Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/49915
Title in Portuguese: Efeito gastroprotetor da Riparina III em camundongos submetidos ao modelo agudo de lesão gástrica induzida por etanol e possíveis mecanismos envolvidos
Author: Vale, Larice de Carvalho
Advisor(s): Sousa, Francisca Cléa Florenço
Co-advisor(s): Carvalho, Aline Mara Rodrigues
Keywords: Úlcera Gástrica
Etanol
Inflamação
Issue Date: 6-Feb-2020
Citation: VALE, L. C. Efeito gastroprotetor da Riparina III em camundongos submetidos ao modelo agudo de lesão gástrica induzida por etanol e possíveis mecanismos envolvidos. 2020. 84 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Morfofuncionais) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.
Abstract in Portuguese: A úlcera gástrica ou úlcera péptica é uma doença inflamatória crônica do estômago e duodeno, que apresenta lesões na parte revestida do estômago, com características de inflamação, irritação e perda celular, podendo avançar para um câncer gástrico. Para o tratamento desta doença, existem alguns medicamentos, que embora apresentem bons resultados, causam alguns efeitos adversos, como cefaleia, tontura e distúrbios gastrointestinais. Nesse contexto, a busca por novas alternativas terapêuticas é de suma importância e tem havido grande interesse na pesquisa por produtos naturais. Diante disso, o foco do trabalho é o estudo da Riparina III (Rip III), substância inicialmente isolada do fruto verde de Aniba riparia, com potencial promissor, uma vez que já tem sido relatado propriedades importantes, como antiinflamatória e antinociceptiva. Com base nessas considerações, objetivou-se avaliar o efeito da Rip III no modelo agudo de lesão gástrica induzida por etanol em camundongos e possíveis mecanismos envolvidos. Para isso, camundongos swiss, machos, pesando entre 25-30g, foram divididos em diferentes grupos com 6 animais cada. Para avaliação da indução da úlcera por etanol e o potencial efeito gastroprotetor da Rip III (50mg/kg), foi utilizado a dose de 0,2 mL/animal do etanol administrado via oral por gavagem após pré-tratamento com as drogas. Posteriormente, foram realizadas avaliações tanto macroscópicas (porcentagem de área ulcerada), como microscópicas através de parâmetros histopatológicos (perda de células epiteliais, edema, hemorragia, infiltrado inflamatório, e número de mastócitos). Para investigação dos mecanismos envolvidos, foram feitas as avaliações sobre a participação de Canais de potássio sensíveis ao ATP (K+ ATP), Prostaglandinas (PGs), receptores vaniloides (TRPV-1) e Óxido nítrico (NO). Adicionalmente, os níveis de nitrito também foram mensurados para confirmar a participação do NO, além da expressão da óxido nítrico sintase induzida (iNOS) através da técnica de imunohistoquímica. O envolvimento do estresse oxidativo, como glutationa reduzida (GSH) e malondialdeído (MDA) também foram avaliados. Os resultados mostraram que a Rip III administrada previamente ao etanol exibiu um potente efeito gastroprotetor, demonstrado por meio de análise microscópica através da redução de perda de células epiteliais, edema, infiltrado inflamatório e número de mastócitos. Observou-se que os pré-tratamentos com L-NAME (inibidor de iNOS), e glibenclamida (bloqueador dos canais de potássio) reverteram o efeito gastroprotetor da Riparina III, indicando que esta substância atua, possivelmente, em tais vias. A Rip III restabeleceu os níveis de nitrito e seu efeito gastroprotetor não demostra ter envolvimento das prostaglandinas nem dos receptores TRPV-1. Constatou-se também que a Rip III aumentou significativamente os níveis de GSH e reduziu a peroxidação lipídica neste modelo. Em conclusão, os resultados obtidos indicam que a Riparina III possui atividade gastroprotetora contra as lesões gástricas induzidas por etanol, e esta ação parece envolver a participação do óxido nítrico, de canais de potássio sensíveis ao ATP, além de seu potencial efeito de antioxidante.
Abstract: Gastric ulcer or peptic ulcer is a chronic inflammatory disease of the stomach and duodenum, which presents lesions in the lined part of the stomach, with characteristics of inflammation, irritation and cell loss, which can progress to gastric cancer. For the treatment of this disease, there are some medications, which, although showing good results, cause some adverse effects, such as headache, dizziness and gastrointestinal disorders. In this context, the search for new therapeutic alternatives is of paramount importance and there has been great interest in the search for natural products. Therefore, the focus of the work is the study of Riparina III (Rip III), a substance initially isolated from the green fruit of Aniba riparia, with promising potential, since important properties such as anti-inflammatory and antinociceptive have already been reported. Based on these considerations, the objective was to evaluate the effect of Rip III in the acute model of gastric lesion induced by ethanol in mice and possible mechanisms involved. For that, male Swiss mice, weighing between 25-30g, were divided into different groups with 6 animals each. To assess ulcer induction by ethanol and the potential gastroprotective effect of Rip III (50mg / kg), a dose of 0.2 mL / animal of ethanol administered orally by gavage after pretreatment with the drugs was used. Subsequently, both macroscopic (percentage of ulcerated area) and microscopic evaluations were performed using histopathological parameters (loss of epithelial cells, edema, hemorrhage, inflammatory infiltrate, and number of mast cells). To investigate the mechanisms involved, evaluations were made on the participation of potassium channels sensitive to ATP (K + ATP), prostaglandins (PGs), vanilloid receptors (TRPV1) and nitric oxide (NO). Additionally, nitrite levels were also measured to confirm the participation of NO, in addition to the expression of induced nitric oxide synthase (iNOS) through the immunohistochemistry technique. The involvement of oxidative stress, such as reduced glutathione (GSH) and malondialdehyde (MDA) were also evaluated. The results showed that Rip III previously administered to ethanol exhibited a potent gastroprotective effect, demonstrated by microscopic analysis by reducing the loss of epithelial cells, edema, inflammatory infiltrate and number of mast cells. It was observed that pretreatments with L-NAME (iNOS inhibitor) and glibenclamide (potassium channel blocker) reversed the gastroprotective effect of Riparina III, indicating that this substance possibly acts in such pathways. Rip III restored nitrite levels and its gastroprotective effect does not show involvement of prostaglandins or TRPV-1 receptors. It was also found that Rip III significantly increased GSH levels and reduced lipid peroxidation in this model. In conclusion, the results obtained indicate that Riparina III has gastroprotective activity against gastric lesions induced by ethanol, and this action seems to involve the participation of nitric oxide, potassium channels sensitive to ATP, in addition to its potential antioxidant effect.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/49915
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:DMO - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_dis_lcvale.pdf2,77 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.