Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45600
Title in Portuguese: Desafios da compostagem coletiva e seus efeitos sobre as mudanças climáticas.
Title: Challenges of collective composting and their effects on climate change.
Author: Barbosa, Ismael Farias Martins
Advisor(s): Stefanutti, Ronaldo
Keywords: Compostagem doméstica
Compostagem coletiva
Mudanças climáticas
Resíduos
Issue Date: 2018
Citation: BARBOSA, Ismael Farias Martins. Desafios da compostagem coletiva e seus efeitos sobre as mudanças climáticas. 2018. 45 f. Monografia (Graduação em Engenharia Ambiental) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: Este trabalho trata dos desafios da compostagem coletiva e seus efeitos sobre as mudanças climáticas. A coleta de lixo é onerosa aos cofres públicos e realizar compostagem pode ser uma alternativa viável. Nesse sentido, a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS) levantou a discussão, não somente sobre a necessidade de encaminhar para o aterro sanitário somente aquilo que não for possível aplicar nenhum tipo de tratamento, mas sobre as alternativas para destinação adequada dos Resíduos Sólidos Orgânicos (RSO). Nessa perspectiva, a compostagem apresenta-se como instrumento da Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA) como um meio alternativo para destinação adequada dos RSO. Portanto, torna-se relevante uma discussão para esclarecer quais os desafios da compostagem coletiva e seus efeitos sobre as mudanças climáticas? Quando realizada em bairros e por grandes geradores de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) (condomínios, supermercados, escolas), o processo de compostagem aumenta a participação popular e de estruturas institucionais no processo de gerenciamento. Além disso, a compostagem tem o potencial de criar empregos locais, se adequando a situações socioeconômicas específicas. Nos aterros sanitários, quando os materiais orgânicos são soterrados e compactados, entram em decomposição anaeróbica, formando vários gases, como o gás metano (CH4). Esses gases devem ser captados para serem tratados ou destinados ao aproveitamento energético, o que nem sempre está ao alcance dos governos, pois requer investimento em pesquisas, tecnologias e articulação política. Em contraponto, quando os RSO são tratados por meio da compostagem, ocorre a minimização da parcela a ser encaminhada ao aterro sanitário pela redução do volume, da quantidade de chorume, e, consequentemente, os riscos de contaminação dos recursos hídricos e a redução da emissão de gases de efeito estufa para a atmosfera. É perceptível a necessidade da sociedade por espaço e soluções melhoradas na gestão de resíduos. Fica claro o ganho proporcionado com a compostagem. Desta forma, esta pesquisa tem como objetivo geral analisar como a compostagem coletiva pode ser uma solução para os Resíduos Sólidos Urbanos. E os seguintes objetivos específicos: destacar a relevância social da gestão de resíduos sólidos, propor a compostagem coletiva como solução para os RSU, destacar os efeitos da compostagem coletiva sobre as mudanças climáticas. Sendo então a proposta metodológica deste trabalho classificada, quanto aos objetivos, como sendo exploratória e descritiva e, quanto aos procedimentos, como bibliográfica e documental.
Abstract: This undergraduate thesis addresses the challenges of collective composting and its effects on climate change. Garbage collection is costly to public coffers, so composting is a viable alternative. In this sense, the National Solid Waste Policy raised the discussion, not only on the need to send to the landfill only what is not possible to apply any type of treatment, but which alternatives for proper disposal of Organic Solid Waste. From this perspective, composting presents itself as an instrument of the National Environmental Policy as an alternative for adequate destination of the organic solid waste. So, is a discussion relevant to clarify what the challenges of collective composting and their effects on climate change are? When performed in neighborhoods and large generators of urban solid waste (condominiums, supermarkets, schools), composting increases popular participation and institutional structures in the management process. In addition, composting has the potential to create local jobs, adapting to specific socioeconomic situations. In landfills, when organic materials are buried and compacted, they enter into an anaerobic decomposition, forming various gases, such as methane gas (CH4). These gases must be captured to be treated or destined for energy use, which is not always within reach of governments, since it requires investment in research, technology and political articulation. On the other hand, when the organic solid waste is treated using composting technique, it occurs the minimization of the parcel to be sent to the sanitary landfill by reducing the volume, the amount of leachate, and, consequently, the risks of contamination of the water resources and the emission reduction of greenhouse gases into the atmosphere. The society's need for space and improved solutions in waste management is noticeable. The gain provided by composting is clear. In this way, this research has as general objective to analyze how the collective composting can be a solution for Urban Solid Waste. In addition, it has following specific objectives: to highlight the social relevance of solid waste management, to propose collective composting as a solution for municipal solid waste, to highlight the effects of collective composting on climate change. Therefore, the methodological proposal of this work is classified, as regards the objectives, as exploratory and descriptive and, as far as the methodology, as bibliographical and documentary.
Abstract in Spanish: Este artículo aborda los desafíos del compostaje colectivo y sus efectos en el cambio. cambio climático La recolección de basura es costosa para las arcas públicas y el compostaje puede ser Una alternativa viable. En este sentido, la Política Nacional de Residuos Sólidos (PNRS) planteó la discusión, no solo sobre la necesidad de enviar al vertedero solo lo que no se puede aplicar a ningún tipo de tratamiento alternativas para la eliminación adecuada de residuos orgánicos sólidos (RSO). En este Desde esta perspectiva, el compostaje es un instrumento de la Política Nacional del Medio Ambiente. Medio ambiente (PNMA) como un medio alternativo para la eliminación adecuada de RSO. Por lo tanto una discusión se vuelve relevante para aclarar los desafíos del compostaje colectivo y Qué efectos tiene sobre el cambio climático? Cuando se realiza en barrios y en general Generadores de Residuos Sólidos Municipales (RSU) (condominios, supermercados, escuelas), el El proceso de compostaje aumenta la participación popular y las estructuras institucionales en el proceso de gestión Además, el compostaje tiene el potencial de crear empleos. adaptándose a situaciones socioeconómicas específicas. En vertederos, cuando los materiales orgánicos son enterrados y compactados, descomposición anaerobia, formando varios gases, como el metano (CH4). Estos gases deben ser capturados para ser tratado o destinado al uso de energía, que no siempre está al alcance de gobiernos, ya que requiere inversión en investigación, tecnología y articulación política. En Por el contrario, cuando los RSO se tratan mediante compostaje, porción que se enviará al vertedero debido a la reducción del volumen, la cantidad de y, en consecuencia, los riesgos de contaminación de los recursos hídricos y la reducción de Emisiones de gases de efecto invernadero a la atmósfera. La necesidad de sociedad espacial y soluciones mejoradas de gestión de residuos. Está claro la ganancia provisto de compostaje. Por lo tanto, esta investigación tiene como objetivo general Analizar cómo el compostaje colectivo puede ser una solución para los residuos sólidos. Urbano Y los siguientes objetivos específicos: resaltar la relevancia social de residuos sólidos, proponer el compostaje colectivo como una solución para RSU, resaltar efectos del compostaje colectivo sobre el cambio climático. Entonces, la propuesta clasificación metodológica de este trabajo clasificada, como objetivos, como exploratoria y descriptivo y, en cuanto a los procedimientos, como bibliográfico y documental.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45600
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENGENHARIA AMBIENTAL - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tcc_ifmbarbosa.pdf482,29 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.