Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47532
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCarvalho, Francisco Gilmar Cavalcante de-
dc.date.accessioned2019-11-07T18:20:56Z-
dc.date.available2019-11-07T18:20:56Z-
dc.date.issued2010-
dc.identifier.citationCARVALHO, Francisco Gilmar Cavalcante de. A Televisão no Ceará. Fortaleza, CE: Expressão Gráfica e Editora, 2010. 184 p.pt_BR
dc.identifier.isbn978-85-7563-644-2-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47532-
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherExpressão Gráfica e Editorapt_BR
dc.subjectComunicação de massa e culturapt_BR
dc.subjectTelevisão - Históriapt_BR
dc.subjectMeios de Comunicaçãopt_BR
dc.subjectCeará - Históriapt_BR
dc.titleA Televisão no Cearápt_BR
dc.typeLivropt_BR
dc.description.abstract-ptbrAo idealizarmos esta publicação, tivemos por objetivo uma coisa simples e por si própria elucidativa: propiciar os elementos iniciais à futura história da televisão no Ceará. Em 1960, quando se inaugurou a TV Ceará, estávamos chegando aos Diários Associados pelas mãos de Hermenegildo de Sá Cavalcante, com quem havíamos trabalhado no O Estado. Lembro-me do fascínio e da perplexidade em que todos estávamos envolvidos, naquele momento: íamos começar a fazer uma coisa que, na verdade, não conhecíamos, senão por meio de referências imprecisas. Poucos eram os que haviam visitado um estúdio de TV, e muitos nem sequer tinham estado diante de um televisor. Assim, ao contribuir para a formação da história, agrada-nos, igualmente, participar dela e reviver as emoções de uma experiência que coincide com os primeiros anos de nossa atividade profissional. Os que viveram nesse tempo são personagens e testemunhas do enorme esforço praticado. E sabem que, não poucas vezes, a criatividade supriu a deficiência material. Por isso mesmo, devem se sentir satisfeitos por terem dado o melhor de si para o que se conseguiu fazer. Parece-nos indispensável que tudo isso seja devidamente contado, para que não corra o risco de se perder no esquecimento. Esta publicação da Secretaria de Comunicação Social (SECOM) pretende resgatar essa fase primeira da história da televisão cearense, feita de determinação, espírito de luta e sentido de equipe. Uma história sem vilão nem heróis, em que o foco de luz se ajusta sobre todos os que participaram, recuperando parte de nossa memória. Ao final de três semanas de pesquisa e redação, restou este texto que integra o Governo Gonzaga Mota às comemorações dos 25 anos da televisão no Ceará. Uma festa de que não poderia se omitir um Governo em permanente sintonia com a criatividade e inventiva populares.pt_BR
Appears in Collections:ICA - Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_liv_fgccarvalho.pdf21,11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.