Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47914
Title in Portuguese: A educação no horizonte da transição ao socialismo: lições da lutade classes e do internacionalismo
Author: Félix, Antônio Ferreira
Advisor(s): Rabelo, Josefa Jackline
Keywords: Educação da Pessoa Humana
Exploração Econômica
Trabalho e Educação
Internacionalismo
Socialismo e educação
Trabalhadores – educação
Issue Date: 2019
Citation: FÉLIX, Antônio Ferreira. A educação no horizonte da transição ao socialismo: lições da luta de classes e do internacionalismo. 2019. 212f. - Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação, Fortaleza (CE), 2019.
Abstract in Portuguese: Dos seres que se desenvolveram no Planeta Terra, o homem, por se distanciar, e não se separar da natureza, localiza-se na esfera do ser social. Dotado de consciência e vontade, pode ser considerado o único que, por um conjunto de fatores objetivos e subjetivos suscitados pelo progresso histórico de manutenção da vida pelo trabalho, junto com a sua interação com a natureza, submete esta à técnica para melhor atender às suas necessidades, atenuando os seus esforços, podendo alcançar um domínio bem próximo ao absoluto na produção dos elementos que garantem a sua existência. A vida, por sua vez, segue igual a natureza, em permanente processo de transformação. O mundo humano se comporta como a natureza ao atuar com o seu corpo social, uma vez que não se separa de sua composição orgânica natural. Com a natureza em movimento, e o ser humano em permanente mobilidade pelas exigências da vida em uma sociabilidade dividida em classes antagônicas, privilegiados e deserdados, destacaremos a função da educação, a partir da qual os deseducados podem e devem, em determinadas circunstâncias, educar os educados. Em nosso objeto, discorremos sobre a evolução da vida, passando pelos modos de produção antiga, escravista, feudal e capitalista, além da transição ao socialismo via Revolução de Outubro, que ocorreu na União Soviética em 1917. Nosso intento é destacar a importância da educação como instrumento auxiliar da classe operária na luta pela superação da exploração do capital e a sua jornada de transição ao socialismo. Destacamos em nossa pesquisa, com base em estudos da primeira ciência, a História da Humanidade, que a educação se impõe como necessária à condição humana e, sobretudo, como elemento primordial ao se incorporar às forças produtivas nas revoluções, essencialmente na superação do capitalismo em uma jornada de transição ao socialismo, permeada de embates entre as classes antagônicas. Trata-se de uma educação violenta e interessada aos poucos pela sua ligação com a classe que produz a riqueza, podendo se converter em uma educação humana, desinteressada, a serviço do desenvolvimento, da igualdade e da formação da personalidade humana, livre da sombria ambição por riquezas individuais. Para tanto, valemo-nos de uma pesquisa teórico-bibliográfica ancorada no materialismo histórico dialético da escola de Marx e Engels, tão bem interpretada por Lênin, Trotsky e Rosa Luxemburgo. Destacam-se as seguintes obras: Marx e Engels em O Capital (2013), A Ideologia Alemã (2007), Manifesto Comunista (2005); Aníbal Ponce em Educação e Luta de Classes (2007); Trotsky, nas seguintes obras: História da Revolução Russa (Tomo I e II, 2007); A Teoria da Revolução Permanente (2011), O Programa de Transição para Revolução Socialista (2008), Questões do modo de vida. A moral deles e a nossa (2009); Pierre Broué em História da Internacional Comunista (Tomo I e II). Destacamos a luta de classes, as Internacionais, a crise de direção do proletariado mundial, a revolução permanente, a transição ao socialismo e a função da educação inserida em um programa de transição para superação do capitalismo, demonstrando as revoluções como instrumento de transformação e construção do novo.
Abstract: Of the beings that developed on the face of planet earth, man to some extent, by distancing himself and not separating himself from nature, is located in the sphere of social being. Endowed with conscience and will can be considered the only one that by a set of objective and subjective factors aroused by the historical progress of life maintenance through work, interaction between man and nature, submits this technique to better meet their needs and mitigate their efforts. achieve a domain very close to the absolute in the production of the elements that guarantee their existence. Life, in turn, goes on like nature in a permanent process of transformation. The human world behaves like nature by acting with its social body at a time when it does not separate from its natural organic composition. With nature in motion and the human being in permanent mobility for the demands of life in a sociability divided into antagonistic, privileged and disinherited classes, we will highlight the role of education, where the uneducated can and should in certain circumstances educate the educated. In our object, we discuss the evolution of life, passing through the old, slave, feudal and capitalist modes of production and the transition to socialism via the October Revolution that took place in the Soviet Union in 1917. Our intention is to highlight the importance of education as auxiliary instrument of the working class in the struggle to overcome the exploitation of capital and its journey of transition to socialism. We emphasize based on studies of the first science, the History of humanity, in our research that education imposes itself as necessary the human condition, and, above all as a primordial element in incorporating the productive forces in revolutions and essentially in overcoming capitalism in a journey of transition to socialism when, through the clashes of the antagonistic classes, a violent education gradually interested in its connection with the wealth-producing class can become a disinterested human education in the service of development, equality and formation. human personality free from the dark ambition for individual riches. To this end, we draw on a theoretical-bibliographical research anchored in the dialectical historical materialism of the Marx and Engels school so well interpreted by Lenin, Trotsky and Rosa Luxemburg of the following works: Marx and Engels in the Capital (2013); The German Ideology (2007); Communist Manifesto (2005); Aníbal Ponce in Education and Class Fight (2007); Trotsky in the following works: History of the Russian Revolution (Tome I and II, 2007); The Theory of Permanent Revolution (2011); The Transition Program for Socialist Revolution (2008); Way of life issues. Their morals and ours (2009); Pierre Broué in History of the Communist International (Tome I and II). We highlight the class struggle, the International, the leadership crisis of the world proletariat, the permanent revolution, the transition to socialism and the role of education inserted in a transition program to overcome capitalism, demonstrating revolutions as an instrument of transformation and construction. of the new.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47914
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_tese_affelix.pdf1,27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.