Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5241
Title in Portuguese: Acurácia do diagnóstico estilo de vida sedentário em adolescentes de escolas públicas
Title: Accuracy of diagnosis sedentary lifestyle on public schools teens
Author: Oliveira, Marcos Renato de
Advisor(s): Silva, Viviane Martins da
Keywords: Diagnóstico de Enfermagem
Estilo de Vida Sedentário
Adolescente
Issue Date: 2012
Citation: OLIVEIRA, M. R. de. Acurácia do diagnóstico estilo de vida sedentário em adolescentes de escola pública. 2012. 91 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2012.
Abstract in Portuguese: A validação dos diagnósticos de enfermagem é uma fase essencial no desenvolvimento do conhecimento para a prática assistencial e para a promoção da saúde da população assistida. Sabe-se que diagnósticos de enfermagem como Estilo de Vida Sedentário representam problemas atuais de grupos específicos como o de adolescentes. Faz-se necessário aprimorar estes diagnósticos para facilitar sua utilização na prática por enfermeiros. Portanto, para ampliar a confiabilidade desses diagnósticos, é preciso submetê-los a um processo de validação, refinando o conjunto de indicadores clínicos e tornando confiável sua utilização, tanto na prática como no ensino. Assim, este estudo objetivou identificar a acurácia das características definidoras. Estudo transversal desenvolvido com 564 adolescentes, de 14 a 19 anos, alunos de seis escolas públicas de Fortaleza, Ceará. A coleta de dados ocorreu no terceiro trimestre de 2012. Os dados foram coletados mediante aplicação de questionário e avaliação física para identificação das características definidoras presentes em adolescentes com base em definições conceituais e operacionais. Posteriormente, foram enviadas histórias clínicas para oito enfermeiros inferirem a presença do diagnóstico Estilo de vida sedentário. Estas inferências possibilitaram o cálculo de valores de sensibilidade, especificidade e valor preditivo. A análise estatística foi efetuada pelo pacote estatístico IBM SPSS® versão 20 e software R. O estudo foi aprovado por Comitê de Ética em Pesquisa com parecer nº70539/12. A amostra era em sua maioria do sexo feminino, pertencente ao 1º ano do ensino médio e com uma média de 16 anos de idade. O diagnóstico Estilo de Vida Sedentário esteve presente em 48,6% dos participantes do grupo. Adolescentes do sexo feminino apresentaram 2,1 vezes mais chance de desenvolver o diagnóstico. Entre as características definidoras mais frequentes, destacam-se: Verbaliza preferência por atividades com pouco exercício físico (59,9%), Capacidade respiratória diminuída (55,3%) e Escolhe uma rotina diária sem exercícios físicos (49,1%). Vale destacar que Força muscular diminuída não foi evidenciada no grupo estudado. Destas, Escolhe uma rotina diária sem exercícios físicos mostrou-se como a principal característica para predizer o diagnóstico (Se = 98,18; Es = 97,24). Entre os fatores relacionados mais prevalentes na amostra, destacam-se: Relato de dor (65,2%) e Falta de recursos (tempo, dinheiro, lugar, segurança e equipamento) (61,3%). Os fatores relacionados Mobilidade prejudicada e Intolerância à atividade não foram encontrados nos adolescentes do estudo. Por fim, pode-se concluir que este estudo possibilitou determinar as características definidoras mais específicas e fatores relacionados mais prevalentes na população de adolescentes e apresentar Escolhe uma rotina diária sem exercícios físicos como a característica legítima para Estilo de vida sedentário. Diante da prevalência do Estilo de vida sedentário em praticamente metade da população estudada, é essencial que os enfermeiros continuem a investigar e discutir este diagnóstico, a fim de promover intervenções mais efetivas desta resposta humana, bem como a promoção da validação dos diagnósticos, enquanto instrumentos de tecnologia do cuidado.
Abstract: The validation of nursing diagnoses is an essential phase in the development of knowledge to nursing practice and health promotion of the population served. It is known that nursing diagnoses as Sedentary Lifestyle represent current problems of specific groups such as teenagers. It is necessary to improve these diagnostics to facilitate their use in practice by nurses. Therefore, to extend the reliability of these diagnoses, we must subject them to a validation process, refining the set of clinical indicators and reliable making their use, both in practice and in teaching. Thus, this study aimed to identify the accuracy of the defining characteristics and prevalence of nursing diagnosis Sedentary lifestyle among adolescents in public school. Crosssectional study carried out with 564 adolescents, aged 14 to 19 years, students from seven public schools in Fortaleza, Ceará. Data collection occurred in the third quarter and 2012. Data were collected through a questionnaire of physical examination to identify the defining characteristics present in adolescents based on conceptual and operational definitions. Subsequently, clinical histories were sent to eight nurses infer the presence of diagnostic Sedentary lifestyle. These inferences allowed the calculation of sensitivity, specificity and predictive value. Statistical analysis was performed by the statistical package SPSS ® 20 version. The study was approved by the ethics committee opinion research No. 70539/12. The population is mostly female, students of 1st year of high school and with an average age of 16. The results show a high prevalence of adolescents with a diagnosis Sedentary Lifestyle (48.6%), in which being female represents a 2.1 times greater chance of presenting a sedentary lifestyle. Among the most common defining characteristics stand out: "verbalizes preference for activities with little exercise" (59.9%), "decreased respiratory capacity" (55.3%) and "Choose a daily routine without exercising" ( 49.1%). It is noteworthy that decreased muscle strength was not observed in the study group. Of these, "Choose a daily routine without exercising" showed up as the main feature for predicting the diagnosis, high value under the ROC curve (0.9771) and elevated high-sensitivity value (98.18) and specificity (97 ,24) for the Sedentary Lifestyle. Among the factors related most prevalent, include: "Reporting of pain" (65.2%) and "Lack of resources (money, time, place, and safety equipment)" (61.3%). Factors related "mobility impaired" and "activity intolerance" were not found among adolescents studied. Finally, we can conclude that this study allowed us to determine the defining characteristics and related factors more specific to the adolescent population. But it is essential that nurses continue to investigate and discuss this diagnosis in order to promote more effective interventions that human response as well as the promotion of validation of diagnoses, as instruments of care technology.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5241
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_dis_mroliveira.pdf867,58 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.