Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47685
Title in Portuguese: Experiências adversas na infância e saúde mental de crianças de 18 meses e cinco anos em instituição de assistência à primeira infância.
Author: Kedhi, Renata Castro
Advisor(s): Leite, Álvaro Jorge Madeiro
Keywords: Experiências Adversas da Infância
Desenvolvimento Infantil
Issue Date: 26-Jul-2018
Citation: KEDHI, R. C. Experiências adversas na infância e saúde mental de crianças de 18 meses a cinco ano em uma instituição de assistência à primeira infância. 2018 62 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde da Mulher e da Criança) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: Experiências Adversas na Infância são potenciais desencadeadores de estresse tóxico, alterando o mecanismo de alostase do organismo que englobam o sistema nervoso central, sistema endócrino e sistema imune em formação durante a gestação e os primeiros anos de vida. A criança submetida a estas experiências por tempo prolongado e contínuo pode apresentar alterações na arquitetura do cérebro com possíveis repercussões a longo, médio e curto prazo.O objetivo geral desse estudo foi correlacionar experiências adversas na infância e problemas comportamentais, emocionais e de funcionamento social de crianças de 18 meses a cinco anos de idade em uma ONG que atende à primeira infância em Fortaleza – CE.Trata-se de um estudo transversal com amostra de 259 mães de crianças entre 18 meses a seis anos de idade incompletos que responderam ao questionário socioeconômico, ao Cuestionario sobre Experiências Adversas en la Infância, e ao Inventário de Comportamento da Infância de 1 ½ a 5 anos (CBCL).A exposição a 4 ou mais experiências, correlacionou-se com alterações de comportamento total OR: 7,45, IC 95% (2,92 - 19,13), sintomas internalizantes OR: 8,78, IC 95% (3,35 - 23,05) e sintomas externalizantes OR: 5,12, IC 95% (2,05 - 12,80). As experiências adversas que mais apresentaram alterações de comportamento foram: abuso emocional, abuso físico, negligência emocional, exposição a violência doméstica, abuso de substancias em ambiente domiciliar e convivência com doença mental ou suicídio.Concluímos que experiências adversas vividas por crianças podem causar alterações precoces em seu comportamento. Há a necessidade de políticas públicas direcionadas a essa faixa etária para promover uma intervenção precoce e diminuir o impacto na saúde mental e nos comportamentos do estresse tóxico na primeira infância.
Abstract: Adverse Experiences in Childhood are potential triggers of toxic stress by altering the mechanism of allostasis of the organism that encompass the central nervous system, endocrine system and immune system in formation during gestation and the first years of life. The child submitted to these experiments for a prolonged and continuous time may present alterations in the architecture of the brain with possible repercussions in the long, medium and short term. The general objective of this study is to correlate adverse experiences in childhood and behavioral, emotional and social functioning problems of children from one year and six months to five years of age in an ONG that attends early childhood in Fortaleza - CE. This is a cross-sectional study with a sample of 259 mothers of incomplete children between 18 months and six years old who answered the socioeconomic questionnaire, the Questionnaire on Adverse Experiences in Childhood, and the Childhood Behavior Inventory of 1 ½ to 5 years (CBCL). Exposure to 4 or more experience correlated with changes in total OR behavior: 7.45, 95% CI (2.92 - 19.13), internalizing symptoms OR: 8.78, 95% CI (3.35 - 23,05) and externalizing symptoms OR: 5,12, 95% CI (2,05 - 12,80). The adverse experiences that presented the most behavioral changes were: emotional abuse, physical abuse, emotional neglect, exposure to domestic violence, abuse of substances in the home environment and coexistence with mental illness or suicide. We conclude that adverse experiences experienced by children can cause early changes in their behavior. There is a need for public policies aimed at this age group to promote early intervention and decrease the impact on mental health and behavioral stress behaviors in early childhood. Keywords: Child Development. Adverse Experiences in Childhood. Child Behavior Check List.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47685
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:MPSMC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_dis_rckehdi.pdf833,23 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.