Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47258
Title in Portuguese: Variações ecomorfológicas intraespecíficas de Atherinella brasiliensis (Atheriniformes: Atherinopsidae) em ecossistemas dulcícola e salobros
Author: Araújo, Paulo Victor de Oliveira
Advisor(s): Botero, Jorge Iván Sánchez
Co-advisor(s): Rodrigues Filho, Carlos Alberto de Sousa
Keywords: Ecologia
Morfologia
Peixe-rei
Reservatório
Lagoas costeiras
Issue Date: 2016
Citation: ARAÚJO, Paulo Victor de Oliveira. Variações ecomorfológicas intraespecíficas de Atherinella brasiliensis (Atheriniformes: Atherinopsidae) em ecossistemas dulcícola e salobros. 2016. 24 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Ciências Biológicas) – Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
Abstract in Portuguese: Análises ecomorfológicas são ferramentas de estudo da influência dos recursos, interações e fatores bióticos e abióticos sobre a forma do corpo dos indivíduos. De acordo com o conceito ecomorfológico, é possível realizar inferências da influência do ambiente e seus recursos a partir de características da forma dos espécimes. Estudos sobre variações morfológicas intraespecíficas em peixes indicam que estas podem ser resultado de diferenças de nicho entre populações, favorecendo a adaptação destas de acordo com mudanças ambientais. O peixe-rei, Atherinella brasiliensis, apresenta ampla distribuição geográfica ao longo de todo o Atlântico Sul e é residente de ambientes estuarinos. Espécimes desta espécie foram frequentemente capturados no reservatório Sítios Novos (Caucaia – CE), a 33km do litoral. A partir disto, este estudo teve por objetivo comparar as características ecomorfológicas das populações de A. brasiliensis do reservatório Sítios Novos e das lagoas da Taíba (São Gonçalo do Amarante – CE) e do Cauípe (Caucaia – CE), duas lagoas costeiras onde a espécie também ocorre. A hipótese deste estudo foi: “a população de A. brasiliensis do reservatório Sítios Novos apresenta estrutura ecomorfológica distinta em relação às populações da mesma das lagoas da Taíba e do Cauípe”. Coletas de espécimes de A. brasiliensis foram realizadas entre março e setembro de 2014, através de lances de tarrafa e arrastos de praia. Posteriormente, os espécimes capturados foram fixados em formol 10% e preservados em álcool 70%. Vinte e uma medições morfométricas foram realizadas em 20 espécimes de cada ecossistema estudado. A partir destas medições, 22 índices ecomorfológicos foram calculados. Uma Análise de Componentes Principais (PCA) identificou tendências na morfologia das populações de A. brasiliensis analisadas e uma Análises de Variância Multivariada com Permutações (PERMANOVA) indicou que a população do reservatório Sítios Novos diferiu significativamente em relação às populações das lagoas costeiras. Os indivíduos da população do reservatório Sítios Novos apresentaram bocas mais protráteis e nadadeiras peitorais, pélvicas e caudais mais desenvolvidas enquanto os indivíduos das populações das lagoas costeiras apresentaram olhos e cabeças maiores, corpos mais deprimidos, e nadadeiras peitorais, pélvicas e dorsais mais desenvolvidas. As diferenças ecomorfológicas entre as populações de A. brasiliensis analisadas sugerem que um conjunto de variáveis ambientais influenciam estas em cada ecossistema estudado.
Abstract: Ecomorphological analyzes are study tools of the resources, interactions and biotic and abiotic factors influence on the body shape of individuals. According to the ecomorphological concept, it is possible to make inferences of the environment influence and its resources from specimens shape characteristics. Studies on intraspecific morphological variations in fish indicate that they may be the result of niche differences among populations, favoring their adaptation according to environmental changes. The kingfish, Atherinella brasiliensis, has wide distribution throughout the South Atlantic and is resident of estuarine environments. Specimens of this species were often caught in Sitios Novos reservoir (Caucaia CE), 33km from the coast. From this, this study aimed to compare the ecomorphological characteristics of A. brasiliensis populations from Sítios Novos reservoir (Caucaia CE) and from Taíba (São Gonçalo do Amarante CE) and Cauípe (Caucaia CE) lagoons, two coastal lagoons where the species also occurs. This study hypothesis was: "Sítios Novos reservoir A. brasiliensis population has distinct morphological structure in relation to Taíba and Cauípe lagoons A. brasiliensis populations". Collects of A. brasiliensis specimens were carried out between March and September 2014, through castnet bids and beach seines. Subsequently, captured specimens were fixed in 10% formalin and preserved in 70% alcohol. Twenty one morphometric measurements were performed on 20 specimens of each studied ecosystem. From these measurements, 22 ecomorphological indexes were calculated. A Principal Component Analysis (PCA) identified trends in A. brasiliensis populations morphology and a Permutational Multivariate Analysis of Variance (PERMANOVA) indicated that Sítios Novos reservoir population significantly differed from coastal lagoons populations. Sítios Novos reservoir population individuals presented more protractile mouths and more developed pectoral, pelvic and caudal fins while coastal lagoons populations individuals presented larger eyes and heads, more depressed bodies, and more developed pectoral, pelvic and dorsal fins. Ecomorphological differences among analyzed A. brasiliensis populations suggests that a number of environmental variables affect them in each studied ecosystem.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47258
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_tcc_pvoaraujo.pdf1,07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.