Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/48178
Title in Portuguese: Síndrome demencial e modelos experimentais para o estudo de doenças neurodegenerativas
Author: Rios, Adryelle Teixeira
Advisor(s): Andrade, Geanne Matos de
Keywords: Demência
Déficit Cognitivo
Modelos Animais
Memória
Doença de Alzheimer
Tipos de Demência
Diagnóstico de Demência
Issue Date: 2017
Citation: RIOS, Adryelle Teixeira. Síndrome demencial e modelos experimentais para o estudo de doenças neurodegenerativas. 2017. 69 f. TCC (Graduação em Ciências Biológicas)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
Abstract in Portuguese: A síndrome demencial pode ser definida como um comprometimento da memória, associado ao declínio de no mínimo uma outra função cognitiva, de modo que interfira significativamente na realização das atividades cotidianas do indivíduo. Segundo a Organização Mundial de Saúde, estima-se que o número de pessoas com demência no mundo triplicará até 2050. O presente trabalho teve como objetivo o levantamento de informações acerca da síndrome demencial e dos modelos animais experimentais utilizados no estudo dessa patologia, com um enfoque maior na Doença de Alzheimer, a fim de oferecer de maneira simplificada e compreensiva algumas diretrizes referentes ao tema. A metodologia consistiu no agrupamento de evidências obtidas em 160 publicações científicas alusivas ao assunto, acessadas através do PubMed, Scielo e ScienceDirect. Por fim, são reconhecidos diversos padrões de demência que resultam em distintas alterações patológicas no cérebro, e que possuem caráter insidioso e progressivo. Os tipos aqui abordados foram: Demência com Corpos de Lewy (DCL), Demências frontotemporais (DFT), Doença de Huntington (DH), Paralisia Supranuclear Progressiva (PSP), Demências Vasculares (DV), Demências reversíveis e Doença de Alzheimer (DA), sendo esta última a de maior prevalência na sociedade. O diagnóstico diferencial é muitas vezes falho, e os tratamentos existentes são apenas parciais. O desenvolvimento de uma terapia farmacológica para prevenir ou tratar os variados quadros demenciais depende do reconhecimento detalhado dos mecanismos relevantes e centrais para o estabelecimento da doença. Aqui foram abordados exemplos de modelos experimentais de déficits cognitivos induzidos por toxinas, modelos com animais transgênicos e modelos de isquemia cerebral. Torna-se evidente a importância da investigação e do desenvolvimento desses modelos para a melhor compreensão da fisiopatologia da síndrome demencial e para a produção de potenciais tratamentos.
Abstract: Dementia syndrome is defined as a memory impairment, associated with a decline in at least one other cognitive function, in a way that interferes with the performance of the individual's activities. According to the World Health Organization, it is estimated that the number of people with dementia in the world will triple by 2050. The aim of the present study was to collect information about Dementia and the experimental animal models used in the study of this pathology, focusing on Alzheimer's Disease, in order to provide a simplified and comprehensive guide on the subject. The methodology consisted in grouping evidences obtained in scientific publications related to the subject. Finally, several patterns of dementia which result in different pathological changes in the brain and which are insidious and progressive are currently recognized. The ones discussed here were Dementia with Lewy Bodies, Frontotemporal Dementias, Huntington's Disease, Progressive Supranuclear Palsy, Vascular Dementias, Reversible Dementias and Alzheimer's Disease, the most prevalent in society. Differential diagnosis is often flawed, and existing treatments are only partial. The development of pharmacological therapy to prevent or treat the various types of dementias depends on the detailed recognition of the relevant and central mechanisms for the establishment of the disease. Here we discussed examples of experimental models of toxin-induced cognitive deficits, transgenic animal models, and cerebral ischemia models. The importance of research and development of these models is evident for a better understanding of the pathophysiology of the dementia syndrome and for the production of potential treatments.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/48178
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tcc_atrios.pdf1,09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.