact-checking se valem, sobretudo, de dados e estudos fornecidos por fontes oficiais e instituições públicas, comprometendo mais uma vez a credibilidade do processo.
Abstract: The practice of fact-checking began to verify the factuality of the information in the speeches of political agents (GRAVES, 2013). But the proliferation of false information on Internet social networks, and dissemination of lies as a political instrument, made the fact-checking methodologies also used to combat fake news (DINIZ, 2018). Taking into account a cognitive and behavioral approach, Lazer et al (2018) warn that there are doubts as to the effectiveness of this use. This article analyzes the performance of two Brazilian agencies of checking, Aos Fatos and Agência Lupa. We demonstrate that, although discourse checking has a direct bearing on the credibility of organizations, the agencies themselves do not spell out the criteria that guide the selection of what is checked. And that in this mode of verification, fact-checking platforms rely mainly on data and studies provided byofficial sources and public institutions, once again compromising the credibility of the process.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/56278
metadata.dc.type: Artigo de Evento
ISBN: 978-65-5630-000-9
Appears in Collections:PPGCOM - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_eve_drdamasceno.pdf456,68 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.