Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/54879
Title in Portuguese: Aplicabilidade de fibras de coco em misturas asfálticas tipo SMA
Author: Vale, Aline Colares do
Soares, Jorge Barbosa
Casagrande, Michéle Dal Toé
Keywords: Misturas asfálticas
Fibra de coco
Fibras vegetais
Misturas do tipo SMA
Issue Date: 2007
Citation: VALE, Aline Colares do; SOARES, Jorge Barbosa; CASAGRANDE, Michéle Dal Toé. Aplicabilidade de fibras de coco em misturas asfálticas tipo SMA. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM PETRÓLEO E GÁS, 4º., 21 a 24 out. 2007, Campinas, São Paulo, Brasil. Anais[…] Campinas, São Paulo, 2007.
Abstract in Portuguese: O SMA foi concebido na Alemanha na década de 1960, a fim de obter uma mistura que fosse mais resistente à deformação permanente. As experiências obtidas nos países europeus serviram de exemplo para os procedimentos adotados em outros países, como os EUA, por exemplo. Como resultado, grande parte das misturas até o fim da década passada apresentaram tamanho máximo nominal (TMN) de 12,5 ou 19mm. Estas misturas são normalmente caracterizadas por apresentarem uma graduação descontínua, com elevada quantidade de agregados graúdos, percentagem de vazios da ordem de 4%, e percentagens de ligantes variando de 6 a 7%. Com o objetivo de se evitar o escorrimento do ligante asfáltico durante as operações de mistura e compactação a elevadas temperaturas, que ocorre principalmente pelas características granulométricas das misturas, são também incorporadas fibras às misturas, em geral, de celulose. Assim as atividades desenvolvidas no LMP/UFC consistem num estudo sobre a aplicabilidade da incorporação de fibras de coco verde, devido à abundância, deste material na região Nordeste, em misturas do tipo SMA como alternativa à incorporação das fibras de celulose. Para isto as misturas asfálticas do tipo SMA confeccionadas foram submetidas a ensaios de escorrimento, resistência à tração, módulo de resiliência, fadiga. Os valores encontrados foram comparados a outros obtidos para misturas SMA confeccionadas com fibra de celulose, apresentando mesma granulometria, agregados e ligante asfáltico das misturas asfálticas confeccionadas com fibra de coco. Os resultados encontrados mostram que a fibra de coco atende às exigências do ensaio de escorrimento e não interfere nos parâmetros mecânicos da mistura.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/54879
metadata.dc.type: Artigo de Evento
Appears in Collections:DET - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_eve_acvale.pdf419,41 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.