Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/48021
Title in Portuguese: Vibrações mecânicas e seus efeitos no bem-estar de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) durante o transporte
Title: Mechanical vibrations and their effects on the welfare of Nile tilapia (Oreochromis niloticus) during transport.
Author: Rebouças, Perila Maciel
Advisor(s): Barbosa Filho, José Antonio Delfino
Co-advisor(s): Almeida, Sérgio Alberto Apolinário
Keywords: Ambiência
Peixes
Hematologia
Bem-estar
Environment
Fish
Hematology
Welfare
Issue Date: 2019
Citation: REBOUÇAS, Perila Maciel. Vibrações mecânicas e seus efeitos no bem-estar de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) durante o transporte. 2019. 115 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.
Abstract in Portuguese: Movimentos oscilatórios presentes no transporte de peixes vivos podem comprometer a estabilidade fisiológica dos animais. Portanto, o objetivo desta pesquisa foi avaliar, em ambiente real de produção, as vibrações e choques mecânicos decorrentes do transporte sobre o estresse e o desempenho da tilápia do Nilo. As vibrações foram obtidas através de sensores previamente instalados em uma caixa de transporte fixada em um caminhão. Cinco sensores dataloggers, confeccionados para este fim, registraram os níveis de força g, velocidade do caminhão, temperatura da água e localização geográfica, além dos níveis de choques mecânicos e vibrações em todos os percursos. A pesquisa foi realizada em uma empresa integradora de piscicultura no Estado do Ceará/Brasil, com o monitoramento de 5 cargas de peixes vivos. O caminhão de transporte utilizado foi do tipo aberto, com capacidade para cinco caixas de fibra de vidro com volume útil de 2400 L, densidade de 236 kg / m3. O período de transporte durou em média três horas para cada tratamento e os peixes tiveram seus parâmetros (diferença de peso, relação peso-comprimento e fator de condição (Kn), lesões físicas, respostas metabólicas, iônicas e hematológicas) comparados a grupos-controle (sem vibração). Os choques mais intensos ocorreram com o caminhão entre 60 e 80 km / h, com vibrações de 1,151 m / s2 na caixa de transporte, assim como na água de 0,489 m / s2. Níveis mais altos de vibração ocorreram na estrada de asfalto, com um valor médio de 1,13 m / s2, enquanto na estrada de terra registraram uma média de 0,57 m / s2. As tilápias apresentaram respostas secundárias ao estresse em nível sanguíneo com alterações significativas nos íons magnésio, glicemia, hematócrito e hemoglobina, bem como perdas da carga de peixes vivos em 0,47% e 0,80% kg de peixes, respectivamente, no caminhão e na caixa de transporte após o trajeto. Lesões físicas com 34% de severidade e 21% moderadas mostraram uma condição ambiental desconfortável aos organismos, apesar da ausência significativa na relação peso-comprimento e fator de condição pós-transporte. Conclui-se, assim, que as vibrações e choques mecânicos podem atuar como potencial estressor no transporte desses peixes em curtas distâncias, mas não comprometem o desempenho produtivo da tilápia, caso ocorram em condições semelhantes às realizadas nesta pesquisa.
Abstract: Oscillatory movements present in live fish transportation can compromise the animals’ physiological stability. Therefore, this research aimed to evaluate, in a real production environment, the effects of the transport vibrations and mechanical shocks on Nile tilapia stress and performance. The vibrations were obtained through sensors previously installed in a transport box fixed to the truck. Five purpose-built datalogger sensors recorded g-force, truck speed, water temperature, and geographical location, as well as mechanical shock and vibration levels through all the way. The experiment was conducted by an integrated fish farming company in the state of Ceará/Brazil, monitoring 5 different live fish batches. The vehicle used for the transport was an open type truck, with capacity for five fiberglass boxes with a maximum volume of 2400 L, density of 236 kg / m3. The transport period lasted on average three hours for each treatment and the fish had their parameters (weight difference, weight-length relationship and condition factor (Kn), physical injuries, metabolic, ionic and hematological responses) compared to control groups (without vibration). The most intense shocks occurred when the truck was between 60 and 80 km / h, resulting in vibrations of 1.151 m / s2 in the transport box, as well as in the water of 0.489 m / s2. Higher vibration levels occurred on the asphalt road, with an average value of 1.13 m / s2, while on the dirt road they averaged 0.57 m / s2. Tilapia presented secondary responses to stress on blood level with significant changes in magnesium ions, glycemia, hematocrit, and hemoglobin, as well as live fish load losses of 0.47% and 0.80% kg, respectively, in the truck and the transport box after the transportation. Physical injuries at 34% severity and 21% moderate showed an uncomfortable environmental condition to organisms, although there was no significant difference in the weight-length relationship and post-transport condition factor. Thus, it is concluded that vibrations and mechanical shocks may act as a potential stressor in the transport of these fish over short distances, but do not compromise the tilapia's productive performance, if they occur under conditions similar to those performed in this research.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/48021
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGENA - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_tese_pmreboucas.pdf516,58 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.