Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5377
Title in Portuguese: Atividade antioxidante e neuroprotetora do ácido alfa lipóico : uma nova perspectiva para o tratamento da doença de Parkinson
Author: Araújo, Dayane Pessoa
Advisor(s): Vasconcelos, Silvânia Maria Mendes
Co-advisor(s): Aguiar, Lissiana Magna Vasconcelos de
Keywords: Doença de Parkinson
Ácido Tióctico
Levodopa
Issue Date: 2012
Citation: ARAÚJO, D. P. de. Atividade antioxidante e neuroprotetora do ácido alfa lipóico : uma nova perspectiva para o tratamento da doença de Parkinson. 2012. 79 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2012.
Abstract in Portuguese: Este trabalho teve como objetivo investigar os efeitos comportamentais e neuroquímicos do ácido α-lipóico sozinho ou associado com LDOPA no modelo animal de doença de Parkinson induzido pela injeção estereotáxica da neurotoxina 6-hidroxidopmina (6-OHDA) em corpo estriado de rato. Os animais (ratos Wistar machos, 250-300g) foram tratados com ácido lipóico nas doses de 100mg/Kg ou 200mg/Kg sozinho ou associado com LDOPA na dose de 50mg/Kg 1h antes da injeção estereotáxica com 6-OHDA e diariamente por 14 dias após a lesão. O comportamento motor foi testado através da avaliação rotacional induzida pela apomorfina, da atividade exploratória horizontal no teste de campo aberto e da assimetria no uso das patas dianteiras no teste do cilindro. Os testes neuroquímicos visaram avaliar o efeito antioxidante e neuroprotetor do ácido α-lipóico através da determinação da peroxidação lipídica no TBARS, determinação da concentração de nitrito/nitrato e avaliação da atividade da catalase. O ácido α-lipóico promoveu uma diminuição significativa no número de rotações contralaterais induzidas pela apomorfina, bem como promoveu uma melhora do desempenho motor, aumentando a atividade exploratória horizontal no teste de campo aberto e a utilização da pata contralateral à lesão produzida pela 6-OHDA no teste do cilindro. Quanto ao efeito antioxidante, o ácido α-lipóico promoveu uma redução da peroxidação lipídica ao reduzir o TBARS, reduziu a produção de nitrito/nitrato, bem como interagiu com o sistema antioxidante endógeno promovendo uma redução na atividade da enzima catalase. Portanto, o ácido α-lipóico preveniu a lesão produzida nos neurônios dopaminérgicos pela 6-OHDA e pelo uso prolongado da LDOPA, demonstrando que este antioxidante teve efeito neuroprotetor, sendo um importante alvo terapêutico para a doença de Parkinson.
Abstract: This study aimed to investigate the behavioral and neurochemical effects of α-lipoic acid alone or in combination with LDOPA in an animal model of Parkinson Disease induced by stereotactic injection of the neurotoxin 6-hydroxydopamine (6 -OHDA) in rat striatum. The animals (male Wistar rats, 250-300g) were treated with doses of lipoic acid or 100mg/kg 200mg/Kg alone or in combination with a dose of 50mg/Kg LDOPA 1h before stereotactic injection of 6-OHDA and daily for 14 days after injury. Motor behavior was tested by evaluating apomorphine-induced rotational, horizontal exploratory activity in open field test and asymmetry in the use of the forelegs in the cylinder test. The neurochemical tests were intended to evaluate the antioxidant and neuroprotective effect of α-lipoic acid by determining the lipid peroxidation in the TBARS and determining the concentration of nitrite/nitrate and evaluation of catalase activity. α-Lipoic acid promoted a significant decrease in the number of rotations induced by apomorphine, as well as promoted an improvement in motor performance by increasing the horizontal exploratory activity in open field test and use the paw of the opposite side of the lesion produced by 6-OHDA in the test cylinder. The antioxidant effect of the α-lipoic acid promoted reduction of lipid peroxidation by reducing the TBARS reduced the production of nitrite / nitrate and interacted with the antioxidant system promoting a reduction in endogenous catalase activity. Therefore, α-lipoic acid prevented the damage produced in the dopaminergic neurons by 6-OHDA and the chronic use of LDOPA, indicating that this antioxidant had a neuroprotective effect, being an important therapeutic target for Parkinson disease.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5377
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_dis_dparaujo.pdf393,26 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.