Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/49013
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorMesquita, João Vianney Campos de-
dc.date.accessioned2019-12-23T14:46:03Z-
dc.date.available2019-12-23T14:46:03Z-
dc.date.issued1984-
dc.identifier.citationMESQUITA, João Vianney Campos de. Enfoques teóricos do jornalismo científico. Revista de Comunicação Social, Fortaleza (CE), vs. 13/14, n. 1, p. 169-197, jan./dez. 1983/1984.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/49013-
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherRevista de Comunicação Socialpt_BR
dc.subjectJornalismo científicopt_BR
dc.subjectComunicação Socialpt_BR
dc.subjectCiência da Comunicaçãopt_BR
dc.subjectJornalismopt_BR
dc.titleEnfoques teóricos do jornalismo científicopt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.abstract-ptbrEm seu precioso artigo "As duas faces da notícia", o jornalista e professor cearense Teobaldo Landim, recentemente desaparecido, dizia, com muita propriedade, que "as condições de evolução em que se encontram as pesquisas e teorizações no campo da Comunicação Social, particularmente dos meios massivos, estão conduzindo à necessidade imediata de uma reciclagem quase permanente de todos que, direta ou indiretamente, se vinculam ao papel de produtor, diretor e criador de mensagens. A própria conceituação de meios, de mensagem, o estabelecimento de processos, a definição de nossas tarefas, dentro de um determinado campo cultural, tem sido aprofundada, porém, pouco aplicada, notadamente pelos chamados velhos práticos do batente profissional. Corroborando o asserto de Teobaldo Landim, haveremos todos de convir que, por primeiro, antes de adentrarmos as possas incursões pelo jornalismo traduzido da ciência, temos de estudar com profundidade todas as mutantes nuanças da ciência da Comunicação, isto é, as habilidades comunicativas dos seus sujeitos e objetos, os modelos preconizados pelos teóricos, a ambiêncla onde atuam os agentes da Comunicação e outras sistematizações informativas consagradas e/ou surgentes no curso das pesquisas, para que, conhecendo na qualidade de fontes todos esses ingredientes, tão bem configurados por David K. Berlo, no seu maravilhoso O Processo da Comunicação, possa o comunicador tecer sua mensagem com um tratamento condizente com o nível do receptor, a fim de que se dê continuidade ao processo, feche-se o circuito informativo, recupere-se a emissão da fonte, tanja-se o feed-back. [...]pt_BR
Appears in Collections:DCSO - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1984_art_jvcmesquita.pdf23,41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.