Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/50803
Title in Portuguese: Ação da hesperidina em dentina humana submetida a processo erosivo e erosivo/abrasivo: estudo in vitro
Author: Leal, Isabelly de Carvalho
Advisor(s): Passos, Vanara Florêncio
Keywords: Erosão Dentária
Abrasão Dentária
Colágeno
Dentina
Hesperidina
Issue Date: 31-Jan-2020
Citation: LEAL, I. C. Ação da hesperidina em dentina humana submetida a processo erosivo e erosivo/abrasivo: estudo in vitro. 2020. 7 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.
Abstract in Portuguese: As lesões de erosão dentária estão sendo consideradas um problema de maior importância devido a sua crescente incidência em crianças e adolescentes. Dessa forma, o uso da hesperidina (HPN) pode apresentar-se como uma boa abordagem para controle dessas lesões, pois sua interação com a dentina promove ligações cruzadas entre as fibrilas de colágeno, o que possivelmente irá dificultar a degradação da matriz orgânica e aumentar a proteção contra erosão. Portanto, esta dissertação objetivou avaliar a ação da HPN em diferentes concentrações na proteção da perda tecidual em dentina humana desmineralizada por erosão, associada ou não à abrasão. Trata-se de dois experimentos cíclicos, in vitro e randomizados, com 6 grupos experimentais (n=10) para erosão (experimento 1) e outros 6 grupos (n=10) para erosão associada à abrasão (experimento 2). Os tratamentos foram: água destilada (AD) (controle negativo – sem colagenase), AD+Col (controle negativo – com colagenase), EGCG (epigalocatequina-3-galato) 0,46% (controle positivo) e HPN 0,1%, 0,5% ou 1%. Foi adicionada colagenase na solução remineralizadora, com exceção do grupo AD. Os espécimes foram submetidos a ciclos de erosão com ácido cítrico 1% (5 min), remineralização (60 min), tratamento (5 min), abrasão (150 movimentos) para o experimento 2 e remineralização (60 min / overnight). O ciclo foi repetido 3 vezes ao dia por 5 dias. As alterações de superfície foram avaliadas por perfilometria óptica e microscopia eletrônica de varredura. Os dados foram submetidos ao teste de ANOVA e Tukey. Para o experimento 1, AD apresentou o menor desgaste e não diferiu significativamente do EGCG. AD+Col apresentou o maior desgaste e diferiu significativamente da HPN a 1%. No experimento 2, AD apresentou o menor desgaste e AD+Col o maior. EGCG apresentou menos desgaste que os três grupos tratados com HPN. Não houve diferença significativa entre as três concentrações de HPN para os dois modelos de ciclagem. Dessa forma, pode-se concluir que a HPN nas concentrações de 0,1%, 0,5% e 1% foi capaz de reduzir o desgaste por erosão e abrasão, e na concentração de 1% reduziu o desgaste por erosão, mas seu efeito não superou a EGCG.
Abstract: Dental erosion are being considered a major problem due to its increasing incidence in children and adolescents. Thus, the use of hesperidin (HPN) can present itself as a good approach to control these lesions, since its interaction with dentin promotes cross-links in collagen fibrils, which possibly will hinder the degradation of the organic matrix and increase erosion protection. Therefore, this dissertation aimed to evaluate the action of HPN in diferente concentrations in the protection of the tissue loss in demineralized human dentin by erosion, associated or not to abrasion. This is a randomized in vitro cyclic experiment with 6 experimental groups (n = 10) for erosion (experiment 1) and another 6 groups (n = 10) for erosion associated with abrasion (experiment 2). The treatments were: distilled water (DW) (negative control - without collagenase), DW+Col (negative control - with collagenase), 0.46% EGCG (epigallocatechin-3-gallate) (positive control) and 0.1%, 0.5% or 1% HPN. Collagenase was added in remineralization solution, except for DW-group. The specimens were submitted to erosion cycles with 1% citric acid (5 min), remineralization (60 min), treatment (5 min), abrasion (150 movements) for experiment 2 and remineralization (60 min / overnight). The cycle was repeated 3 times a day for 5 days. Surface changes were evaluated by optical profilometry and scanning electron microscopy. Data were submitted to ANOVA and Tukey test. For experiment 1, DW showed the lowest wear and did not differ significantly from EGCG. DW+Col showed the highest wear and differed significantly from HPN at 1%. In experimente 2, DW showed the lowest wear and DW+Col the highest. EGCG showed less wear than the three groups treated with HPN. There was no significant difference between the three HPN concentrations for the two cycling models. Thus, it can be concluded that HPN at concentrations of 0.1%, 0.5% and 1% was able to reduce erosion and abrasion wear, and at 1% concentration it reduced erosion wear, but its effect did not overcome EGCG.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/50803
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_dis_icleal.pdf187,56 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.