Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/48288
Title in Portuguese: Perfil epidemiológico e complicações cirúrgicas de mulheres submetidas a cirurgias para disfunção do assoalho pélvico em centro de referência do estado do Ceará, no período de 2014 a 2016
Title: Epidemiological profile and surgical complications of patients submitted to surgeries for pelvic floor dysfunction in a Brazilian reference center, from 2014 to 2016
Author: Muniz, Ana Larissa Pinheiro
Bilhar, Andreisa Paiva de Monteiro
Bezerra, Leonardo Robson Pinheiro Sobreira
Ribeiro, Ana Carolina Montes
Oliveira, Samily Cordeiro de
Keywords: Ginecologia
Diafragma da Pelve
Incontinência Urinária
Issue Date: Oct-2019
Publisher: Revista de Medicina da UFC
Citation: MUNIZ, Ana Larissa Pinheiro et al. Perfil epidemiológico e complicações cirúrgicas de mulheres submetidas a cirurgias para disfunção do assoalho pélvico em centro de referência do estado do Ceará, no período de 2014 a 2016. Rev Med UFC, Fortaleza, v. 59, n. 4, p. 27-33, out./dez. 2019.
Abstract in Portuguese: Introdução: A disfunção do assoalho pélvico é uma condição comum e responsável por importante morbidade em mulheres, o prolapso de órgãos pélvicos (POP) e a incontinência urinária (IU), são as disfunções mais prevalentes. Objetivos: Avaliar perfil epidemiológico e resultados cirúrgicos de pacientes operadas para correção de prolapso de órgãos pélvicos (POP) e incontinência urinária (IU) em hospital público terciário no Ceará. Métodos: Estudo retrospectivo, análise de prontuários de 204 pacientes submetidas a cirurgias para correção de POP e IU no período de 2014 a 2016. Resultados: A média etária encontrada foi de 59,4 anos, 79,9% possuíam parto vaginal prévio. As principais queixas foram: bola ou peso vaginal (67,6%), IU de esforço (22%) e IU mista (22%). A cirurgia mais realizada para correção de POP foi a colpoplastia anterior (51,4%), e para IU foi a cirurgia de SLING – TOT (74,3%). Em relação às complicações cirúrgicas, foram 10 casos de complicações intraoperatórias, complicações pós- operatórias imediatas ocorreram em 28 pacientes (13,7%), sendo as mais prevalentes a dor intensa e a retenção urinária, apenas 2,9% pacientes foram reoperadas. Conclusão: Os procedimentos cirúrgicos apresentaram taxas de complicações e recidivas, semelhante ao relatado na literatura atual, alguns procedimentos tendo mais riscos que outros
Abstract: Introduction: Pelvic floor dysfunction is a common condition and is responsible for significant morbidity in women, pelvic organ prolapse (POP) and urinary incontinence (UI), which are the most prevalent dysfunctions. Objectives: To evaluate the epidemiological profile and surgical results of patients submitted to surgeries for correction of pelvic organ prolapse (POP) and urinary incontinence (UI) in a public tertiary hospital in Ceará. Methods: A retrospective study was carried out, analyzing the records of 204 patients undergoing surgery to correct POP and UI in the period from 2014 to 2016. Results: The mean age was 59.4 years, 79.9% had a history of vaginal delivery. The main complaints were: vaginal ball or weight (67,6%), stress UI (22%) and mixed UI (22%). The most performed surgery for POP correction was anterior colpoplasty (51,4%), for UI correction, the SLING -TOT surgery, had a prevalence of (74,3%). About to surgical complications, there were 10 cases of intraoperative complications, immediate postoperative complications occurred in 28 patients (13.7%), with the most prevalent being intense pain and urinary retention, only 2.9% of patients were reoperated. Conclusion: Surgical procedures presented complication rates and recurrences, similar to those reported in the current literature, some procedures having more risks than others.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/48288
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: 2447-6595 (Online)
Appears in Collections:DMC - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_art_alpmuniz.pdf407,81 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.