Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45581
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorRodrigues, Eduardo Andrade-
dc.date.accessioned2019-09-09T12:16:13Z-
dc.date.available2019-09-09T12:16:13Z-
dc.date.issued2015-
dc.identifier.citationRODRIGUES, Eduardo Andrade. A relação entre a autonomia individual dos heróis shakespearianos e os particulares livres a partir da Estética de Hegel. . In: CARVALHO, Marcelo; HAMM, Christian (orgs.). ENCONTRO ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA- ANFOP, 16., 27-31 out. 2014, Campos do Jordão (SP). Anais... São Paulo: ANPOF, 2015. p. 309-326. Tema: Temas de filosofiapt_BR
dc.identifier.isbn978 85 8807 1 3-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45581-
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherANFOPpt_BR
dc.subjectDramapt_BR
dc.subjectFilosofiapt_BR
dc.subjectSociedadept_BR
dc.titleA relação entre a autonomia individual dos heróis shakespearianos e os particulares livres a partir da Estética de Hegelpt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.abstract-ptbrNo presente artigo tratamos do modo pelo qual os heróis da poesia dramática de Shakespeare expressam o caráter subjetivo e autônomo do homem no limiar da modernidade, valendo-nos de uma análise filosófica destes personagens feita a partir da concepção de arte exposta por Hegel em seus Cursos de Estética. Buscamos, portanto, compreender qual a relação entre os heróis fictícios do drama de Shakespeare e os respectivos indivíduos que efetivamente viveram e atuaram nessa sociedade. O filósofo alemão afirma que uma obra de arte está inextricavelmente ligada ao momento e ao solo histórico do qual ela emerge, sendo um reflexo da consciência de liberdade predominante na sociedade que a produziu. Desse modo, já que o teatro de Shakespeare foi configurado no exato ponto de ruptura entre a Idade Média e o mundo moderno, momento em que as relações sociais do regime feudal viram-se gradualmente substituídas pelas relações econômicas e sociais da emergente sociedade civil burguesa, temos na caracterização dos personagens de Shakespeare elementos expressivos que nos ajudam a compreender a subjetividade do homem neste momento singular da História. [...]pt_BR
Appears in Collections:PPGFILO - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_eve_earodrigues.pdf474,73 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.