Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/46699
Title in Portuguese: Análise de modelos de geração de viagens em equipamentos de saúde: estudo de caso do Hospital Universitário Walter Cantídio
Author: Barroso, Lara Maria de Sousa
Advisor(s): Castro Neto, Manoel Mendonça
Keywords: Geração de viagens
Polos geradores de viagens
Equipamentos de saúde
Issue Date: 2017
Citation: BARROSO, Lara Maria de Sousa. Análise de modelos de geração de viagens em equipamentos de saúde: estudo de caso do Hospital Universitário Walter Cantídio. 2017. 77 f. Monografia (Graduação em Engenharia Civil) - Centro de tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
Abstract in Portuguese: Os Polos Geradores de Viagens (PGVs) são empreendimentos de largo porte que produzem grande número de viagens, gerando impactos na circulação do seu entorno imediato e modificando a acessibilidade da região na qual estão instalados, podendo ser de diversas naturezas, como Universidades, Shopping Centers e Hospitais. Os PGVs relacionados à prestação de serviços de Saúde têm, em geral, características muito distintas de outros tipos de empreendimentos, pois a demanda hospitalar é diferenciada das demandas de outros equipamentos por conta do seu caráter emergencial, enquanto o volume e a natureza de sua atração são mutáveis e nem sempre passíveis de previsão. Com a finalidade de se tentar prever as taxas de viagens atraídas por PGVs, foram desenvolvidos diversos modelos matemáticos ao longo dos anos, embora poucos desses sejam relacionados a estabelecimentos hospitalares e de saúde. Nesse contexto, este trabalho tem o objetivo de analisar a geração de viagens atribuídas ao bloco central do Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), avaliando a aplicabilidade de modelos destinados a hospitais. Os processos metodológicos passaram pela caracterização do Equipamento em estudo de acordo com os aspectos relevantes para a previsão de viagens, pela quantificação e caracterização das viagens atraídas, por meio de pesquisa em campo, e pela verificação da aderência dos modelos de geração de viagens escolhidos. Ao longo da análise, foi desenvolvida a comparação do número de viagens previstas por cada um dos modelos com a quantidade de viagens atraídas na hora de pico observada na coleta em campo, analisando-se a diferença percentual entre elas, além de se avaliar a relação do coeficiente de determinação (R²) das equações com as diferenças obtidas. Os modelos criados pelo ITE (2008), cujas variáveis independentes são a ‘área construída’ e a ‘quantidade de leitos’ foram os que melhor representaram a dinâmica de viagens ocorridas no HUWC durante o período estudado. Já modelos da CET – SP, apesar de terem sido desenvolvidos para uso do solo brasileiro, apresentaram baixa relação com o comportamento de viagens visto em campo. Quanto aos modelos desenvolvidos por Gontijo e Raia Jr., eles apresentaram péssima relação com a dinâmica de viagens do HUWC.
Abstract: Trip-Generating Poles (TGPs) are large enterprises that produce a large number of trips, generating impacts on the circulation of their immediate surroundings and modifying the accessibility of the region in which they are installed, and may be of various natures, such as Universities, Shopping Centers and Hospitals. TGPs related to the provision of health services have, in general, very different characteristics from other types of enterprises, since the hospital demand is differentiated from the demands of other equipment because of its emergency character, while the volume and the nature of its trip-attraction are changeable and not always predictable. In order to try and predict travel rates attracted by TGPs several mathematical models have been developed over the years, although few of these are related to health establishments. In this context, this work has the objective of analyzing the generation of trips attracted to the central block of Walter Cantídio University Hospital (HUWC), evaluating the applicability of existing hospital-related models. The methodology used involved the characterization of the equipment under study in accordance with the relevant aspects for trip-generation forecast, the quantification and characterization of the trips attracted, through field research, and the verification of the adherence of the chosen trip generation models. Throughout the analysis, the comparison of the number of trips estimated by each model with the number of trips attracted at the peak hour observed in the field was observed, evaluating the percentage difference between them, in addition to evaluating the correlation between the coefficient of determination (R²) of the equations and the obtained differences. The models created by ITE (2008), whose independent variables are the 'constructed area' and the 'number of beds', were the ones that best represented the dynamics of the HUWC trips during the studied period. Even CET - SP models, although developed for Brazilian soil use, showed a low relation with the trip behavior seen in the field. As for the models developed by Gontijo and Raia Jr., they presented a very poor relation with the travel dynamics of the HUWC.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/46699
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENGENHARIA CIVIL - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tcc_lmsbarroso.pdf3,15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.